Sequência de encontros capacitou agentes para o atendimento a necessidades específicas na catequese das paróquias e comunidades

Cerca de 40 pessoas participaram, em abril e maio, de uma sequência de formações sobre catequese especializada, voltada a atender pessoas que têm algum tipo de deficiência física ou mental. Ao todo, foram quatro encontros a partir das temáticas: fundamentação bíblica e Campanha da Fraternidade 2006: Fraternidade e pessoa com deficiência; diretório para a Catequese no Brasil; como adaptar o material da Catequese para o trabalho com pessoas com diferentes deficiências. O último encontro, no dia 14 de maio, tratou sobre os sacramentos e as pessoas com deficiência.
A formação nasce de uma realidade já presente nas comunidades: a necessidade de inclusão das pessoas com deficiência na catequese. Tanto que a maioria dos participantes ou são catequistas que têm na comunidade alguma pessoa com deficiência que precisa atender, ou pessoas que têm familiares com deficiência. “Está aumentando cada vez mais casos de deficiência, as mais diferentes deficiências. A nossa ideia é preparar os catequistas a como agir diante disso na catequese”, explica a coordenadora da Catequese, irmã Angela Soldera.
A partir dessa formação, as catequistas conseguirão orientar os trabalhos que necessitarem de uma ação especializada nas comunidades e decanatos ou, no caso de não conseguirem resolver, encaminhar para a equipe central de catequese da arquidiocese. Até então, todos os casos eram encaminhados para a equipe central de catequese especializada, que já não estava conseguindo atender toda a demanda.
A partir de agora, a ideia é criar um diretório que oriente o trabalho da catequese especializada na arquidiocese, explica a irmã Angela. Em agosto, o grupo terá um novo encontro.
“O grupo mostrou muito interesse e preocupação. A participação foi muito boa. Pelas perguntas percebemos muito interesse e preocupação.
“Há a necessidade de nos abrir para adaptações nesse campo, inclusive com relação aos sacramentos. Precisamos de uma mudança de mentalidade, de posições e conhecer os documentos da Igreja, que já mostram possibilidades nessa área”, reforça a irmã.

Juliana Mastelini Moyses
Pascom arquidiocesana

Fotos: Marcio Vendrametro

MÓDULO DA ESCOLA DE TEOLOGIA PARA LEIGOS LEIGAS
Iniciação à Vida Cristã (IVC) – Irmã Ângela Soldera.

DATAS:
Segundas-feiras
17 e 24/06 e 01 e 08/07
Das 19h30 às 21h30.

INVESTIMENTO:
O módulo, com 4 aulas de duas horas cada, custa R$ 60,00. O pagamento deverá ser feito na secretaria da Escola.
O módulo só será aberto se houver número de alunos superior a 20.

LOCAL:
As aulas serão nas dependências do Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor, Rua Dom Bosco, 145, Londrina PR.
Informações pelo telefone 3371-3119, com Inês, segundas e terças-feiras, das 13 às 21 horas.

O padre Rafael Solano, vigário geral da Arquidiocese de Londrina e pároco da Paróquia Jesus Cristo Libertador, foi um dos quatro padres que representaram o Brasil no encontro internacional Párocos para o Sínodo, realizado em Roma, entre os dias 29 de abril e 2 de maio. O encontro reuniu cerca de 300 sacerdotes do mundo todo para aprofundar o tema da sinodalidade, em vista da próxima sessão do Sínodo, que será em outubro deste ano. Em entrevista, padre Rafael fala

sobre os assuntos refletidos no encontro, as experiências partilhadas e os próximos passos da caminhada sinodal.

Documento vai iluminar ações das paróquias e comunidades para que atividades financeiras aconteçam com responsabilidade e seguindo a lei

Dezenas de representantes de paróquias e comunidades da Arquidiocese de Londrina estiveram reunidas no último sábado (20) para a reunião geral sobre as questões financeiras e administrativas que envolvem o dia a dia da Igreja. O encontro foi no auditório do Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor. O arcebispo, dom Geremias Steinmetz, participou do momento formativo e destacou a importância da transparência e do direcionamento correto das doações dos fiéis.

Durante a reunião, também foi pontuado sobre incentivar o dízimo e houve a apresentação do Regimento para Assuntos Administrativos e Econômicos, ou seja, todo regramento que precisa ser seguido dentro da arquidiocese. Apesar da Mitra não ser uma empresa e ter algumas imunidades fiscais, é necessário seguir a legislação de forma completa para não gerar problemas.

Entre as novidades explicadas estão a possibilidade do uso do cartão de crédito pelas igrejas e a contratação de empréstimo, desde que observando todas as normas, com responsabilidade e comprovando a necessidade.

As coletas nas missas também deverão ter uma padronização para contagem a partir de agosto. O documento ainda explica o funcionamento dos fundos de Amparo aos Sacerdotes e de Partilha.

Pedro Marconi
Pascom Arquidiocesana

Fotos: Guto Honjo

Em junho do ano passado, a Arquidiocese de Londrina presenciou uma tragédia que abalou o Brasil. Dois adolescentes mortos em um atentado à Escola Helena Kolody, em Cambé. Karoline Verri Alves e Luan Augusto, de 17 e 16 anos.

O que poderia ser uma história de revolta, revelou, ao contrário, um olhar de eternidade. Num mundo que oferece tantos caminhos, jovens buscando a santidade e famílias dispostas a responder ao convite de Jesus: “Quem quiser vir a Mim, tome sua cruz e Me siga”.

No Arquidiocese Entrevista de hoje, os pais da Karoline Verri Alves, Dilson Antônio Alves e Keller Cristina Verri Alves; e os avós do Luan Augusto, Valdomiro Augusto da Silva e Maria Aparecida Lizoti Silva, compartilham conosco suas histórias, suas lembranças e suas esperanças.

Produção: Pascom Arquidiocese de Londrina
Repórter: Juliana Mastelini Moyses
Entrevistados: Dilson Antônio Alves e Keller Cristina Verri Alves (pais da Karol); e Valdomiro Augusto da Silva e Maria Aparecida Lizoti Silva (avós do Luan)
Edição: Tiago Queiroz
Imagens: Edgar Grandolfi de Paula, Luiz Henrique Vianna e Tiago Queiroz

Foto: Divulgação

Nos dias 20 e 21 de abril de 2024, na Diocese de Guarapuava, aconteceu o 10º Encontro Regional da Pastoral Juvenil. O encontro reuniu assessores, coordenadores e vice coordenadores das (arqui) dioceses pertencentes ao Regional Sul 2 da CNBB.

A Arquidiocese de Londrina foi representada pelo Nayron Niero dos Santos, coordenador arquidiocesano do Setor Juvenil, pelo Pedro Paulo, coordenador do Decanato Centro do Setor Juvenil, e pelo João Vitor Galante Dorigo (Jhony), coordenador estadual do Ministério Jovem da RCC.

O encontro foi inspirado pelos debates e apelos do último Encontro Pastoral da Juventude, no qual se viu a importância de consolidar os conceitos, missões, e tarefas correspondentes ao Setor Diocesano da Juventude.

“Pela palestra do Pe. Antônio Ramos do Prado, assessor da Comissão Episcopal para a Juventude, mais conhecido como Pe. Toninho, na qual abortou a história e o trajeto dos trabalhos da juventude no Brasil, é possível vermos os grandes avanços que a evangelização dos jovens teve no decorrer dos anos, deixando grandes contribuições que até hoje trazem grandes luzes à esses trabalhos, como o Documento de Aparecida e Documento 85 da CNBB. O Pe. Toninho ressaltou também, os conceitos e tarefas a respeito do Setor Diocesano da Juventude, sendo o lugar de comunhão de toda juventude da arquidiocese, o Setor Juvenil atua na promoção da evangelização jovem, tendo o jovem como protagonista da mesma. Reconhecendo que essa evangelização acontece na pluralidade de carismas e identidade das diversas expressões, pastorais e movimentos. Portanto, o Setor Juvenil procura acolher, orientar e animar os trabalhos de evangelização da juventude na diocese”, afirmou o coordenador Nayron.

Outro assunto que foi refletido, foi a importância do Setor Juvenil Diocesano na saúde mental e na prevenção ao suicídio, um tema urgente e importante em relação ao pastoreio das juventudes.

Após os momentos de palestras, aconteceu uma importante troca de experiência entre as (arqui) dioceses. Com a apresentação do Setor Juvenil Diocesano em cada diocese, foi possível refletir sobre os andamentos, os frutos, as alegrias e os desafios que cada região do estado tem enfrentado no trabalho de evangelização da juventude.

O encontro encerrou com a Santa Missa, presidida por Dom Reginei José Modolo (Zico), bispo referencial da Juventude no Regional Sul 2. Inspirado pela liturgia de Jesus, o Bom Pastor, dom Zico convidou os (as) coordenadores ao pastoreio das diversas juventudes. Motivando cada coordenador e assessor diocesanos à “alargar a tenda” do pastoreio, reconhecendo que cada jovem precisa ser acolhido e conduzido ao Bom Pastor, Jesus Cristo, causa de nossa alegria e esperança. Após a despedida, ressaltando a importância da comunhão entre as dioceses, o encontro teve seu término com o almoço.

Setor Juvenil
Fotos: Arquivo pessoal

Prezados padres, agentes da Pascom e comunicadores

A Pastoral da Comunicação (Pascom) convoca os (as) coordenadores (as), vice-coordenadores (as) de cada paróquia da Arquidiocese de Londrinapara a Reunião Arquidiocesana da Pascom. A reunião será realizada no dia 27 de abril, com início às 14h, no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor, sala 216.

Na reunião, serão fornecidas orientações arquidiocesanas importantes, apresentado o calendário e discutidos os encaminhamentos pastorais em nível decanal e paroquial.A presença de todos é indispensável, pois será um momento crucial para alinharmos nossas ações pastorais e compartilharmos nossa jornada comum.

São Francisco de Sales, exemplo de comunicador, interceda por todos.

Esperamos por vocês!
Atenciosamente,

Dom Geremias Steinmetz
Arcebispo de Londrina

Pe. Dirceu Júnior dos Reis
Assessor eclesiástico da Pascom

Terumi Sakai
Coordenadora da Pascom

Pedro Marconi
Vice-coordenador da Pascom



________
SERVIÇO
Reunião Arquidiocesana da Pascom
Data: 27/4 (sábado)
Horário: 14h às 16h30
Local: Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor
Endereço: Rua Dom Bosco 145, Jd. Dom Bosco – Londrina PR
Trazer lanche para partilha

Dos dias 22 a 30 de abril de 2024 será realizada a Novena a São José Operário. Em cada dia um tema de inspiração devocional, um padre presidindo a Santa Missa, a oração ao padroeiro e também padres atendendo confissões. Um forte momento de crescimento e renovação espiritual a partir da devoção a São José Operário, “padroeiro dos trabalhadores e intercessor dos desempregados”, eis aqui o tema desse novenário.

No dia 01 de Maio, dia de São José Operário, uma programação com três Missas, bençãos e a tradicional carreata e benção dos automóveis e motoristas. E, no sábado, 04 de Maio, a grande quermesse em honra ao padroeiro, uma festa para todas as famílias a partir das 17h.

Os fiéis devotos são convidados a discernir nossas intenções para a caminhada espiritual dessa novena. Convidar os amigos e familiares para alcançar, pela intercessão do padroeiro dos trabalhadores, as graças necessárias dessa santa devoção.

PARÓQUIA SÃO JOSÉ OPERÁRIO
R. Ruy Virmond Carnascialli, 486 – Londrina – PR