No ano de 2019 a Arquidiocese de Londrina divulgou esse vídeo explicando com beleza e riqueza de detalhes o que é o Setor Juvenil da Arquidiocese de Londrina com sua organização pastoral. Assista esse vídeo a fim de que todos os coordenadores de adolescentes e jovens entendam o Setor Juvenil como ambiente de unidade, apoio e fortalecimento da evangelização da juventude. Vale a pena assistir novamente.

 

Assista o vídeo:

 

São João Bosco continue a interceder por todos os grupos de adolescentes e jovens. Amém!

 

Atenção para a AGENDA DE 2022:

Dia 12/03/2022 – sábado – 14h – 1º Encontro de Coordenadores (as) de Grupos Autônomos
Local: auditório da Paróquia São Vicente de Paulo
Todos os coordenadores (as) de grupos de adolescentes e jovens autônomos;

Dia 04/06/2022 – sábado – 14h30 – Assembleia Arquidiocesana do Setor Juvenil
Local: auditório do Centro Pastoral Jesus Bom Pastor
Todos os coordenadores (as) e vice coordenadores (as) são convocados;

Dia 23/10/2022 – sábado – 14h – 4ª Jornada Missionária da Juventude
Local: Catedral Metropolitana de Londrina
Todos os grupos de adolescentes e jovens.

 

Coordenação Setor Juvenil
Arquidiocese de Londrina

 

 

 

O Futuro Santuário Santa Rita de Cássia convida você jovem de toda a arquidiocese a participar da Santa Missa Solene em honra a São João Bosco nesta segunda-feira, 31 de janeiro às 19h30.

 

Assista ao convite do Padre Edivan.. Confira no vídeo abaixo!!

 

Neste encontro, o santo da juventude pede que Bartolomeu Garelli convide outros jovens e amigos, para que pudessem se encontrar. Assim nasce o grupo de rapazes que se reuniam todos os domingos. Um encontro providencial e carismático de Dom Bosco com a juventude, um grupo pequeno de rapazes que se transformou em uma ordem.

 

O Carisma Salesiano

Por escolha de Dom Bosco, os salesianos têm São Francisco de Sales como modelo, devido a sua amabilidade e paixão evangelizadora; além de estudarem e imitarem São João Bosco, que é pai e mestre da ordem.
Sua missão é, prioritariamente, a educação e a evangelização dos jovens. “Seja na escola, na obra social, no ensino superior ou nas paróquias, sempre estaremos ao lado dos jovens e com a Igreja.”
O carisma de São João Bosco é válido e vivo ainda hoje, visto que todo Salesiano é chamado a “ser na Igreja sinal e portador do amor de Deus aos jovens, especialmente aos mais pobres”.

A Espiritualidade Salesiana é a espiritualidade da alegria, “da paixão pela vida e pelo Senhor da Vida”. Para eles, o fato de o mundo inteiro estar nas mãos de Deus é motivo de muita alegria e celebração.
O Salesiano faz de sua vida uma oração, onde cada jovem que cruza o seu caminho é a presença de Deus, na certeza de que “Deus o espera nos jovens”.

Dom Bosco ensina-nos também que cada vida é um presente de Deus para si e para os outros, e a felicidade só se torna verdadeira quando ofertada ao próximo.

 

Futuro Santuário Santa Rita de Cássia
Rua Pedro Abelardo, 70, Jd. Califórnia – Londrina – PR

Fonte: Vatican News

Na noite do último domingo, 06/05, na Catedral Metropolitana de Londrina, foi realizada a Santa Missa com o 5º Dia da Novena ao Sagrado Coração de Jesus, padroeiro de nossa arquidiocese. A celebração foi presidida pelo Pe. Dirceu Júnior dos Reis, assessor do Setor Juvenil.

 

Adolescentes e jovens de vários decanatos da Arquidiocese de Londrina participaram da celebração, de forma especial as lideranças juvenis do Decanato Centro. Com o tema: “Coração jovial de Jesus, fonte de esperança, coragem e fé”, o padre em sua homilia destacou a grandeza dos jovens que em meio aos desafios da pandemia da COVID-19, buscam no Coração de Jesus a esperança de um mundo melhor, a coragem para anunciar o nome de Jesus e a fé que sustentam diante das adversidades sociais, afetivas, religiosas e vocacionais. Ao final da celebração houve um pedido orante para que a Igreja consiga ouvir e acompanhar os nossos jovens e os grupos e lideranças juvenis de toda a arquidiocese foram consagrados à Mãe Rainha Três Vezes Admirável de Shcoenstatt.

 

Pascom 

Fotos: Cristiane Yoshimura

Seguindo as lives do arcebispo com as pastorais e movimentos da Arquidiocese de Londrina, dom Geremias Steinmetz conversa hoje com quatro jovens líderes de decanatos e grupos sobre a evangelização da juventude, suas esperanças e desafios.

Participação:
Everton José Santana – coordenador arquidiocesano do Setor Juvenil
Andrea Caroline Ramos – coordenadora Decanato Leste
Luis Gustavo Fávaro Gouvea
coordenador Decanato Centro
Ivan Taiatele Junior
coordenador paroquial Dom Bosco Jr.

Deixe a sua pergunta nos comentários.

A live tem interpretação em Libras por Antônio Nilson Alves Viana.

 

Nos dias 7 e 8 de março, foi realizado o 9º Encontro da Pastoral Juvenil do Regional Sul 2 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) na Diocese de Palmas – Francisco Beltrão. No total, participaram mais de 100 jovens representando a comunhão da juventude das 18 dioceses do Paraná. A Arquidiocese de Londrina foi representada pelos jovens Everton Santana, coordenador do Setor Juvenil, e Maria Eduarda Maciel, secretária arquidiocesana do Setor Juvenil.

 

No encontro, foram oferecidas formações sobre o documento 85 (relativo à Evangelização da Juventude), o documento 103 (relativo à organização da Pastoral Juvenil no Brasil), a Campanha da Fraternidade 2020 e a Exortação pós-sinodal Christus Vivit.

 

Além disso, o Padre Gustavo Florêncio – assessor eclesiástico da Pastoral Juvenil do Paraná -, deu o impulso inicial com o tema da Jornada Diocesana da Juventude deste ano: Levanta-te. “Qual lugar mais precisa de nós?”, “Quanto tempo estamos doando para a evangelização?” e “O que podemos fazer a mais e de diferente pela juventude?” foram algumas das perguntas conduzidas pelo sacerdote.

 

Dom Amilton Manoel da Silva – bispo auxiliar de Curitiba, membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB e Referencial para a Pastoral Juvenil no Paraná -, compartilhou a experiência da Visita ad Limina Apostolorum (Para saber mais clique <aqui>). Ainda reforçou os compromissos em relação ao Dia Nacional da Juventude, da Peregrinação Jovem do Regional e do Encontro Nacional de Representantes Diocesanos da Juventude.

 

Na foto, Maria Eduarda e Everton, da Arquidiocese de Londrina, aparecem com dom Amilton Manoel da Silva, Referencial para a Pastoral Juvenil no Paraná

A Irmã Valéria Andrade Leal – assessora da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB -, também se fez presente, ressaltando a missão primordial do Setor Juvenil: levar os adolescentes e jovens a um encontro pessoal com Cristo.

 

Além das formações, houve momentos de troca de experiências e oração. “O clima de acolhida e o cuidado na preparação do encontro favoreceram o ambiente de fraternidade e fizeram com que nos sentíssemos muito amados por Deus”, revela Maria Eduarda Maciel, secretária arquidiocesana do Setor Juvenil.

 

“Foi um encontro que nos deu novo ânimo para a missão”, diz Everton Santana, coordenador arquidiocesano do Setor Juvenil. “Queremos que todos os adolescentes e jovens se sintam chamados a levantar e ir ao encontro do Senhor”, conclui.

 

Setor Juvenil

Fotos: Divulgação

Na tarde do domingo, dia 30 de setembro, foi realizada a reunião arquidiocesana do Setor Juvenil com coordenadores e representantes das pastorais, movimentos e expressões juvenis que trabalham na evangelização da juventude da Arquidiocese de Londrina.

A reunião contou com a participação de dom Geremias Steinmetz, nosso arcebispo.

Deus continue enriquecendo nossos jovens com a virtude da perseverança!

Setor Juvenil
Arquidiocese de Londrina

 

Os grupos SEDECIAS e PRÍNCIPE DA PAZ da Paróquia São Vicente de Paulo, decanato centro, juntamente com o Pe. Romão Antonio M. Martins, pároco, enviam a todos um super convite para o dia 20 de outubro (sábado) quando a partir das 14h na Catedral de Londrina será realizada a maior concentração de jovens e adolescentes, a 2ª Jornada Missionária da Juventude.

Vamos lá juventude, organize seu grupo e seus amigos!

Veja o convite:

 

Após a Santa Missa com a juventude, às 19h, a procissão luminosa com o padroeiro encerrou este dia do Sagrado Coração. Passo a passo, os fiéis saíram da Catedral Metropolitana de Londrina atrás da imagem do Sagrado Coração de Jesus com velas nas mãos, deixando as ruas em volta da igreja ainda mais iluminadas e cheias de gente. Durante todo percurso, a multidão de fiéis virou um grande coral a cantar e rezar em homenagem ao padroeiro.

A celebração foi presidida pelo assessor arquidiocesano do Setor Juvenil, Pe. Dirceu Júnior dos Reis, vigário da catedral. No início da homilia, Pe. Dirceu pediu que os jovens presentes na igreja, dos variados movimentos e pastorais da arquidiocese, se levantassem de seus lugares. Espalhados por toda Catedral de Londrina, os jovens tiveram participação especial na Missa.

Na homilia, Pe. Dirceu se dirigiu a eles: “querido jovem, não deixe que a indiferença entre na sua vida e impeça de viver o amor de Deus. O grande convite deste dia é: deixemo-nos atrair por Ele. Pois antes de irmos, é Ele que vai ao nosso encontro”.

O padre lembrou que muitas vezes ouvimos que a juventude está perdida. “Não diga isso. Porque o Coração de Jesus vai nos surpreender. O amor de Deus supera todo conhecimento. Se entre os seus amigos existe um jovem que não queira saber de Deus, não diga que ele está perdido. Coloque ele no Coração de Jesus. Pois foi esta uma das promessa feitas a Santa Margarida Maria Alacoque: terei o nome de todos inscritos no meu Sagrado Coração. Que todos nós encerremos a procissão com esta certeza: ter o nosso nome, da nossa família, mas também dos jovens afastados dentro do Coração de Jesus. O amor dEle surpreende. Deixemo-nos surpreender.”

Após a procissão, as fiéis voltaram à igreja para a bênção final e aspersão dos jovens. A música da Missa ficou a cargo do ministério do grupo Dom Bosco Junior. Após a Missa, o grupo MUSA conduziu um momento de louvor. Como proposta para os fiéis presentes, padre Rafael Solano, pároco da Catedral convidou a pegar o celular e mandar mensagem para um amigo: “o Sagrado Coração de Jesus te ama mais que aquilo que você possa imaginar”. Terminada a celebração, a festa continuou no estacionamento da Catedral.

Continua

O dia do padroeiro terminou, mas a festa prossegue. No sábado, 9 de junho, logo cedo, às 7 horas da manhã, teremos a missa em homenagem ao Imaculado Coração de Maria. Às 15 horas, Santa Missa com os Grupos Bíblicos de Reflexão, membros do Formag, Leitura Orante da Bíblia e Santas Missões Populares. Durante todo o dia, as barracas típicas continuam instaladas no estacionamento da Catedral.

Juliana Mastelini Moyses
PASCOM Arquidiocesana

 

Fotos: Tiago Queiroz

Um Sínodo dos Bispos sobre a juventude II

[dropcap]E[/dropcap]m continuidade ao artigo anterior sobre o Sínodo dos Bispos sobre a Juventude que acontecerá em Outubro de 2018, faz-se necessário acrescentar que a segunda parte trata das questões da Fé, do Discernimento e da Vocação. A Igreja quer reiterar o seu desejo de encontrar, acompanhar e cuidar dos jovens. Ela crê na importância de cada pessoa encontrar o seu caminho, em outras palavras, realizar a sua vocação. O Papa Francisco chama atenção sobre o cuidado que a Igreja deve ter com as pessoas, especialmente os jovens: “O cuidar, o guardar, requer bondade, requer que seja praticado com ternura. Nos evangelhos, São José aparece como um homem forte, corajoso, trabalhador, mas no seu íntimo sai uma grande ternura, que não é a virtude dos fracos; antes, pelo contrário, denota fortaleza de espírito e capacidade de solicitude, de compaixão, de verdadeira abertura o outro, capacidade de amor (Homilia, 01 de março de 2013).

papa jovens
A Igreja quer colocar-se à escuta voz, da sensibilidade, da fé e também das dúvidas e das críticas dos jovens. Temos de ouvir os jovens! (Instagram Papa Francisco)

O texto relaciona “Fé e vocação”. Primeiro explica que Vocação é a alegria do amor, é o apelo fundamental que Deus inscreve no coração de cada jovem, a fim de que sua experiência possa dar fruto. Em seguida explica o que é a fé: “Não é um refúgio para gente sem coragem, mas a dilatação da vida. Faz descobrir uma grande chamada – a vocação ao amor – e assegura que este amor é fiável, que vale a pena entregar-se a ele, porque seu fundamento se encontra na fidelidade de Deus, que é mais forte que toda a nossa fragilidade” (Lumen fidei, 53). Ela torna-se luz que ilumina todas as nossas relações sociais e, por fim, contribui para construirmos o mundo dos “sonhos de Deus”.

A Bíblia apresenta numerosas narrações de vocação e de respostas de jovens. Vale a pena citar alguns: Moisés (Ex 3, 1-14); Samuel (ISm 3,1-21); Isaías (Is 6,1-13); Jeremias (Jr 1, 4-19); os primeiros discípulos (Mt 4, 18-22); Escolha dos Doze (Mt 10,1-15), etc. À luz da fé, eles tomam gradualmente consciência do projeto de amor apaixonado que Deus tem para cada um. Acreditar significa colocar-se à escuta do Espírito e em diálogo com a Palavra, que é caminho, verdade e vida e com toda a própria inteligência e afetividade aprender a dar-lhe confiança encarnando-a na própria vida. O espaço para este diálogo é a consciência que “é o centro mais secreto e o santuário do homem, no qual ele se encontra a sós com Deus, cuja voz se faz ouvir na intimidade do seu ser” (Gaudium et Spes, 16).

Outro elemento importante é o discernimento. O texto explica que o discernimento é “tomar decisões e orientar as ações pessoais em situações de incerteza e perante impulsos interiores contrastantes”. Aparece a necessidade do conhecimento da Palavra de Deus através da escuta e da oração. Como viver a Boa Notícia do Evangelho e responder ao chamamento que o Senhor dirige a todos aqueles dos quais vai ao encontro através do casamento, do ministério ordenado, da vida religiosa, no serviço aos últimos, no compromisso na política? Os trechos evangélicos que narram o encontro de Jesus com as pessoas do seu tempo evidenciam elementos que nos ajudam a traçar o perfil ideal de quem acompanha o jovem no discernimento vocacional: o olhar amoroso (Jo 1,35-51), a palavra autorizada (Lc 4,32), a capacidade de se fazer próximo (Lc 10, 25-37), a escolha de caminhar ao lado e o testemunho de autenticidade (Lc 24,13-34), sem medo de ir contra os preconceitos ( Jo 13,1-20).

Dom Geremias Steinmetz
Arcebispo Metropolitano de Londrina

O Papa Francisco enviou, uma carta aos jovens brasileiros no encerramento do projeto Rota 300, que encerrou dia 29 julho com uma grande festa no Santuário Nacional de Aparecida (SP). A iniciativa celebrou os 300 anos do encontro da imagem de Aparecida, no Rio Paraíba do Sul (SP).

No texto, Francisco diz que Maria é um sinal de esperança e que conhece os desafios vividos pelos jovens. Além disso, o papa estimula a juventude a seguir com o espírito missionário.

“Caros amigos, em meio às incertezas e inseguranças de cada dia, em meio à precariedade que as situações de injustiça criam ao redor de vocês, tenham uma certeza: Maria é um sinal de esperança que lhes animará com um grande impulso missionário. Ela conhece os desafios em que vocês vivem. Com sua atenção e acompanhamento maternos, lhes fará perceber que não estão sozinhos”.

Leia a carta na íntegra:

Queridos jovens,

Saúdo afetuosamente a vocês, jovens do Brasil, reunidos em Aparecida para o encerramento do Projeto “Rota 300”, nesse Ano Mariano que comemora os 300 anos do achado da imagem de Nossa Senhora nas águas do Rio Paraíba do Sul.

Para tal ocasião, gostaria de ressaltar um aspecto da Mensagem que lhes escrevi este ano, para a XXXII Jornada Mundial da Juventude: a Virgem Maria é um precioso exemplo para a juventude e um auxílio na caminhada pela estrada da vida. Para que vocês possam perceber esta verdade, não são necessárias grandes reflexões; basta contemplar a imagem da Mãe Aparecida, durante a peregrinação que farão ao seu Santuário Nacional. Eu mesmo fiz essa experiência, quando aí estive em 2007, por ocasião da V Conferência do Episcopado Latino-americano e, depois em 2013, durante a JMJ no Rio de Janeiro.

Pude ali descobrir no olhar terno e maternal da Virgem morena e nos olhos da gente simples que a contemplava, o segredo da esperança que move o povo brasileiro a enfrentar com fé e coragem os desafios de cada dia. Pude também contemplar a força revolucionária de uma Mãe carinhosa que move o coração de seus filhos a saírem de si mesmos com grande ímpeto missionário, como aliás vocês fizeram durante a semana missionária, que acabam de concluir no Vale do Paraíba. Parabéns por este testemunho!

Caros amigos, em meio às incertezas e inseguranças de cada dia, em meio à precariedade que as situações de injustiça criam ao redor de vocês, tenham uma certeza: Maria é um sinal de esperança que lhes animará com um grande impulso missionário. Ela conhece os desafios em que vocês vivem. Com sua atenção e acompanhamento maternos, lhes fará perceber que não estão sozinhos. Nesse sentido, vale a pena recordar a história daqueles pescadores pobres, que depois de uma pesca sem grandes resultados, no rio Paraíba do Sul, lançaram mais uma vez as suas redes e foram surpreendidos com uma imagem partida de Nossa Senhora, coberta de lama. Primeiro acharam o corpo, logo em seguida a cabeça. Como comentei aos Bispos brasileiros em 2013, o fato traz em si um simbolismo muito significativo: aquilo que estava dividido, volta à unidade, como o coração daqueles pescadores, como o próprio Brasil colonial, dividido pela escravidão, que encontra sua unidade na fé que aquela imagem negra de Nossa Senhora inspirava (cf. Discurso aos Bispos do Brasil, 27/7/2013). Por isso, convido a que vocês também deixem que seus corações sejam transformados pelo encontro com Nossa Mãe Aparecida. Que Ela transforme as “redes” da vida de vocês – redes de amigos, redes socias, redes materiais e virtuais -, realidades que tantas vezes se encontram dividas, em algo mais significativo: que se convertam numa comunidade! Comunidades missionárias “em saída”! Comunidades que são luz e fermento de uma sociedade mais justa e fraterna.

Assim integrados nas suas comunidades, não tenham medo de arriscar-se e comprometer-se na construção de uma nova sociedade, permeando com a força do Evangelho os ambientes sociais, políticos, econômicos e universitários! Não tenham medo de lutar contra a corrupção e não se deixem seduzir por ela! Confiantes no Senhor, cuja presença é fonte de vida em abundância, e sob o manto de Maria, vocês podem redescobrir a criatividade e a força para serem protagonistas de una cultura de aliança e assim gerar novos paradigmas que venham a pautar a vida do Brasil (cf. Mensagem à Assembleia do CELAM, 8/5/2017).

Possa o Senhor, pela intercessão da Virgem Aparecida, renovar em cada um de vocês a esperança e o espírito missionário. Vocês são a esperança do Brasil e do mundo. E a novidade, da qual vocês são portadores, já começa a construir-se hoje. Que Nossa Senhora, que em sua juventude soube abraçar com coragem o chamado de Deus em sua vida e sair ao encontro dos mais necessitados, possa ir na frente de vocês, guiando-lhes em todos os seus caminhos! E para tal, lhes envio a cada um, extensiva aos seus familiares e amigos, a Bênção Apostólica, pedindo que, por favor, não deixem de rezar também por mim.

[Franciscus PP.]