“Tobias saiu para procurar uma pessoa que pudesse ir com ele até a Média e conhecesse o caminho. Logo que saiu encontrou o anjo Rafael bem à frente dele, mas não sabia que era um anjo de Deus” (Tb 5,4). Refletindo e analisando melhor o caminho é que descubro os numerosos anjos que desde os primeiros momentos até o presente dia animaram os passos e mostraram a direção certa. A mãe, com o 7º filho no colo, com a Alemanha em plena desintegração econômica e política, consequências de uma guerra suicida (1914 – 1918), soube firmar a família na fé tradicional.

Lembro-me do professor de matemática que nos anos 1948 – 50, repetidas vezes trouxe para o aluno subnutrido um reforço alimentar. Inesquecível o sacerdote da vila vizinha, ele mesmo sendo um refugiado, ou melhor, expulso de sua terra em 1945, junto com outros três milhões de alemães. Conseguiu reunir um grupo de estudantes e celebrar com eles a Santa Missa às 6h da manhã com a Bíblia na mão, na época absoluta novidade. Fascinava-nos com seu jeito alegre a traduzir a Palavra em ação missionária. E os colegas do ginásio estadual, formandos de 1950. Durante 50 e tantos anos nunca deixaram de depositar sua oferta da “Adveniat” na conta de “seu” padre.

Grato estou ao meu primeiro bispo Dom Geraldo Fernandes que por seus conselhos e exemplo introduziu-me ao significado do “Abba-Pai”. Inesquecível a figura do superior padre Carlos Probst SAC. Seu profundo respeito ao fundador Vicente Pallotti e sua obra me abriram de vez os horizontes para sentir a atualidade desse místico e missionário.

Ao longo de 55 anos de ininterrupta presença na Igreja de Londrina posso dizer que aqui encontrei minha segunda pátria, e nos irmãos sacerdotes juntamente com meus bispos minha segunda família. Neste ano dedicado ao povo de Deus e seus leigos e leigas, um especial momento aos meus irmãos e irmãs da Zona Norte da cidade, Vivi Xavier, Parigot II e III, Jardim Palmas e Chefe Newton. Na época dos movimentos leigos, Cursilho, Renovação, MFC, o Espírito Santo criou nova primavera, pé no chão e mão na massa. Em 20 anos ação sem trégua, juntos conseguimos reunir os mutuários em três comunidades com todos os recursos necessários para os serviços pastorais caminharem fortes. Em duas igrejas existe uma placa comemorativa com o nome de um missionário-irmão silencioso, anjo da guarda em todos os momentos: Mons. Bernardo Gaffá.

Junto à ação pastoral nas igrejas não me furtei do amparo aos menos favorecidos fundando em 1987 a Associação “Ano 53”, entidade filantrópica mantenedora do Centro de Educação Infantil “Maria Helena de Castro Costa Januário” com duas unidades em funcionamento atendendo hoje 240 crianças de 0 a 5 anos. Tivemos o apoio na época de amigos da Paróquia Nossa Sra. Rainha dos Apóstolos e de vários pontos da cidade, patrocinado pelo Sr. Dirceu Adelei Januário, que cedeu o nome de sua falecida esposa a nossa instituição, aquela que fora grande colaboradora em nossas obras sociais, carinhosamente chamada de MALENA. Graças a tantos amigos que nos acompanham fielmente nestes 30 anos e à direção pedagógica da Profa. de História e Pedagoga Joelina Rodrigues da Silva, com seu eficiente quadro de funcionários, o CEI Malena Januário se destaca com eficiência junto aos órgãos governamentais.

Assim, o Tobias no fim de sua viagem, de joelhos, pensa nos fiéis anjos que lhe animaram os passos rumo à casa do Pai.

Pe. Francisco Schneider SAC
Vigário da Nossa Senhora de Nazaré – Decanato Norte

Em 2016 padre Chiquinho celebrou 60 anos de ordenação sacerdotal (foto Brayan Lima)

 

O Setor Juvenil da Arquidiocese de Londrina apresenta o cartaz oficial da 2° JORNADA MISSIONÁRIA DA JUVENTUDE que será realizada no dia 20 de outubro de 2018 (sábado) a partir das 14h na Catedral Metropolitana de Londrina.

A maior concentração arquidiocesana de todos os adolescentes e jovens. Os grupos, os padres e demais coordenadores já são motivados a organizar o transporte da juventude para esse grande marco da nossa evangelização!

O Setor Juvenil convida todos os grupos de adolescentes e jovens para o grupão HALLELLUYAH que será realizado no próximo sábado, 22/07, a partir das 15h no salão da Catedral Metropolitana de Londrina.

Celebre esse grande encontro de fé, adoração, formação e louvor. Vamos lá juventude!!

Nos dias 27 a 29 de julho será realizado na Catedral Metropolitana de Londrina o terceiro Congresso Arquidiocesano da Divina Misericórdia. O tema nesse ano é: “A chaga do meu coração é uma fonte insondável de misericórdia”.

Você e sua família, pastoral ou movimento já podem fazer a inscrição na secretaria paroquial da Catedral do Coração (3324 5255).

Venha viver essa profunda experiência com a Misericórdia de Deus que nos alcança e nos renova. Todos estão convidados!

Programação:
27/07 (sexta-feira) das 19h30 às 21h
28/07 (sábado) das 8h às 18h
29/07 (domingo) das 8h às 12h

Local: Catedral Metropolitana de Londrina
Inscrição: Secretaria da Catedral – Valor R$ 50,00

  

 

 

Neste mês, a Igreja Particular de Londrina dá um novo passo em direção à missão. No dia 21 de julho, o 4º Retiro Arquidiocesano das Santas Missões Populares dá início às missões permanentes, com o desafio de inserir o espírito missionário em cada pastoral, movimento, serviço e grupo da Igreja.
O tema do encontro, “Viva as Missões Permanentes, a missão vai continuar”, faz esse convite: que cada cristão viva a missão no seu trabalho na Igreja, mas também na sua realidade de vida e no seu cotidiano.
O encontro será na EPESMEL a partir das 7h30 da manhã. Participarão do retiro os missionários do grupo dos 30 de cada paróquia. Esse grupo é responsável pela articulação e animação missionária dentro das comunidades. Eles participam dos retiros a nível decanal e multiplicam o conteúdo e a mística por meio dos retiros paroquiais, mirins e jovem, com ações locais.

Serviço:
4º Retiro das SMP
21 de julho de 2018, das 7h30 às 18h
LOCAL: EPESMEL (Rua Angelina Ricci Vezozzo, 85 – Jardim Olga, Londrina) 
Tema: “Viva as missões permanentes, a missão vai continuar!”

Em pré-assembleia realizada no sábado, lideranças falam do legado das SMP depois dos quase quatro anos de processo na arquidiocese. As contribuições farão parte do 17º Plano de Ação Evangelizadora

Lideranças das Santas Missões Populares tiveram uma pré-assembleia no sábado, 24 de junho, para discutir os rumos da missão permanente na arquidiocese. A reunião contou com a presença de pouco mais de 370 pessoas, entre padres, religiosos e leigos, que elaboraram uma síntese das contribuições das Santas Missões para a Igreja de Londrina. As contribuições levantadas serão consideradas na elaboração do 17º Plano de Ação Evangelizadora.
A pré-assembleia foi um momento também de celebrar os quase quatro anos em que a arquidiocese esteve totalmente envolvida com as missões. Os presentes, representantes de todos os decanatos, relembraram toda a caminhada para destacar as contribuições da missão para os rumos que a Igreja de Londrina vai tomar nos próximos anos. Na ocasião, dom Geremias Steinmetz assinou a Carta de Compromisso do Missionário. Cada missionário da arquidiocese também assinou a sua Carta de Compromisso no primeiro retiro das SMP.
Dom Geremias explica que este é um momento de síntese importante na arquidiocese, depois de quase quatro anos de trabalho em vistas das SMP, do 14º Intereclesial e dos empenhos do 16º Plano de Evangelização. “Agora é necessário fazer uma síntese e repensarmos a caminhada. Ver por onde nós temos que caminhar, quais os passos que precisamos dar, quais os trabalhos que precisamos continuar investindo com mais força, com mais energia.”
O primeiro passo em direção ao novo Plano de Evangelização foi dado em março com a pré-assembleia em vista do 14º Intereclesial. Além das SMP, também haverá uma avaliação de todo o trabalho do 16º Plano Arquidiocesano. “Isso então vai nos trazer para julgar e elaborar as proposições dos trabalhos para os próximo quatro, cinco anos. Estamos muito felizes, a arquidiocese está respondendo, os padres estão respondendo, o laicato está respondendo com muita energia também, e eu creio que com a graça de Deus e um bom discernimento, a gente poderá fazer um ótimo trabalho nos próximos anos”, completa dom Geremias.

Grupos
Depois da avaliação das SMP na arquidiocese, as pessoas foram divididas em 12 grupos, nos quais discutiram o processo das missões. Com grupos pequenos, há maior possibilidade de que todos sejam ouvidos e se leve em conta a realidade variada da arquidiocese. Representantes de cada grupo apresentaram o conteúdo discutido em plenária no final da assembleia.
“Essas discussões estão nos dizendo que Igreja missionária as pessoas querem na Arquidiocese de Londrina e como fazer para que as nossas paróquias se convertam em paróquias missionárias, bem como elencar para nós prioridades em vista das missões permanentes e desafios a serem superados pelo Plano de Ação Evangelizadora. As visitas nos mostraram uma realidade muito desafiadora e agora nós vamos eleger o que nós vamos fazer para contribuir com a missão permanente, para tornar a Igreja de Londrina uma Igreja com o pé no chão, que sabe onde pisa e que tem respostas a um desafio tão emergente que é a pobreza, a violência e o afastamento das pessoas de Cristo”, explica Paulo Tardivo, coordenador das SMP.

Continuidade
A pré-assembleia trouxe para os missionários a certeza de que a missão continua. “Havia muita dúvida ainda nas paróquias, nas comunidades sobre a continuidade das missões. E o que ficou evidente é que o projeto das SMP continua, já tem os eventos programados para essa sequência do ano e está inserida no próximo Plano de Ação Evangelizadora da arquidiocese”, comenta o missionário Eli Araújo, da Paróquia Rainha do Universo, coordenador das SMP do Decanato Centro.

Juliana Mastelini Moyses
PASCOM Arquidiocesana

 

Dom Geremias assinou a Carta de Compromisso do Missionário das SMP. Cada missionário da arquidiocese também assinou a sua carta no primeiro retiro das SMP (Foto Tiago Queiroz)

<Para ver as fotos clique aqui>

Fotos: Guto Honjo / Tiago Queiroz

No domingo, 8 de julho, a Paróquia São João Batista de Bela Vista do Paraíso realiza mais uma edição do VOLTA PRA DEUS, a partir das 7h30.
Com pregações, orações, animações e muita alegria, o encontro pretende reunir os jovens do Decanato Sertanópolis, além dos leigos e familiares. Todos estão convidados!
Organize seu grupo, motive a sua família e venha viver esse encontro com Cristo, nosso Senhor.

Traga o coração aberto para ser surpreendido pela força de Deus no meio do seu povo.

No dia 30 de junho, o Grupo de Amigos Canção Nova prepara uma noite especial para as famílias, a Vigília Clamando por Milagres, com a presença do Pe. Adriano Zandoná, da Canção Nova. O encontro tem como tema “o evangelho da família alegria para o mundo” e será na Quase paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Jardim Sabará. O encontro começa às 19h30 e segue com diversas atividades até a meia-noite. Venha participar e traga a sua família!