Na sexta-feira, dia 24 de junho, a Igreja celebrou a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, padroeiro da arquidiocese, do município e da Catedral de Londrina. Durante todo o dia, cerca de 10 mil fiéis, incluindo padres, diáconos, seminaristas e religiosos de toda arquidiocese, passaram pela Catedral.

A primeira missa do dia, às 8h, foi presidida pelo padre Alexandre Alves Filhos, coordenador da Ação Evangelizadora, e contou com a presença dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC). Às 10h30, dom Geremias Steinmetz presidiu a Santa Missa pela santificação do clero, com a presença dos nossos padres, diáconos e seminaristas, dentre eles o padre Marcos José dos Santos, eleito bispo da Diocese de Cornélio Procópio. A celebração teve a presença também de autoridades civis de município e do Estado, dentre eles o prefeito Marcelo Belinati.

Na missa, o arcebispo explicou que o coração de Jesus refere-se à totalidade da pessoa de Cristo. “O coração humano e divino de Jesus. Humano por causa dos espinhos, um coração ferido, crucificado, que mesmo com todo sofrimento é um vencedor. Adorar Jesus é ser um vencedor”, destaca.

Um coração próximo ao povo, “que nos ama tanto, que nos dá sua vida, que derrama seu sangue, que nos quer dar todo seu amor, que nos reconcilia com Deus em todas as dimensões”. Por isso, fala dom Geremias, enquanto os fariseus e doutores da lei ensinavam doutrinas rígidas e sem caridade, Jesus convida: “aprendei de mim que sou manso e humilde de coração e encontrareis repouso para as vossas almas”.

Relembrando o tempo pandêmico que ainda vivemos, mas em que as atividades estão recomeçando, “o nosso povo novamente recomeçando vibrar com a vida, com a fé, com a esperança, com o desejo de sermos sempre melhores”, o arcebispo acredita que celebrar o Coração de Jesus dá um novo ânimo, faz com que o coração palpite, “porque temos a certeza de que Deus caminha conosco, Deus caminha com a Igreja, levando a Igreja, fazendo com que ela continue cumprindo a sua missão.”

Ao saudar as autoridades civis presentes na missa, dom Geremias destacou que a fé ao Sagrado Coração de Jesus, que é também padroeiro do município de Londrina, tem uma incidência muito forte na vida da sociedade. Por isso, agradeceu aqueles que se colocam a serviço, que se dedicam inclusive em nome da fé. “É o que se pensa e o que se quer. Que o padroeiro de uma cidade, de uma diocese, de uma arquidiocese, possa ter incidência até mesmo sobre aquelas decisões mais simples ou aquelas que de modo especial dizem respeito à vida do nosso povo”, destacou. “Queremos que Deus continue guiando nossas cidades, nossos municípios, nossos governos, para que de fato possa fazer aquilo que é capaz de trazer vida para o nosso povo.”

O arcebispo também louvou ao Sagrado Coração de Jesus pela nomeação do padre Marcos José dos Santos como novo bispo de Cornélio Procópio. “Quanto tempo Londrina espera por uma nomeação episcopal, e essa graça obtivemos nesta semana.”

Dom Geremias também rezou pelos doentes, especialmente pelo padre Sebastião Tavares, que se encontrava hospitalizado e veio a falecer na sexta-feira à noite

Apostolado da Oração

Às 15h, a missa foi com os membros do Apostolado da Oração – Rede Mundial de Oração do Papa, que trouxeram bandeiras e estandartes representando as 83 paróquias da arquidiocese. A missa foi presidida pelo padre Paulo Alencar, assessor do Apostolado da Oração, e concelebrada pelo padre Luciano da Paixão, pároco da São Luiz Gonzaga.

Além da coroação da imagem do Sagrado Coração de Jesus, nessa missa foi apresentado o primeiro grupo do Movimento Eucarístico Jovem (MEJ) da arquidiocese, da Paróquia São Luiz Gonzaga, distrito de São Luiz. O MEJ é o braço jovem do Apostolado da Oração, composto por crianças, adolescentes e jovens.  Ao fim da missa, padre Paulo e padre Luciano entregaram a cruz aos novos membros do MEJ.

Jovens

A última missa do dia mobilizou os jovens de toda arquidiocese. A Celebração Eucarística foi presidida pelo padre Dirceu Reis, assessor do Setor Juvenil, e contou com a participação de jovens de vários grupos de Londrina. Na homilia o padre expressou uma prece ao Sagrado Coração de Jesus pelos jovens da cidade que perderam a capacidade de sonhar: “Sagrado Coração de Jesus, derrame aos corações dos adolescentes e jovens a virtude cristã da esperança para que com ela possam sonhar e viver sob a vossa luz e assim alimentem a beleza da Igreja e a alegria da Boa Nova”.

Ao fim da celebração, os jovens carregaram o andor com a imagem do padroeiro durante a procissão em torno da Catedral, expressando o amor e devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Juliana Mastelini Moyses

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Daniel Kanki, Juliana Mastelini Moyses e Terumi Sakai

A reflexão da Festa deste ano tem sua base na proposta apresentada pelo Papa Francisco para a Igreja nos próximos anos: “comunhão, participação e missão”.

Na Catedral Metropolitana serão realizadas quatro celebrações: às 8h, às 10h30, às 15h e às 18h. O Vigário da Catedral, padre Wendel Perre dos Santos abre a programação com a missa das 8h, que contará com o toque do Coral Santa Cecília – com seus 85 anos de tradição na cidade – e a presença dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC) de toda arquidiocese.

O ponto alto do dia será às 10h30 com a missa solene presidida pelo arcebispo metropolitano, dom Geremias Steinmetz. Para esse momento, são esperados todos os padres e diáconos que compõem o clero da arquidiocese, além da participação massiva de seminaristas, religiosos e todo o povo de Deus. Autoridades Municipais, Estaduais e Federais também já confirmaram presença. “Este é o momento mais aguardado durante o ano por toda a comunidade católica da nossa cidade. Dentro da experiência sinodal que estamos vivenciando com o Papa Francisco, vamos estar todos participando em comunhão aqui na Igreja Mãe, a nossa Catedral do Coração” – pontua o Cura da Catedral, padre José Rafael Solano Durán, sobre o Dia de Oração pela Santificação do Clero. A celebração promete ser emocionante e será abrilhantada com um Coral composto por vozes vindas de diversas comunidades, tendo transmissão pela Rádio Alvorada.

Durante a tarde, como já é tradicional de todas as sextas-feiras do ano, às 15h, o Apostolado da Oração (Rede Mundial de Oração do Papa) participa da Santa Missa presidida pelo assessor do movimento, padre Paulo Henrique Alencar. Nesta data em especial são esperados os quase 5 mil membros do Movimento de todas as 83 paróquias da arquidiocese.

Ao final da tarde, a programação deste dia festivo se encerra às 18h com a “Missa Jovem”, presidida por padre Dirceu Júnior dos Reis, assessor do Setor Juvenil. A celebração contará com a presença de milhares de jovens e adolescentes dos diversos grupos de toda região.

FEIJOADA SOLIDÁRIA

Tendo em vista a proporção grandiosa da festa e a antecipação necessária para organização – devido à instabilidade sanitária – a comunidade optou por uma quermesse no modelo drive-thru para maior segurança de todos. A “Feijoada do Padroeiro” será realizada no Domingo, dia 26 de Junho. Cada porção custa R$50 (servindo até 4 pessoas). Os convites podem ser adquiridos na Secretaria da Catedral, ao lado da Livraria Dom Geraldo. A retirada será no estacionamento – no subsolo da Catedral – das 11h até às 15h. “Uma feijoada no almoço de domingo, ainda mais com esse friozinho, cai muito bem! Restam pouquíssimos convites! Vamos juntos com uma boa comida celebrarmos a Festa do nosso Padroeiro e também ajudarmos as obras de revitalização da nossa Catedral.” – conclui o Cura, Padre Rafael.

Catedral Metropolitana de Londrina

Foto: Terumi Sakai

Acompanhe as missas no Dia do Padroeiro Sagrado Coração de Jesus

Na segunda-feira, 13 de junho de 2022, a Paróquia Santo Antônio de Cambé celebra o padroeiro. Em seu louvor, promove há 88 anos, desde 1934, uma das mais tradicionais festas religiosas a ele dedicada no Paraná.


A festa começa às 6 horas da manhã, na igreja matriz, com alvorada festiva e oração do Angelus. Às 7 horas e às 12 horas serão celebradas missas com a bênção dos pães. Às 18 horas tem missa solene seguida de procissão pelas ruas centrais da cidade. Ao final, será acesa a fogueira de Santo Antônio e começa a quermesse.


Bolo de Santo Antônio
Na festa do padroeiro não falta o Bolo de Santo Antônio “recheado” de medalhinhas. Neste ano, serão 9 mil pedaços, o equivalente a 1.200kg, sendo 35% deles com as peças do santo no interior. A entrega será a partir das 9 horas, no salão paroquial. O convite já está disponível em postos de vendas na cidade ao preço de R$ 6,00 a unidade. As medalhas e as fatias do bolo serão bentas. Quem não encontrar o objeto de devoção terá, da mesma forma, o alimento abençoado.


A partir das 7 horas da segunda-feira, 13, o bolo estará sendo confeitado e embalado por voluntárias no salão paroquial.

Curiosidade
Em 2015, dois casais celebraram matrimônio simultaneamente na igreja matriz no Dia de Santo Antônio. O detalhe (ou a providência divina assim o quis) é que se conheceram comprando bolo do “santo casamenteiro” na festa do ano anterior. Edvaldo Cândido casou com Elen Francis e Egner Danilo com Mayara Cristina.

Santo Antônio
Santo Antônio é português porque nasceu em Lisboa, é italiano porque evangelizou e morreu em Pádua, é universal por ser venerado em toda parte e em todas as épocas. É o santo mais venerado no mundo cristão.


É mais conhecido pelas tradições populares de casamenteiro, recuperador de objetos perdidos, distribuidor de pães e milagreiro. Pouco se fala sobre sua enorme devoção a Jesus e Maria, pelo amor aos pobres, sua santidade e Doutor da Igreja. Tão pouco é citado como o grande pregador e propagador do Evangelho que foi. Escreveu importantes sermões, hoje editados em livros. É esta sua principal vocação.

Serviço
6h: Alvorada Festiva
8h: Missa e bênção dos pães de Santo Antônio
9h: início da entrega do bolo de Santo Antônio (salão paroquial)
12h: Missa e bênção dos pães de Santo Antônio
18h: Missa solene e procissão
19h30: Quermesse (Centro de Eventos)

Paróquia Santo Antônio de Cambé, Rua Espanha, 289, Centro

Pascom Paroquial

Fotos: Divulgação

Na noite desta segunda-feira, 24/1, na Paróquia São José Operário, Decanato Oeste, foi realizada a Santa Missa em honra a São Francisco de Sales, padroeiro dos comunicadores e jornalistas. A Celebração Eucarística foi presidida pelo arcebispo dom Geremias Steinmetz e concelebrada pelo Pe. Dirceu Reis, assessor da Pastoral da Comunicação e pároco da comunidade. Dezenas de agentes da PASCOM e demais jornalistas participaram da celebração.

 

Em sua homilia, dom Geremias destacou a mensagem do papa Francisco para o 56º Dia Mundial das Comunicações Sociais. “Escutar com o ouvido do coração” é o título da mensagem do papa. No texto, o Pontífice analisa a dimensão da escuta em tempos de redes sociais e a sua importância no processo sinodal da Igreja. A partir dessa mensagem dom Geremias alertou para o oposto da ação de escutar, que é “bisbilhotar”, sobretudo em tempos de redes sociais.

 

Ao invés de nos escutarmos uns aos outros, “falamos uns sobre os outros”. Ao invés de procurarmos a verdade e o bem, procuramos o consenso, buscamos audiência. Estamos, muitas vezes, à espera que a outra pessoa acabe de falar, a fim de impor o nosso ponto de vista. “Quem não sabe escutar o irmão, em breve já não será capaz de ouvir nem sequer Deus. Por isso na ação pastoral, a obra mais importante é o ‘apostolado do ouvido’. Dar gratuitamente um pouco do seu tempo para ouvir as pessoas é o primeiro gesto de comunicação e caridade.” A dimensão da escuta é ainda mais essencial no processo sinodal há pouco iniciado. “Na consciência de que participamos numa comunhão que nos precede e nos inclui, possamos redescobrir uma Igreja sinfônica, na qual cada pessoa é capaz de cantar com a própria voz, acolhendo como um dom as dos outros, para manifestar a harmonia do conjunto que o Espírito Santo compõe”, ressaltou o arcebispo.

 

Na celebração dom Geremias também reconheceu a grandeza e o significado do trabalho pastoral de todos os agentes da Pastoral da Comunicação sobretudo nesses últimos anos em que a criatividade de comunicação fez com que a ação evangelizadora da Igreja chegasse a tantos lares e corações.

 

Ao final da Santa Missa o padre Dirceu Reis convidou todos os presentes a lerem e meditarem a bela mensagem do Papa Francisco já disponível pelo <link>. Confira algumas imagens da celebração.

 

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Terumi Sakai

A Paróquia São João Batista de Bela Vista do Paraíso convida para a festa do padroeiro, comemorado no próximo dia 24 de junho.

 

A programação do dia festivo começa com a Santa Missa às 9h transmitida pelo Facebook, e em seguida o Santo Terço ás 11h. A partir das 14h30 adoração e terço da misericórdia e missa às 17h e às 19h.

 

Tríduo

Em preparação para a festa, a paróquia também celebra o tríduo de São João Batista, nos dias 21, 22 e 23 às 19h. 

 

A partir do tema “Coração de Jesus, fonte de unidade, ternura e paz”, fiéis de Londrina e região comemoraram na sexta, 11 de junho, o Dia do Padroeiro Sagrado Coração de Jesus. Mesmo com a limitação do número de pessoas nas celebrações presenciais na Catedral de Londrina, dedicada ao Sagrado Coração, a festa aprofundou a espiritualidade do Coração de Jesus. Os fiéis também puderam acompanhar as missas pelas redes sociais da arquidiocese e da Catedral. No ano passado, a festa do padroeiro foi ainda mais reduzida, teve a participação apenas do clero e equipe litúrgica, pois nesta data as igrejas estavam sem celebrações presenciais.

 

Foto: Terumi Sakai

O arcebispo dom Geremias Steinmetz abriu as comemorações do padroeiro com a missa às 7h, transmitida ao vivo para todo o Brasil pela TV Evangelizar. A Santa Missa contou com a presença dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC) de toda arquidiocese. Nesta missa, dom Geremias explicou que a solenidade do Sagrado Coração de Jesus é o dia de lembrar do grande dom da misericórdia que Jesus tem por todos nós e que também devemos ter para com os irmãos. “O Evangelho é esse grande dom que nos ensina todos esses detalhes da espiritualidade com os quais nós vamos vivendo a misericórdia, o amor uns para os outros.”

 

Foto: Guto Honjo

Às 10h30, a missa também foi presidida por dom Geremias e concelebrada pelos padres da arquidiocese. Antes da celebração, os fiéis permaneceram em adoração eucarística. Na homilia, o arcebispo falou do surgimento da devoção ao Sagrado Coração, que vem da contemplação do sofrimento de Jesus. “A devoção ao Sagrado Coração de Jesus nasce justamente pela contemplação de um realismo muito profundo da vida de Jesus, de uma época em que se contemplavam muito os detalhes em que se manifestam mais o sofrimento de Jesus, não por uma razão de um pietismo, mas pela razão de contemplar a profundidade do sofrimento dEle, como dizia a segunda leitura, nós somos convidados a contemplar a altura da vida de Jesus ou do amor de Deus, a profundidade,  a largura, o comprimento, tudo.” Contemplar o Coração de Jesus é contemplar o seu grande amor pela humanidade.

 

Foto: Daniel Kanki

Às 15h, a missa com os membros do Apostolado da Oração, movimento dedicado ao Sagrado Coração foi presidida pelo padre Paulo Henrique Alencar, diretor espiritual do movimento e pároco da Paróquia São João Batista de Bela Vista do Paraíso. Na homilia, padre Paulo ressaltou que o amor de Deus alcança as pessoas onde elas estão. “Diante das dificuldades de hoje nós encontramos barreiras, mas mesmo que a gente não consiga estar aqui dentro [da igreja], o amor de Deus alcança onde nós estamos. Deus é especialista em vencer as barreiras, por isso nós celebramos esse grande amor de Deus por nós”, completa.

Foto: Terumi Sakai

Encerrando as celebrações do padroeiro, a Santa Missa das 18h, presidida pelo padre Wendel Perre, vigário da Catedral, pediu especialmente pelo fim da pandemia. Velas acesas simbolizaram os londrinenses que morreram vítimas da COVID-19 e o padre Rafael Solano, cura da Catedral, conduziu a oração antes da missa, pedindo ao Sagrado Coração de Jesus forças para vencer este momento:

 

“Senhor, nosso Deus, neste dia do padroeiro da nossa cidade, nós queremos Vos suplicar por todos os londrinenses que morreram por causa da COVID-19. Deus Pai criador do mundo, onipotente e misericordioso, que por nosso amor enviaste Teu Filho ao mundo, como médico dos corpos e das almas, olha para os teus filhos e filhas neste momento difícil de desorientação e consternação, em muitas regiões do mundo, em busca de força, salvação e alívio. Livrai-nos da pandemia, livrai-nos do medo, cura os nossos doentes nos hospitais de Londrina, conforta as famílias que choram, dá sabedoria aos nossos governantes, energia, disposição, aos científicos, aos médicos, aos enfermeiros e voluntários e a todos as pessoas que em Londrina morreram por causa da COVID-19, conceidei-lhes a vida eterna. Nós estamos unidos a Ti, não nos abandones, Coração de Jesus, neste momento de provação, mas livra-nos de todo mal. Nós vos suplicamos pelos bispos e presbíteros que morreram no Paraná, de modo especial pelo frei Nelson, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo em Londrina. Nós vos pedimos, derramai sobre esta cidade, a saúde e a paz. Tudo isso te pedimos, ó Pai, com o Teu Filho e o Espírito Santo. Vós que viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Amém!”

 

Juliana Mastelini Moyses
Pascom Arquidiocesana

 

Foto de destaque: Daniel Kanki

Fotos: Daniel Kanki, Guto Honjo e Terumi Sakai

 

 

Queridos irmãos e irmãs, celebremos a festa do Coração de Jesus!

 

Esta solenidade nos convida a contemplar esse Coração de Jesus que tanto amou a humanidade. Ele está aberto, desde a cruz, para que nos aproximemos dele a fim de consolá-lo com pequenos gestos de amor e sacrifício, e para imitá-lo nas virtudes que resplandecem no seu coração humano e divino: humildade, mansidão, caridade e misericórdia. Reconheçamos nessa data a grandeza do seu amor por cada um de nós, que tanto nos alegra e fortalece.

 

O evangelista João afirma que “um soldado abriu-lhe o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água” (Jo 19,34). Jesus viveu seu ministério de coração. Ele se empenhou na busca do Reino de Deus. O texto bíblico demonstra que ele se derramou. Quem vive com intensidade também se gasta. Não se pode mais viver comodamente procurando apenas o próprio bem-estar. Aquele que vai à fonte do amor de Deus se torna um discípulo-missionário e leva aos demais a alegria do Evangelho. Quem se aproxima do coração de Jesus não pode contentar-se em ficar parado, olhando-o, mas deve se tornar um apóstolo do seu coração.

 

No discurso à Cúria Romana em 2014, o Papa Francisco alertou à Igreja sobre o “Alzheimer espiritual”, o perigo de se esquecer da graça de Deus, do primeiro amor e de viver como escravo das suas paixões, caprichos e manias, o perigo de viver uma vida sem graça e sem “a graça”. A celebração do culto ao Coração de Jesus quer nos ajudar como um remédio, para não nos esquecermos do forte amor de Deus por nós. Tristemente vemos a difusão de um “amor líquido”, sem consistência e sem compromisso, incapaz de passar e amadurecer com as dificuldades do caminho. Deus nos livre de um amor assim.

 

O apóstolo João anuncia que todos “olharão para Aquele que transpassaram” (Jo 19,37). Que o Senhor nos conceda a graça de contemplar as suas chagas sem pressa, e assim ter forças para nos aproximar sem medo das chagas da humanidade e de cada irmão.Estender a mão para tocar as suas feridas.

 

Nos tempos difíceis da vida corremos o risco do desânimo e do desespero, mas ao contemplar o coração aberto de Jesus entendemos que não estamos sozinhos. Ele não nos abandona jamais. Deus se fez tão próximo que assumiu a nossa condição humana. Ele se deixou tocar e se ferir para nos salvar. Seu amor é o remédio contra o desamparo, o mal e o pecado.

 

O amor de Jesus deixou marcas. No batismo somos marcados por sua graça. Recebemos a marca de Deus para deixar marcas por onde passarmos. Somos convidados a agradar a Deus e a servir aos irmãos. Somos chamados a fazer as coisas de coração.

 

Por isso, especialmente neste mês de junho, motivamos cada um a aprofundar seu amor e devoção ao Sagrado Coração de Jesus de três formas: 1) meditando sobre as doze promessas do Sagrado Coração à Santa Margarida Maria Alacoque; 2) adquirindo uma estampa ou imagem do Coração de Jesus para colocar na sua casa; 3) ligando para algum irmão que esteja enfermo no corpo ou na alma e dedicar a ele um pouco do seu tempo.

 

Seguem abaixo as doze promessas:

1ª Promessa: “A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de Meu Sagrado Coração”;

2ª Promessa: “Eu darei aos devotos de Meu Coração todas as graças necessárias a seu estado”;

3ª Promessa: “Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias”;

4ª Promessa: “Eu os consolarei em todas as suas aflições”;
5ª Promessa: “Serei refúgio seguro na vida e principalmente na hora da morte”;

6ª Promessa: “Lançarei bênçãos abundantes sobre os seus trabalhos e empreendimentos”;

7ª Promessa: “Os pecadores encontrarão, em meu Coração, fonte inesgotável de misericórdias”;

8ª Promessa: “As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas pela prática dessa devoção”;

9ª Promessa: “As almas fervorosas subirão, em pouco tempo, a uma alta perfeição”;

10ª Promessa: “Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais endurecidos”;

11ª Promessa: “As pessoas que propagarem esta devoção terão o seu nome inscrito para sempre no Meu Coração”;

12ª Promessa: “A todos os que comunguem, nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna”.

 

 

Sagrado Coração de Jesus, eu confio em vós.

“Ó Jesus que tanto nos amais, fazei que eu vos ame cada vez mais”.

 

Pe. Paulo Alencar
Assessor do Apostolado da Oração

Foto: Terumi Sakai

Na noite do último domingo, 06/05, na Catedral Metropolitana de Londrina, foi realizada a Santa Missa com o 5º Dia da Novena ao Sagrado Coração de Jesus, padroeiro de nossa arquidiocese. A celebração foi presidida pelo Pe. Dirceu Júnior dos Reis, assessor do Setor Juvenil.

 

Adolescentes e jovens de vários decanatos da Arquidiocese de Londrina participaram da celebração, de forma especial as lideranças juvenis do Decanato Centro. Com o tema: “Coração jovial de Jesus, fonte de esperança, coragem e fé”, o padre em sua homilia destacou a grandeza dos jovens que em meio aos desafios da pandemia da COVID-19, buscam no Coração de Jesus a esperança de um mundo melhor, a coragem para anunciar o nome de Jesus e a fé que sustentam diante das adversidades sociais, afetivas, religiosas e vocacionais. Ao final da celebração houve um pedido orante para que a Igreja consiga ouvir e acompanhar os nossos jovens e os grupos e lideranças juvenis de toda a arquidiocese foram consagrados à Mãe Rainha Três Vezes Admirável de Shcoenstatt.

 

Pascom 

Fotos: Cristiane Yoshimura

A Catedral Metropolitana de Londrina prepara uma vasta programação para a Festa do Padroeiro da arquidiocese e da cidade, comemorado na próxima sexta-feira, dia 19 de junho.

 

As atividades já terão início na quinta-feira, às 18h, com o Canto Solene das Vésperas da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus e participação especial dos Arautos do Evangelho. Promete ser um momento de intensa reflexão, transmitida pelas redes sociais da Arquidiocese de Londrina, Catedral Metropolitana e Rádio Alvorada.

 

A programação de sexta-feira, Dia do Padroeiro, também está pra lá de especial. Às 9h, os internautas poderão acompanhar a inauguração e bênção da nova Cripta; em seguida, a Santa Missa Solene, presidida por Dom Geremias Steinmetz.

 

Após a Santa Missa, a comissão da Festa do Padroeiro organiza uma grande feijoada (que poderá ser retirada direto no estacionamento da Catedral com todas as medidas para atender as normas dos órgãos de saúde para a entrega das porções). “Sempre tivemos uma festa com barracas de quitutes, shows, brincadeiras infantis etc. No entanto, por conta da pandemia, cada um poderá comemorar o Padroeiro  adquirindo a feijoada para degustar dentro de casa com a família. Será uma forma diferente – mas igualmente intensa –  de celebrar a festa nas nossas Igrejas domésticas” – explica o Cura da Catedral, padre Rafael Solano Durán. “Mais uma vez, cada lar se torna uma pequena Catedral” – enfatizou.

 

Ainda na sexta, às 15h, um momento extraordinário de oração online com todo o Movimento do Apostolado da Oração, com exposição, adoração e benção Eucarística sobre nossa cidade de Londrina.

 

Vale lembrar que toda programação será transmitida online pela página do Facebook da Catedral  @catedrallondrinapr , pelo Facebook da Arquidiocese de Londrina @arqlondrina no Youtube através dos canais Catedral de Londrina e Arquidiocese de Londrina e também pela Rádio Alvorada FM 106,3

 

A Feijoada pode ser adquirida na Secretaria da Catedral ou online pelo site www.catedrallondrina.com.br  por R$ 40 (quarenta reais – acompanhado de torresmo e farofa). O valor arrecadado será destinado para as ações pastorais e sociais mantidas pela Catedral.

Mais informações para aquisição da Feijoada do Padroeiro pelos fones (43) 3324-5255 ou (43) 99992-5255