No último dia 27 de março, a Mitra Arquidiocesana de Londrina promoveu um workshop de gestão em finanças pessoais para seus funcionários e interessados, com o consultor e professor Charles Vezozzo.

O encontro teve a presença de mais de 50 pessoas e abordou as prioridades nas finanças pessoais, a importância do planejamento e dicas de gestão financeira. Ao final os participantes receberam uma planilha para planejamento pessoal.

Foto: Juliana Mastelini Moyses / Luiz Vianna

A Mitra Arquidiocesana de Londrina realizou, no último dia 23 de março, uma reunião com os tesoureiros e coordenadores do conselho econômico das paróquias e capelas. O objetivo foi apresentar o novo modelo de relatório de gestão e gerar mais proximidade entre a mitra e as paróquias.

O encontro contou com a presença de 166 representantes paroquiais e de capelas da arquidiocese. Na pauta da reunião estava o novo relatório financeiro da mitra e das paróquias, a fim de esclarecer as dúvidas; a importância de gerenciar melhor os custos e receitas; e a importância de trabalhar em unidade, com transparência e aberta ao diálogo.

Para o ecônomo da arquidiocese, padre Vandemir Araújo, o objetivo é estreitar cada vez mais os laços entre a mitra e as paróquias. “Pois somos um único corpo e precisamos caminhar sempre na unidade.” O padre destaca a atenção que se deve dar às mudanças na legislação para cumprir as obrigações. “Ao mesmo tempo nós nos colocamos à disposição das paróquias para todos os esclarecimentos que se fizerem necessários nesta nova etapa de nossa administração arquidiocesana”, conclui.

 

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Luiz Vianna

 

 

Reunidos entre os dias 26 e 28 de março na sede provisória da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF), os bispos que integram o Conselho Permanente da entidade emitiram uma mensagem na qual demonstram preocupação com a Reforma da Previdência – PEC 06/2019.

No texto, os bispos reafirmam que o sistema da Previdência Social possui uma intrínseca matriz ética. “Ele é criado para a proteção social de pessoas que, por vários motivos, ficam expostas à vulnerabilidade social (idade, enfermidades, acidentes, maternidade…), particularmente as mais pobres. Nenhuma solução para equilibrar um possível déficit pode prescindir de valores ético-sociais e solidários” (Nota da CNBB, março/2017).

Eles reconhecem que o sistema da Previdência precisa ser avaliado e, se necessário adequado à Seguridade Social. Alertam, no entanto, que as mudanças contidas na PEC 06/2019 sacrificam os mais pobres, penalizam as mulheres e os trabalhadores rurais, punem as pessoas com deficiência e geram desânimo quanto à seguridade social, sobretudo, nos desempregados e nas gerações mais jovens.

Apontam  também que o discurso de que a reforma corta privilégios precisa deixar claro quais são esses privilégios, quem os possui e qual é a quota de sacrifício dos privilegiados, bem como a forma de combater a sonegação e de cobrar os devedores da Previdência Social. “A conta da transição do atual regime para o regime de capitalização, proposto pela reforma, não pode ser paga pelos pobres”, reforçam.

Ainda na mensagem, os bispos fazem um apelo ao Congresso Nacional para que favoreça o debate público sobre esta proposta de reforma da Previdência que incide na vida de todos os brasileiros. “Conclamamos as comunidades eclesiais e as organizações da sociedade civil a participarem ativamente desse debate para que, no diálogo, defendam os direitos constitucionais que garantem a cidadania para todos, dizem em um dos trechos.

Confira abaixo, a mensagem, na íntegra:

MENSAGEM DO CONSELHO PERMANENTE DA CNBB

“Serás libertado pelo direito e pela justiça” (cf. Is 1,27)

Nós, bispos do Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunidos em Brasília-DF nos dias 26 a 28 de março de 2019, assistidos pela graça de Deus, acompanhados pela oração da Igreja e fortalecidos pelo apoio das comunidades eclesiais, esforçamo-nos por cumprir nossa missão profética de pastores no anúncio da Boa Nova de Jesus Cristo e na denúncia de acontecimentos e situações que se opõem ao Reino de Deus.

A missão da Igreja, que nasce do Evangelho e se alimenta da Eucaristia, orienta-se também pela Doutrina Social da Igreja. Esta missão é perene e visa ao bem dos filhos e filhas de Deus, especialmente, dos mais pobres e vulneráveis, como nos exorta o próprio Cristo: “Todas as vezes que fizestes isso a um destes pequeninos que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes” (Mt 25,40). Por isso, nosso olhar se volta constantemente para a realidade do país, preocupados com propostas e encaminhamentos políticos que ameacem a vida e a dignidade dos pequenos e pobres

Dentre nossas atuais preocupações, destaca-se a reforma da Previdência – PEC 06/2019 – apresentada pelo Governo para debate e aprovação no Congresso Nacional. Reafirmamos que “o sistema da Previdência Social possui uma intrínseca matriz ética. Ele é criado para a proteção social de pessoas que, por vários motivos, ficam expostas à vulnerabilidade social (idade, enfermidades, acidentes, maternidade…), particularmente as mais pobres. Nenhuma solução para equilibrar um possível déficit pode prescindir de valores ético-sociais e solidários” (Nota da CNBB, março/2017).

Reconhecemos que o sistema da Previdência precisa ser avaliado e, se necessário, adequado à Seguridade Social. Alertamos, no entanto, que as mudanças contidas na PEC 06/2019  sacrificam os mais pobres, penalizam as mulheres e os trabalhadores rurais, punem as pessoas com deficiência e geram desânimo quanto à seguridade social, sobretudo, nos desempregados e nas gerações mais jovens. O discurso de que a reforma corta privilégios precisa deixar claro quais são esses privilégios, quem os possui e qual é a quota de sacrifício dos privilegiados, bem como a forma de combater a sonegação e de cobrar os devedores da Previdência Social. A conta da transição do atual regime para o regime de capitalização, proposto pela reforma, não pode ser paga pelos pobres. Consideramos grave o fato de a PEC 06/2019 transferir da Constituição para leis complementares regras previdenciárias como idades de concessão, carências, formas de cálculo de valores e reajustes, promovendo desconstruções da Constituição Cidadã (1988).

Fazemos um apelo ao Congresso Nacional que favoreça o debate público sobre esta proposta de reforma da Previdência que incide na vida de todos os brasileiros. Conclamamos as comunidades eclesiais e as organizações da sociedade civil a participarem ativamente desse debate para que, no diálogo, defendam os direitos constitucionais que garantem a cidadania para todos.

Ao se manifestar sobre estas e outras questões que dizem respeito à realidade político-social do Brasil, a Igreja o faz na defesa dos pobres e excluídos. Trata-se de um apelo da espiritualidade cristã, da ética social e do compromisso de toda a sociedade com a construção do bem comum e com a defesa do Estado Democrático de Direito.

O tempo quaresmal, vivido na prática da oração, do jejum e da caridade, nos leva para a Páscoa que garante a vitória, em Jesus, sobre os sofrimentos e aflições. Anima-nos a esperança que vem de Cristo e de sua cruz, como ensina o papa Francisco: “O triunfo cristão é sempre uma cruz, mas cruz que é, simultaneamente, estandarte de vitória, que se empunha com ternura batalhadora contra as investidas do mal” (Evangelii Gaudium, 85).

Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, interceda por todos os brasileiros e brasileiras!

Brasília-DF, 28 de março de 2019

 Cardeal Sergio da Rocha
Arcebispo de Brasília

Presidente da CNBB

Dom Murilo S. R. Krieger
Arcebispo de Salvador

Vice-Presidente da CNBB

          Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília

Secretário-Geral da CNBB

 

 

CNBB

O Decanato Oeste realizou no dia 16 de março o encontro dos coordenadores e animadores dos Grupos Bíblicos de Reflexão, na Paróquia São José Operário.

O tema do encontro está 17º Plano de Ação Evangelizadora da arquidiocese: “Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral” e ministrado pelo padre Valdomiro Rodrigues da Silva, pároco da Nossa Senhora da Luz.

No início do encontro, os presentes rezaram uma dezena do terço em intenção pelas vocações.

 

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Márcio Vendrametro

A Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), núcleo Londrina, realizou no sábado, dia 16, sua assembleia geral, no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor.

 

Na assembleia, foi eleita a nova diretoria da conferência para os próximos três anos. Frei Wainer José de Queiroz, da Congregação dos Frades Menores Missionários, assumiu como coordenador geral, e a irmã Maria Aparecida Claus, da Congregação das Franciscanas do Coração de Jesus, como vice coordenadora. Irmã Valéria Nascimento, das Oblatas de São José,; frater Elves Soares Bessa, dos Josefinos de Murialdo; e a irmã Vânia de Souza Brandão, da Pequena Missão para Surdos, são os demais membros da diretoria.

 

O encontro também teve uma parte formativa. O coordenador do regional Curitiba da CRB, padre Antônio Ramos Moura Neto, OSJ,  apresentou as prioridades e projetos do último triênio da CRB e a estrutura organizativa da conferência.

 

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Daniel Kanki

Começou nessa segunda-feira, dia 18 de março, a I Semana Arquidiocesana de Iniciação à Vida Cristã de Inspiração Catecumenal, com programação até domingo, 24 de março. Na tarde de segunda-feira, reuniram-se as coordenações decanais de catequese, grupo dos formadores e coordenadores diocesanos da Província Eclesiástica de Londrina.

 

A partir desta terça-feira, 19, começam as formações com o clero e leigos.

 

O tema do encontro é: “Nova Evangelização na mudança de época: a paróquia e a Iniciação à Vida Cristã”. O objetivo é que todas as pessoas envolvidas com o trabalho nas paróquias estejam inseridas no processo de iniciação cristã, uma responsabilidade de todos, não só da catequese.

 

A programação da semana envolve todos os fiéis da arquidiocese: clero, religiosos e leigos e as formações estão sendo ministradas pelo frei João Reinert.

 

Programação

O curso do clero será de terça a quinta, 19 a 21, durante o dia, na Casa de Retiros Emaús, e dos leigos na terça e quarta-feira, 19 e 20, à noite, na Catedral de Londrina. 

 

Os leigos do Decanato Cambé terão uma formação no dia 21 à noite, quinta-feira, na Paróquia Santo Antônio. No Decanato Tamarana o encontro será no sábado, dia 23, às 14 horas na Paróquia São João Batista, de Guaravera. No domingo, programação em duas paróquias: São José, de Jaguapitã, e São João Batista, de Bela Vista do Paraíso, às 14 horas, para os leigos dos decanatos Porecatu, Rolândia e Sertanópolis. 

 

Para acessar a programação completa da semana <clique aqui>.

 

Foto: Juliana Mastelini Moyses

Os coordenadores da catequese das quatro dioceses que compõem a Província Eclesiástica de Londrina (Londrina, Apucarana, Cornélio Procópio e Jataizinho) participaram na quarta-feira, dia 27 de fevereiro da sua reunião semestral, em Jataizinho. Além da equipe de coordenação diocesana e os assessores, participaram também o arcebispo de Londrina, dom Geremias Steinmetz, e o bispo de Cornélio Procópio, dom Manuel João Francisco, e o coordenador da Ação Evangelizadora da Arqudiocese de Londrina, padre Alexandre Alves dos Anjos Filho. Os bispos assessoraram o encontro.

A parte da manhã foi destinada à formação sobre os sacramentos da iniciação cristã acerca da pergunta: “qual o lugar do sacramento da confissão no processo de iniciação à vida cristã?” À tarde os encaminhamentos foram de ordem prática. O grupo discutiu os pontos comuns para serem estudados enquanto província na área da catequese, explicou a coordenadora arquidiocesana irmã Angela Soldera. “Foi um encontro muito produtivo, oportunidade aprofundar e conversar aspectos importantes no processo de iniciação à vida cristã de inspiração catecumenal.”

A irmã explica que todas as dioceses da província, assim como Londrina, estão investindo e trabalhando o caminho de reflexão da iniciação à vida cristã, cada uma na sua realidade e peculiaridades. “Não tem uma ação conjunta, mas a perspectiva é a mesma.” As coordenações diocesanas da província participarão, inclusive, da I Semana Arquidiocesana de Iniciação à Vida cristã, que será realizada de 18 a 24 de março em Londrina.

Mais informações sobre a Semana de IVC da Arquidiocese de Londrina <clique aqui> .

Para acessar a programação completa <clique aqui>.

Atendendo ao pedido da arquidiocese, a Paróquia Nossa Senhora da Glória, Decanato Norte, promoveu no sábado, dia 23 de fevereiro, uma tarde de estudo em preparação para a I Semana Arquidiocesana da Iniciação à Vida Cristã de Inspiração Catecumenal.

Participaram do encontro lideranças, catequistas e demais interessados. No estudo foi valorizado o significado do catecumenato, explica seu João, coordenador dos Vicentinos da Matriz: “Agora precisamos trabalhar para guardar na cabeça e no coração”.

 

Semana de IVC

A I Semana Arquidiocesana de Iniciação à Vida Cristã será realizada de 18 a 24 de março, com o tema: “Nova evangelização na mudança de época: a paróquia e a iniciação à vida cristã”, assessorada pelo doutor em teologia, Frei João Reinert OFM.

O objetivo é mostrar que a iniciação cristã não é missão apenas da catequese, mas de toda a paróquia, que deve cultivar uma espiritualidade acolhedora em todos os seus âmbitos. 

 

Subsídio

Para se preparar para a Semana e se habituar com os termos da catequese de inspiração catecumenal, cada paróquia recebeu no final do ano passado um subsídio para ser estudado junto a todos os agentes de pastoral antes da Semana de IVC. É esse material que serviu de base para o estudo na Paróquia Nossa Senhora da Glória.

 

Programação

A I Semana Arquidiocesana de IVC tem programações destinadas aos diversos públicos da arquidiocese, com o objetivo de atingir todos os envolvidos na caminhada da iniciação cristã: lideranças, catequistas, agentes de pastoral, comissão arquidiocesana e clero. 

<Clique aqui> para acessar a programação completa.

 

Padre Rodrigo Favero Celeste (Pároco da P. N. S. da Glória) e Pascom Arquidiocesana

A Escola de Doutrina Social da Igreja da Arquidiocese de Londrina está com inscrições abertas para turma de 2019. O curso tem duração de um ano, com aulas nas quartas-feiras, na Catedral Metropolitana de Londrina, e início das aulas no dia 3 de abril.  

Inscrições e informações no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor (43)3371-3141.

 

A Diocese de São José dos Pinhais (PR) sediou no fim de semana, 23 e 24 de fevereiro, o 9º Encontro de Coordenadores Arqui/Diocesanos da Pastoral da Comunicação (Pascom) do Regional Sul 2 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). O encontro foi realizado no Instituto Ciência e Fé, em Piraquara (PR), e reuniu representantes da Pascom de 12 Arqui/Dioceses do Paraná. A Arquidiocese de Londrina foi representada pela coordenadora Patrícia Caldana, pela vice-coordenadora Aline Parodi, pelo secretário Tiago Queiroz e pela jornalista Juliana Mastelini Moyses.

O primeiro dia de encontro foi destinado a formações que contemplaram a espiritualidade do comunicador. Já o segundo dia abordou temas de ordem prática. Houve a troca de coordenador, Antônio Kayser, da Arquidiocese de Curitiba, assumiu a função, bem como decidiu-se por ampliar a coordenação, tendo um representante por Província Eclesiástica. Desta forma, o secretário da Pascom da Arquidiocese de Londrina, Tiago Queiroz, foi escolhido como representante pela Província de Londrina. O próximo encontro, em 2020, será realizado na Arquidiocese de Londrina.

Pascom Arquidiocesana 

Fotos: Regional Sul 2