#Compartilhe

O arcebispo dom Geremias Steinmetz ministrou, no dia 4 de março, a aula inaugural do curso de Teologia da PUCPR Londrina, que marca a volta das aulas presenciais do curso. O arcebispo falou sobre a sua participação na Assembleia Eclesial Latino-Americana, realizada de 21 a 28 de novembro do ano passado, na Cidade do México, com o lema: “Somos todos discípulos missionários em saída”. Dom Geremias participou da assembleia de forma on-line representando o Paraná junto com outros bispos do Regional Sul 2.

“[Na assembleia] estavam presentes as mais diferentes línguas e culturas, todos nos compreendendo e respondendo a um chamado do Papa Francisco para nos reunirmos numa Assembleia Eclesial”, explicou o arcebispo. Segundo ele, os temas discutidos foram abrangentes e relevantes para todo o continente. “Percebi que as discussões e preocupações que temos aqui no Paraná estão presentes em toda a América Latina e no Caribe. Questões importantes como o problema da migração e o problema da fome são comuns a todos nós”, disse o arcebispo.

“É muito importante esse contato dele com os estudantes nesse retorno, uma vez que dom Geremias representa a Associação Paulo VI e, através dele, estão representados sete bispos que compõem o curso de Teologia enviando estudantes seminaristas”, destaca padre Lino Batista de Oliveira, coordenador do curso de Teologia da PUCPR.

Padre Lino destaca que há um novo olhar para a Igreja em 2022: um olhar de aprendizado. “O Papa Francisco faz questão de lembrar a todos e todas que uma das grandes lições da pandemia é que nem sempre podemos resolver as coisas sozinhos, de forma isolada. Em seus documentos, o Papa tem falado muito – e cada vez mais – da necessidade de construir pontes e desfazer muros que nos separam uns dos outros, que nos impedem de dialogar. Em 2019, no Pacto Educacional Global, o papa cita uma frase de um sábio africano que diz que quem forma uma pessoa é toda a aldeia.”

Por isso, fala o padre, é preciso que todos se envolvam na educação: pais, família, professores, sociedade, entidades… “E a Igreja do Brasil está respondendo a esse pacto com a Campanha da Fraternidade que nos chama à conversão e ao envolvimento com a educação. Em relação aos estudantes de Teologia, esperamos que esse pedido do Papa gere reflexão para que possam se formar e desenvolver o ministério sob a ótica do diálogo, da parceria e do trabalhar em conjunto e reforçando isso por meio da comunhão e da eclesialidade.”

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Assessoria de imprensa PUCPR Londrina

Post não foi encontrado !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.