A Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), Núcleo Londrina, esteve reunida no dia 29 de novembro, para celebrar o Natal com os religiosos e religiosas, e para a escolha da nova equipe animadora do núcleo. O encontro foi na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, Decanato Oeste, contou com a missa presidida pelo arcebispo dom Geremias Steinmetz e a presença alegre da Vida Consagrada.

 

Após a missa, foi eleita a nova coordenação do Núcleo da CRB de Londrina para 2022/2023: Frei Wainer José de Queiroz, da Congregação dos Frades Menores Missionários, reeleito como coordenador geral; são os demais membros da diretoria: Irmã Círera Neuza da Cruz, da Congregação Filhas de São José; Irmã Deise Murakami, das Oblatas de São José; Frei Gentil Minatti Junior, da Ordem dos Irmãos Descalços da Bem-Aventurada Maria do Monte Carmelo.

 

Como Vida Consagrada, “os que professam os conselhos evangélicos, busquem e amem antes de tudo a Deus que primeiro nos amou, e procurem em todas as circunstâncias cultivar a vida escondida com Cristo em Deus, da qual dimana e se estimula o amor do próximo para a salvação do mundo e edificação da Igreja” (Perfectae Caritatis – sobre a conveniente renovação da Vida Religiosa). É também com essa motivação de amor a Deus e ao próximo que a CRB do Núcleo de Londrina na sua organização se coloca à disposição da Igreja para servir.

 

CRB Londrina

Fotos: Divulgação

Nova coordenação da CRB – Núcleo Londrina

A Semana Nacional da Vida ConSagrada¹, tem como tema “Amados e Chamados por Deus”, o mesmo do mês Vocacional. Esse tema carrega uma expressão cara de significado para a vida de Batizados, pois, “chamados”, o primeiro chamado é à vida! Chamados por Deus à vida pelo seu amor infinito e incondicional, com o Sopro da Vida.

 

 A “Vida ConSagrada” é uma vocação de total entrega a Deus sumamente amado, em que a pessoa chamada coloca toda sua vida a serviço de Deus (cf. LG 44).

 

A “Vida ConSagrada” é composta por “homens e mulheres que, dóceis ao chamamento do Pai e à moção do Espírito, escolheram este caminho de especial seguimento de Cristo, para se dedicarem a Ele de coração ‘indiviso’ (cf. 1 Cor 7,34). Também eles deixaram tudo, como os Apóstolos, para estar com Cristo e colocar-se, como Ele, ao serviço de Deus e dos irmãos” (VC 1).

 

Os Religiosos e Religiosas, manifestam, ao longo da história, “o mistério e a missão da Igreja, graças aos múltiplos carismas de vida espiritual e apostólica que o Espírito Santo lhes distribuía, e deste modo concorreram também para renovar a sociedade” (VC 1). Os religiosos e religiosas, através dos sagrados votos de pobreza, castidade e obediência, são convidados a colocarem toda sua vida na implantação do Reino, como “instrumentos da missão de Deus”.

 

Ser Religioso e Religiosa é viver segundo o sopro do Espírito Santo! Sem o Espírito Santo, Deus fica distante e não há vida. A “Vida ConSagrada” vivida no murmúrio do Espírito é vida de Santidade, é testemunho anunciado profeticamente. Testemunho dado hoje por muitos Irmãos e Irmãs da “Vida ConSagrada”, “Amados e chamados por Deus”, que doam suas vidas por causa do Reino. Embora o nosso momento seja de celebração da “Vida ConSagrada”, como não recordar os Religiosos e Religiosas ceifados por este novo vírus nestes tempos de pandemia! Queremos celebrar os seus testemunhos de pobreza, de simplicidade, de desapego, de doação total… e também de esperança!

 

O que espera de nós o atual momento da “Vida ConSagrada”? Assim como em diversas outras circunstâncias:  o testemunho da perseverança!

 

Há poucos dias, como “Vida ConSagrada”, tivemos uma reunião online de coordenadores dos núcleos do Regional da CRB. Durante o momento de partilha alguém recordou um aspecto belíssimo, que faz reconhecer a face da “Vida ConSagrada”, que é a vida fraterna. Partilhou que nessa comunidade se estaria reaprendendo, de forma mais aprofundada, a conviver em fraternidade, a estar com o irmão. Imaginei aquela correria do cotidiano de muitos irmãos e irmãs religiosas, e que durante o tempo de pandemia, devido ao distanciamento social, permaneceram em casa podendo participar e viver de forma mais intensa muitos momentos da vida em comum: oração, refeição e até mesmo os momentos de partilha fraterna. Uma vida em comunidade, vivida segundo o Evangelho, que dá um testemunho profético do Reino, “de tal modo que aqueles que veem uma comunidade capaz de amar em um ambiente de ódio, capaz de justiça onde há injustiças, de entrega generosa onde há egoísmos, descobrem aí Aquele que salva” (CLAR 1973).

 

A proposta, pois, do tema para a Semana Nacional da “Vida ConSagrada” enseja o desejo de que cada Religioso e Religiosa sintam-se verdadeiramente “Amados e Chamados por Deus”! Isso não especifica apenas que és importante para Deus, mas, que fazes parte da missão salvífica de Cristo! Assim, nesta comemoração do dia da “Vida ConSagrada”, cada Religioso e Religiosa renovemos nosso propósito de participar da missão da construção do Reino que se concretiza a cada dia. E peçamos que o Senhor da messe, faça ressoar em muitos outros corações a alegria de serem “Amados e Chamados por Deus”.

 

Frei Wainer José de Queiroz fmm
Coordenador da CRB do Núcleo de Londrina.

 

 

 

 

 

¹“A palavra SAGRADA. Refere-se à Vida! É, por si só, sagrada! É Dom! Ao responder o chamado, esta vida se consagra, se oferece, se coloca aos cuidados de Deus, se coloca a serviço do Reino” (CRB 2020).

 

 

 

Amados e chamados por Deus!!

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!…” (Lc 1,39-56)

Presidente: Dom Geremias Steinmetz, Arcebispo de Londrina.

Concelebrantes:
Frei Wainer José de Queiroz FMM, Paróquia Nossa Senhora da Piedade;
Frei Margon Maykon Milleo, Paróquia Nossa Senhora da Piedade;
Pe. Nelson Federovicz, Paróquia Nossa Senhora do Carmo, Decanato Oeste.

A Santa Missa foi realizada na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, Decanato Oeste.

 

Com muita alegria e gratidão a Vida Religiosa da Arquidiocese de Londrina celebrou no sábado 26 de agosto, no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor, o dia da Vida Consagrada acolhendo a Dom Geremias quem demostrou gratidão pela partilha e manifestou fraternidade pela presença de tantos irmãos e irmãs presentes. Como um jardim florido as congregações apresentaram os carismas e missões das mais diversas dentro da arquidiocese de Londrina.

Após a celebração aconteceu um tempo de formação com Ir. Raquel (Missionária Claretiana) onde foi refletida a temática dentro do ano mariano; “Maria seguidora de Jesus”.

Dia de partilha e ação de graças pelo dom precioso da vocação consagrada, culminou com um almoço gostoso partilhado na generosidade fraterna de cada irmão e irmã que participou.

Onde há religiosos há muita alegria! Assim foi o nosso dia!

Maria Fernanda Godoy
Missionária Claretiana / Coordenadora Arquidiocesana da CRB

 

 “A vocação, como a própria fé, é um tesouro que trazemos em vasos de barro, que nunca deve ser roubado ou perder a sua beleza. A vocação é um dom que recebemos do Senhor, que fixou seu olhar sobre nós e nos amou, chamando-nos a segui-lo mediante a vida consagrada, como também uma responsabilidade para quem a recebeu”. Papa Francisco.