Por ocasião do Ano da Oração, o Dicastério para a Evangelização preparou uma série de instrumentos e subsídios úteis para apoiar as comunidades cristãs e cada crente no caminho de preparação para o Jubileu 2025.

O subsídio “Ensina-nos a rezar”, cujo título é tirado do capítulo XI do Evangelho de Lucas (Lc 11,1), está disponível on-line, <clique aqui> para baixar. O opúsculo, inspirado no Magistério do Papa Francisco, pretende ser um convite a intensificar a oração como diálogo pessoal com Deus, para levar cada um a refletir sobre a sua fé e sobre o seu compromisso no mundo de hoje, nos diferentes âmbitos em que é chamado a viver. O objetivo é oferecer reflexões, indicações e conselhos sobre como viver mais plenamente o diálogo com o Senhor, na relação com os outros. O subsídio é composto por seções dedicadas à oração na comunidade paroquial, na comunidade familiar, outras dedicadas aos jovens, às comunidades de clausura, à catequese e aos retiros espirituais.

Confira o texto de introdução do subsídio:

No caminho rumo ao Jubileu de 2025, o Papa Francisco quis que este ano de 2024 fosse dedicado à oração, convidando toda a Igreja a um tempo de grande compromisso, em preparação para a abertura da Porta Santa. A Celebração de um Ano Santo, que tem sua origem mais remota na tradição judaica do jubileu (yobel), como tempo de perdão e reconciliação, representa, a partir de 1300, uma oportunidade especial para meditar sobre o grande dom da misericórdia divina que sempre nos espera e sobre a importância da conversão interior, necessárias para poder viver os dons espirituais oferecidos aos peregrinos durante o Ano Santo, tornando novo o vínculo que une os batizados, como irmãos e irmãs em Cristo, com toda a humanidade amada por Deus.


O Jubileu não se limitará à cidade de Roma, mas estender-se-á como um anúncio da misericórdia de Deus ao mundo inteiro, tornando-se assim uma grande oportunidade de evangelização. Como cristãos, somos convidados a dar testemunho como autênticos “Peregrinos da Esperança” que caminham em direção ao Senhor, que abre os braços do seu perdão, braços misericordiosos estendidos também para os irmãos, que ainda esperam que o anúncio do Evangelho chegue até eles.


Este subsídio, inspirado no magistério do Papa Francisco, é um instrumento para acompanhar os fiéis neste tempo que prepara para a iminente abertura da Porta Santa: o convite é intensificar a oração como diálogo pessoal com Deus, m convite que deve levar-nos a refletir sobre a nossa fé, sobre o nosso compromisso no mundo de hoje, nos diversos âmbitos que somos chamados a viver, para que possa ser alimentada uma renovada paixão pela Evangelização do homem moderno. O Papa Francisco, anunciando no Angelus o Ano da Oração que precede o Jubileu 2025, exortou assim os fiéis: «Peço-vos que intensifiqueis a vossa oração, a fim de nos prepararmos para viver bem este acontecimento de graça e experimentar nele a força da esperança de Deus. […] Um ano dedicado a redescobrir o grande valor e a necessidade absoluta da oração na vida pessoal, na vida da Igreja e no mundo» (Angelus, 21 de janeiro de 2024).


Nas suas catequeses, o Papa por várias vezes referiu que a oração é o caminho para entrar em contato com a verdade mais profunda de nós mesmos, onde a luz do próprio Deus está presente, como ensinava Santo Agostinho. O Papa Francisco encoraja a rezar com perseverança, sublinhando como a oração constante transforma não apenas a pessoa, mas também a comunidade que o rodeia, mesmo onde o mal parece vencer.

A oração seja, então, para cada cristão a bússola que orienta, a luz que ilumina o caminho e a força que sustenta na peregrinação que levará a atravessar a Porta Santa. Através da oração poderemos chegar com um coração pronto a acolher os dons de graça e de perdão que o Jubileu oferecerá, como expressão viva da nossa relação com Deus. Mergulhemos, pois, com a oração nesse diálogo contínuo com o Criador, descobrindo a alegria do silêncio, a paz do abandono e a força da intercessão na comunhão entre os santos.


Este subsídio tem como único objetivo ajudar a renovar o espírito de oração em todos os contextos que somos chamados a viver diariamente. Cada parte – desde o significado da oração na dimensão pessoal até à sua prática na vida comunitária – pretende oferecer reflexões, indicações e conselhos para viver mais plenamente o diálogo com o Senhor presente, na relação com os outros e em todos os momentos do nosso dia, com secções à oração na comunidade paroquial, na família e outras dedicadas aos jovens, às comunidades de clausura, à catequese e aos retiros espirituais.

“Ensina-nos a rezar”: Viver o Ano da Oração em preparação para o Jubilaeu 2025

Depois do ano dedicado à reflexão sobre os documentos e ao estudo dos frutos do Concílio Vaticano II, por proposta do Papa Francisco, o ano de 2024 será o Ano da Oração. O Santo Padre anunciou-o no domingo, 21 de janeiro de 2024, por ocasião do Quinto Domingo da Palavra de Deus. Já na sua Carta de 11 de fevereiro de 2022, dirigida ao Pró-Prefeito, Sua Ex. Rev.ma D. Rino Fisichella, para encarregar o Dicastério para a Evangelização do Jubileu, o Papa tinha escrito: «Desde já, apraz-me pensar que o ano que precede o evento jubilar, 2024, possa ser dedicado a uma grande ‘sinfonia’ de oração. Antes de mais, para recuperar o desejo de estar na presença do Senhor, de o escutar e de o adorar». Portanto, no caminho de preparação para o Jubileu, as dioceses são convidadas a promover a centralidade da oração individual e comunitária.

O Dicastério disponibilizou algumas ferramentas úteis para entender melhor e redescobrir o valor da oração. A primeira delas é o ciclo das 38 catequeses sobre a Oração que o próprio Papa Francisco proferiu de 6 de maio de 2020 a 16 de junho de 2021. Foi publicada também pela Libreria Editrice Vaticana uma coleção de “Apontamentos sobre a Oração”. Trata-se de 8 volumes destinados a recolocar no centro a relação profunda com o Senhor, através das múltiplas formas de oração contempladas na rica tradição católica. Além disso, está disponível on-line um subsídio pastoral, em versão digital, para ajudar as comunidades paroquiais, as famílias, os sacerdotes, os clérigos e os jovens a viver com maior consciência a necessidade da oração quotidiana.

<Clique aqui> para acessar as catequeses do Papa Francisco sobre a oração.

<Clique aqui> para acessar o subsídio pastoral “Ensina-nos a rezar”

Em preparação para o Jubileu 2025, o Papa Francisco convocou este ano como o ano da oração, dedicado a uma grande ‘sinfonia’ de oração em todo o mundo, com o intuito de recuperar o desejo de estar na presença do Senhor, de o escutar e de o adorar.

Uma das ferramentas úteis apontadas pelo Vaticano para redescobrir e entender melhor o valor da oração são as catequeses sobre a oração do Papa Francisco proferidas entre 6 de maio de 2020 e 16 de junho de 2021. A seguir temos o link para acessar cada uma das 38 catequeses.

Catequese 1: O mistério da oração

Catequese 2: A oração do cristão

Catequese 3: O mistério da Criação

Catequese 4: A oração dos justos

Catequese 5A oração de Abraão

Catequese 6: A oração de Jacob

Catequese 7A oração de Moisés

Catequese 8A oração de David

Catequese 9A oração de Elias

Catequese 10A oração dos Salmos 1

Catequese 11A oração dos Salmos 2

Catequese 12Jesus, homem de oração

Catequese 13Jesus, mestre da oração

Catequese 14 A oração perseverante

Catequese 15A Virgem Maria, mulher orante

Catequese 16A oração da Igreja nascente

Catequese 17A bênção

Catequese 18A oração de súplica

Catequese 19A oração de intercessão

Catequese 20A oração de ação de graças

Catequese 21A oração de louvor

Catequese 22A oração com as Sagradas Escrituras 

Catequese 23Rezar na Liturgia

Catequese 24Rezar na vida quotidiana 

Catequese 25A oração e a Trindade 1 

Catequese 26A oração e a Trindade 2

Catequese 27Rezar em comunhão com Maria

Catequese 28Rezar em comunhão com os santos

Catequese 29A Igreja mestra em oração

Catequese 30A oração vocal

Catequese 31A meditação 

Catequese 32A oração contemplativa

Catequese 33O combate da oração

Catequese 34Distrações, aridez, acídia

Catequese 35 A certeza de ser escutados

Catequese 36Jesus modelo e alma de cada oração

Catequese 37Perseverar no amor

Catequese 38A oração pascal de Jesus para nós

“Um ano dedicado a redescobrir o grande valor e a necessidade absoluta da oração”. Dioceses de todo mundo são convidadas a propor peregrinações, itinerários ou momentos de oração individual ou comunitária

Para viver o “tempo de graça” até a abertura da Porta Santa, em data ainda a ser anunciada pelo Papa Francisco com a publicação de uma Bula Papal, o Pontífice pede aos fiéis que “intensifiquem” a oração. Por isso, dá início a este ano, dedicado a intensificar a oração na vida pessoal, na vida da Igreja e no mundo.

O anúncio do Ano da Oração foi feito no final do Angelus do domingo, 21 de janeiro, o quinto domingo da Palavra de Deus. Após a catequese, o Papa lembrou aos 20 mil fiéis e peregrinos presentes na Praça São Pedro que “os próximos meses nos levarão à abertura da Porta Santa, com a qual iniciaremos o Jubileu. “Peço a vocês que intensifiquem a oração para viver esse tempo de graça.”

Para isso, o Papa Francisco dá início a este ano especial durante o qual as dioceses do mundo se esforçarão para redescobrir a centralidade da oração. O Ano da Oração sucede o ano dedicado à reflexão sobre os documentos e ao estudo dos frutos do Concílio Vaticano II, 2023.

Em preparação para o Ano Santo de 2025, as dioceses são convidadas a promover momentos de oração individual e comunitária. A proposta é de “peregrinações de oração” rumo ao Jubileu ou itinerários de escolas de oração com etapas mensais ou semanais, presididas pelos bispos, para envolver todo o Povo de Deus.

“Notas sobre a oração” do Dicastério para a Evangelização

Para viver este ano da melhor forma, o Dicastério para a Evangelização publicará uma série de “Notas sobre a oração”, para colocar novamente no centro a relação profunda com o Senhor, através das muitas formas de oração contempladas na rica tradição católica. A série, mas também todo o Ano da Oração, será apresentada na terça-feira, 23 de janeiro, na Sala de Imprensa da Santa Sé, por dom Rino Fisichella, pró-prefeito do Dicastério para a Evangelização (Seção para as Questões Fundamentais da Evangelização no Mundo) e por monsenhor Graham Bell, subsecretário, responsável pela Secretaria, do mesmo Dicastério.

Jubileu 2025: Peregrinos de esperança

A Igreja celebrará em 2025 mais um Jubileu ordinário, marcando os 25 primeiros anos do século XXI. O Papa Francisco escolheu o tema “Peregrinos da Esperança” e indicou que a preparação para esse momento levasse em conta a oração e o estudo dos documentos do Concílio Vaticano II.

Mais informações sobre o Jubileu 2025 no site: https://iubilaeum2025.va/pt.html

Vatican News

Foto: Vatican Media