Regional Sul 2 é o único do Brasil com um torneio nesse estilo. Em sua 14ª edição, evento reúne mais de 170 sacerdotes

Padres das dioceses do Paraná estão reunidos em Londrina, nestes dias 23 e 24 de maio (segunda e terça-feira) para o Torneio dos Presbíteros do Regional Sul 2 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do brasil), neste ano organizado pela Arquidiocese de Londrina. Os padres estão disputando entre si as categorias: futebol, ping pong, truco, canastra e outros jogos de cartas. O arcebispo de Londrina, dom Geremias Steinmetz, e os bispos de Guarapuava, dom Amilton Manoel da Silva, e de Campo Mourão, dom Bruno Elizeu Versari, também estão presentes.

Segundo o secretário executivo do Regional Sul 2, padre Valdecir Badzinski, o Torneio dos Presbíteros do Paraná é um evento único no Brasil. “O Regional Sul 2 é o único regional que tem o torneio nesse estilo, envolvendo mais de 170 sacerdotes em dois dias. Na América Latina parece ser também [o único] desse porte e dessa magnitude, por isso nos alegramos com cada um dos presbíteros que participaram, da Pastoral Presbiteral e das dioceses que cuidam de seus presbíteros, seus pais espirituais, que Deus ajude sempre.”

Na segunda-feira à noite os padres iniciaram com o torneio de carta e tênis de mesa


Na segunda-feira, o evento iniciou com um momento celebrativo na Capela da Casa de Retiros Emaús, que recordou os 24 padres do Paraná vítimas da COVID-19 e depois os padres participaram dos torneios de canastra, baralho e tênis de mesa. Em seguida, um momento de confraternização entre eles.


Hoje está sendo disputado o torneio de futebol no Seminário Paulo VI. Cada diocese montou o seu time, inclusive a Arquidiocese de Londrina. “Estamos nesse momento de confraternização, de comunhão e de convivência entre nós. É bom esse momento, também com os bispos, vivendo esse momento de confraternização, de partilha e de convivência entre nós”, falou padre Joel Ribeiro Medeiros, coordenador do clero.


Padre Joel também faz um pedido aos fiéis: “Reze por nós, para que possamos de fato viver esse momento de alegria e isso com certeza gera aquela palavra que o Papa Francisco tanto tem dito: a sinodalidade, ou seja, caminharmos juntos, partilhar a nossa vida, isso é muito importante.”

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Guto Honjo