O arcebispo dom Geremias Steinmetz recebeu no dia 20 de abril, o título de Cidadão Honorário de Londrina, homenagem destinada a pessoas não nascidas na cidade que tenham se distinguido por feitos de relevância para o município e em prol da comunidade. A solenidade coletiva para a entrega da honraria reuniu quatro homenageados em uma mesma cerimônia na Sala de Sessões da Câmara Municipal de Londrina. Foram entregues títulos de Cidadão Honorário também a Claudio Mainer e pastor Elias Moraes, e Medalha Ouro Verde à Orquestra Filarmônica AD Londrina.

Em sua fala, dom Geremias destacou a alegria de receber a homenagem da Câmara Municipal de Londrina, município conhecido por sua pujança econômica, segunda maior cidade do Estado e quarta do sul do país. “Com alegria hoje sou considerado um cidadão londrinense. E mais, cidadão honorário, que mostra como a gente aqui é aceito, não apenas eu, mas também os colegas homenageados nesta noite, por seu amor pelo trabalho, pela cidade…”

O presidente da Câmara, Jairo Tamura, e o ex-vereador, José Roque Neto, entregam o título de Cidadão Honorário a dom Geremias

A concessão do título de Cidadão Honorário a dom Geremias foi aprovada na gestão passada da Câmara Municipal, proposta pelo ex-vereador José Roque Neto. Devido às restrições da pandemia, as entregas só foram realizadas neste ano. Além de vereadores de Londrina, participaram da cerimônia o prefeito de Sulina (PR), cidade natal de dom Geremias, Paulo Horn e a esposa, Marilene Horn, e o presidente da Câmara Municipal de Sulina, Waltercir Ernzen e a esposa, Elaine Ernzen. Dom Geremias agradeceu aos presentes e também aos familiares e fiéis da arquidiocese que acompanharam a sessão pela transmissão ao vivo.

“Hoje vivo Londrina. Talvez não consiga viver Londrina como deveria, mas a minha vida é aqui. Meu trabalho, meu esforço, meu estudo, meu planejamento, tudo o que penso não penso fora de Londrina, penso aqui, para que aqui eu possa continuar doando a minha vida como bispo, como padre que é sempre a primeira opção, como cristão, como discípulo de nosso Senhor Jesus Cristo. Quero agradecer então ao presidente da Câmara, vereador Jairo Tamura, pelo reconhecimento, por esse momento importante. Dizer que a Igreja continua com grande estilo na cidade de Londrina dando a sua contribuição para que de fato o nosso povo possa ter vida e vida em plenitude”.

Juliana Mastelini Moyses
Pascom Arquidiocese

Fotos: Cláudio Nonaca

A Cáritas Arquidiocesana de Londrina abriu processo seletivo para a contratação de coordenador de comercialização da Economia Solidária. As inscrições estão abertas até o dia 15 de março e o edital oferece uma vaga com carga horário de 30 horas semanais. O concorrente deve ter curso de nível superior em Administração e Economia e o devido registro no Conselho de Classe (se for o caso). A avaliação será feita por meio de análise curricular e entrevista. Confira o edital.

A Animação Bíblico-Catequética da arquidiocese promove o primeiro encontro de atualização e revitalização para formadores da catequese, com o tema: Resgate Histórico do Catecumenato, no dia 19/3, das 8h às 16h30 no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor.

O encontro é voltado para catequistas que querem aprofundar o processo de Iniciação à Vida Cristã com a finalidade de ajudar na caminhada das escolas catequéticas. Serão cinco encontros, no total, um a cada mês.

As inscrições devem ser feitas com as decanas. O valor de R$60, para custear alimentação, pode ser pago no dia do encontro.

Barracas comercializarão artesanatos em geral e produtos personalizados nesta sexta-feira (1/10) e no sábado (2/10)

A Feira da Economia Solidária volta a ser realizada na avenida Paraná, popular Calçadão de Londrina, depois de quase um ano suspensa, em função da pandemia da COVID-19. Nesta sexta-feira, 1 de outubro, e no sábado, dia 2, serão comercializados artesanatos em geral, produtos personalizados, mudas de plantas e outros produtos produzidos pelos empreendimentos solidários.

 

A população vai encontrar diversos produtos como bolsas, acessórios, produtos em MDF, objetos de decoração, bonecas, artigos de mesa, enxoval para bebês, entre outros produtos. Será uma opção para adquirir um produto para presentear um amigo, familiar ou dar um mimo para si mesmo.

 

A feira ocorrerá nas duas primeiras semanas de cada mês, às sextas-feiras e aos sábados. Os empreendimentos que participam da feira fazem parte do Programa Municipal de Economia Solidária, gerenciado pela Secretaria de Assistência Social. Desde fevereiro deste ano, a Cáritas Londrina assinou um termo de parceria com a Prefeitura para desenvolver o Projeto de Inclusão Produtiva.

 

O projeto trabalha com a assessoria técnica, de gestão, financeira e de produção dos empreendimentos e com ações de sensibilização para atrair novas pessoas. Atualmente, são 43 empreendimentos divididos em seis ramos de atividade: agricultura, alimentação, artesanato, costura, prestação de serviço (estética e beleza) e coleta seletiva.

 

Além da feira, os produtos da Economia Solidária também podem ser adquiridos no Centro Público, localizado na Avenida Rio de Janeiro, 1.278, e na Casa de Economia Solidária – Café e Arte, localizada na Praça 7 de Setembro, no Centro. Os dois espaços funcionam de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h.

SERVIÇO

Feira no Calçadão de Londrina

1ª e 2ª sextas-feiras do mês

Horário: das 9 às 17h

1º e 2º sábados do mês

Horário: 9 às 16h

 

Cáritas Arquidiocesana

Fotos: Divulgação

A articulação da 6ª Semana Social Brasileira (SSB) da região Norte do Paraná convidam as dioceses, paróquias, pastorais, coletivos, movimentos populares sociais, para participarem do 2º Seminário da SSB: Os Desafios no Mundo do Trabalho no Norte do Paraná.

 

O objetivo é discutir a realidade de mudanças no mundo do trabalho e os impactos na vida dos trabalhadores: perdas de direitos, desemprego, uberização, informalidade, precarização e possíveis alternativas.

 

Serviço:

2º Seminário da SSB: Os Desafios no Mundo do Trabalho no Norte do Paraná
18 de setembro de 2021
Das 14h às 16h
Inscreva-se pelo link: https://forms.gle/e2vKZAZ9G84DST397 (até dia 17/09/21)

O link de acesso será enviado após a inscrição.

 

Artes de divulgação:

 

Programação completa:

8/9 – Catedral Metropolitana de Londrina – Missa Solene: 12h

10/9 – Igreja Nossa Senhora do Silêncio, Decanato Leste

13/9 – Paróquia São Luiz Gonzaga, Decanato Leste

16/9 – Santuário Nossa Senhora Aparecida de Londrina, Decanato Leste

19/9 – Paróquia Sant’Ana, Decanato Centro

22/9 – Paróquia São João Paulo II, Decanato Norte

25/9 – Paróquia Santa Mônica, Decanato Norte

28/9 – Paróquia São Lourenço, Decanato Sul

1/10 – Paróquia Nossa Senhora das Graças, Centenário do Sul/PR

4/10 – Paróquia São José, Distrito de Irerê

7/10 – Paróquia Santo Antônio, Cambé/PR

10/10 – Paróquia São Martinho, Distrito de São Martinho, Rolândia/PR

13/10 – Paróquia São Pedro Apóstolo e Nossa Senhora de Fátima, Rolândia/PR

16/10 – Paróquia Santa Margarida de Cortona, Bela Vista do Paraíso/PR

19/10 – Paróquia Santa Terezinha, Sertanópolis/PR

22/10 – Paróquia Nossa Senhora das Graças, Ibiporã/PR

25/10 – Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Porecatu/PR

28/10 – Paróquia São Rafael, Ibiporã/PR

31/10 – Paróquia nossa Senhora do Rocio, Decanato Leste

8/11 – Santuário Estadual Nossa Senhora do Rocio, Paranaguá/PR

Padroeira vai peregrinar por paróquias da arquidiocese a partir da quarta-feira, dia 8/9

 

Ao longo de dois meses, a padroeira do Paraná Nossa Senhora do Rocio estará em terras londrinenses, visitando comunidades e cidades que compõem a Arquidiocese de Londrina. A programação é uma preparação para a festa estadual de Nossa Senhora do Rocio, comemorada do dia 1º ao dia 16 de novembro, em Paranaguá.

 

Esta é a primeira vez que a peregrinação acontece, explica o reitor do Santuário Estadual do Rocio, padre Dirson Gonçalves. “Nós decidimos fazer este ano uma experiência nova, que é levar a imagem para as dioceses do interior do Estado, uma vez que a santa é padroeira do Paraná”, explica.

 

A primeira parada da padroeira em Londrina é a Catedral Metropolitana de Londrina, a Igreja Mãe da arquidiocese. Uma missa solene presidida pelo arcebispo dom Geremias Steinmetz, ao meio dia, vai recepcionar a padroeira. No dia 10 de setembro, a imagem segue para a Igreja Nossa Senhora do Silêncio, no Decanato Leste.

No ano passado, dom Geremias celebrou o quarto dia da novena em honra a Nossa Senhora do Rocio, no Santuário Estadual em Paranaguá / Foto: Pascom Diocese de Paranaguá

A imagem ficará de dois a três dias em cada paróquia (confira a programação completa abaixo) e encerra a peregrinação na Paróquia Nossa Senhora do Rocio, Decanato Leste, no dia 31 de outubro. Retorna para Paranaguá no dia 8 de novembro, quando o arcebispo dom Geremias preside a Santa Missa em preparação para a festa da padroeira, celebrada no dia 15 de novembro, explica o padre Heriberto Mossato, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rocio e coordenador da peregrinação na arquidiocese. A ideia é percorrer a maioria dos decanatos, em paróquias onde as pessoas possam viver essa experiência de fé.

 

Cada paróquia está responsável pela programação nos dias em que a padroeira estiver ali. “É a visita da mãe, e a visita da mãe sempre traz benefícios, não só para a comunidade que a recebe, mas esses benefícios também se estendem para comunidades vizinhas e para a cidade inteira”, destaca padre Heriberto.

 

Segundo ele, a mensagem de Nossa Senhora do Rocio para a Arquidiocese de Londrina, e também para todo Paraná, é a mensagem da esperança, a mensagem da presença. “Nós vivemos um momento tão difícil em que as pessoas não podiam estar presentes do jeito que nós estávamos acostumados, o calor do abraço, a proximidade do olhar, e Nossa Senhora vem justamente para nos dar essa mensagem, de não perder essa esperança, de confiar sempre, de fazer tudo que Deus mandar. Aquela presença amiga, a presença de mãe, que reanima a comunidade, traz o consolo diante de tantas perdas.”

 

Desfrutar a visita de Nossa Senhora do Rocio

Padre Heriberto fala que a melhor forma de aproveitar a presença da padroeira do Paraná na arquidiocese é estar com ela, rezar, pedir a sua intercessão, e confiar mais no Senhor. “A graça de Deus vem como esse orvalho, porque ‘rocio’ significa orvalho, muita gente não sabe. Mas a graça de Deus vem como esse orvalho, não fazendo barulhos e causando confusão, mas na sua simplicidade, na sua humildade, é esse orvalho leve que cai sobre a terra, que cai sobre os nossos ombros animando a nossa vida. Eu acredito que recebendo a visita da mãe e obedecendo as ordens do Filho, muita coisa pode de restabelecer na nossa vida.”

 

Padroeira do Paraná

O reitor do santuário estadual destaca que é preciso relembrar em todos os cantos do estado que Nossa Senhora do Rocio é padroeira do Paraná. “Nossa Senhora do Rocio foi declarada padroeira em 1977, pelo Papa Paulo VI. Isso aconteceu há muitos anos, mas, com o passar do tempo, essa compreensão ficou esquecida. Por isso queremos recuperar esse tempo perdido e levar essa informação ao máximo possível de católicos”, informa.

 

O padre também destaca a iniciativa de levar que o Santuário do Rocio está acostumado a receber peregrinações de romeiros e devotos católicos de todo Paraná, mas a imagem de Nossa Senhora do Rocio não costuma sair de seu santuário. “Por isso, precisamos fazer o trabalho inverso – aguardar que eles venham até nós, mas, também, irmos ao encontro deles em sua região”, finaliza.

 

Serviço:
Peregrinação de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná, a Londrina –
de 8 de setembro a 8 de novembro

Programação de abertura:
8/9 – Santa Missa na Catedral Metropolitana de Londrina – 12h

 

Programação completa:

8/9 – Catedral Metropolitana de Londrina – Missa Solene: 12h

10/9 – Igreja Nossa Senhora do Silêncio, Decanato Leste

13/9 – Paróquia São Luiz Gonzaga, Decanato Leste

16/9 – Santuário Nossa Senhora Aparecida de Londrina, Decanato Leste

19/9 – Paróquia Sant’Ana, Decanato Centro

22/9 – Paróquia São João Paulo II, Decanato Norte

25/9 – Paróquia Santa Mônica, Decanato Norte

28/9 – Paróquia São Lourenço, Decanato Sul

1/10 – Paróquia Nossa Senhora das Graças, Centenário do Sul/PR

4/10 – Paróquia São José, Distrito de Irerê

7/10 – Paróquia Santo Antônio, Cambé/PR

10/10 – Paróquia São Martinho, Distrito de São Martinho, Rolândia/PR

13/10 – Paróquia São Pedro Apóstolo e Nossa Senhora de Fátima, Rolândia/PR

16/10 – Paróquia Santa Margarida de Cortona, Bela Vista do Paraíso/PR

19/10 – Paróquia Santa Terezinha, Sertanópolis/PR

22/10 – Paróquia Nossa Senhora das Graças, Ibiporã/PR

25/10 – Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Porecatu/PR

28/10 – Paróquia São Rafael, Ibiporã/PR

31/10 – Paróquia nossa Senhora do Rocio, Decanato Leste

8/11 – Santuário Estadual Nossa Senhora do Rocio, Paranaguá/PR

 

 

 

 

Dom Geremias durante peregrinação da imagem de Nossa Senhora do Rocio a Curitiba, em maio do ano passado / Foto: Tiago Queiroz

 

Juliana Mastelini Moyses
Pascom Arquidiocesana

Foto de Destaque: Divulgação

“Ali está ele, eternamente, um sacerdote, a verdadeira figura do Filho de Deus” (Hb 7,3).

Na primeira live do mês vocacional recebemos alguns padres da Arquidiocese de Londrina para partilharem o seu testemunho de Vocação Sacerdotal.

Mediação:
Pe. Paulo Alencar – Pároco da Paróquia São João Batista, Bela Vista do Paraíso

Participação:
Pe. Paulo Rorato – Reitor do Seminário Teológico São Paulo VI
Pe. Sebastião Benedito de Souza – Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Luz, Decanato Oeste
Pe. Valdomiro Rodrigues – orientador espiritual dos Seminários
Pedro Antônio de França Junior – Seminarista da Diocese de Paranavaí