No dia 30 de abril, reuniram-se no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor, a equipe de formadores da catequese da Arquidiocese de Londrina, dando continuidade ao segundo encontro de formação de aprofundamento sobre a Iniciação à Vida Cristã.

O assessor dom Geremias Steinmetz levou os participantes a refletirem sobre o Querigma, cuja terminologia significa o primeiro anúncio das verdades da fé, tendo como ponto central na evangelização a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. É o primeiro anúncio no sentido qualitativo, porque é o anúncio principal, aquele que sempre se tem que voltar a ouvir de uma forma e outra, durante a catequese em todas as suas etapas e momentos… (EG nº 164).

Dom Geremias explicou de uma forma bem clara que todos os que desejam seguir Jesus precisam passar pelo primeiro anúncio do Evangelho, pelo despertar do amor a Jesus, levando o evangelizado a perceber que o sentido mais profundo da nossa vida está no encontro pessoal com Jesus e no seu seguimento como discípulos missionários.

Os catequistas tiveram a oportunidade de trabalhar alguns textos bíblicos que dão destaques a uma catequese querigmática, nos quais entenderam que a Palavra transforma a vida daquele que se deixa envolver pelo querigma.

Aparecida Peixoto da Silva
Catequese

Fotos: Guto Honjo

A Catequese de Iniciação à Vida Cristã de inspiração catecumenal na Arquidiocese de Londrina está caminhando e tornando-se uma realidade muito bonita e inspiradora nas paróquias e comunidades que assumiram com empenho o novo itinerário: No caminho com Jesus.

Após dois anos de pandemia, todo o material da Catequese de Iniciação à Vida Cristã foi organizado, confeccionado e estudado em todos os decanatos de nossa arquidiocese, muitas formações ocorreram para entender esse método, catequistas, sob a inspiração divina, assumiram esse grande desafio de “mudar” e as turmas de crianças e adolescentes iniciadas em agosto de 2019 passaram a trilhar esse caminho de formação cristã plena, tendo a Palavra de Deus como principal material de estudo. Os grupos de catequese que iniciaram em 2019 com o novo itinerário proposto pela arquidiocese já estão, nesta Quaresma, vivendo o terceiro tempo, chamado de Purificação e Iluminação.

O tempo de Iluminação e Purificação vivido nesta Quaresma é como um grande retiro de preparação para a recepção dos Sacramentos de Iniciação Cristã no próximo Tempo Pascal para as paróquias e comunidades que estão seguindo este itinerário junto com os jovens e adolescentes e suas famílias. São bonitas e significativas as experiências, pois em cada domingo da Quaresma é realizado um rito dentro das celebrações comunitárias. Aconteceu o Rito da Eleição, os três escrutínios com as bênçãos especiais de renúncia a todo tipo de mal e de tentações, onde toda a comunidade reunida reza pelos catequizandos que receberão os Sacramentos, para que sejam perseverantes na fé e no testemunho cristão. E toda a comunidade cristã se enriquece e cresce neste processo de preparação para a Páscoa do Senhor e renova seus compromissos cristãos.

É muito gratificante ver como cada paróquia e comunidade assumiu esse novo itinerário e o mais bonito é observar como cada comunidade prepara e organiza esse tempo de purificação e iluminação com seus ritos e celebrações conforme a sua própria realidade. Uma atenção especial é dada à ambientação, preparação dos elementos necessários, o trabalho incansável dos catequistas, o envolvimento ativo dos catequizandos, famílias, padrinhos, dos diferentes serviços e ministérios litúrgicos e de toda a comunidade que participa ativamente da vida comunitária. É toda a comunidade cristã que se enriquece e cresce.

O que parecia ser algo tão difícil, tão complicado, está se tornando uma realidade perceptível nos registros e vivenciados comunitariamente. Desejamos que isso aos poucos possa ser vivenciado em todas as paróquias e comunidades da nossa arquidiocese, pois somos discípulos missionários de Jesus e mesmo que a fadiga nos alcance, precisamos seguir firmes no chamado realizado por Ele em nosso batismo, pois “Aquele que nos chamou é fiel!”

Veja abaixo fotos das experiências paroquiais com a IVC.

Coordenação Arquidiocesana da Animação Bíblico Catequética

A Escola de Formadores da Arquidiocese de Londrina realizou no dia 19 de março, seu primeiro encontro de formação, sobre o tema: um resgate histórico do Catecumenato – sua origem e como se desenvolveu ao longo dos séculos. Estiveram presentes 50 pessoas vindas de 10 decanatos da arquidiocese. O encontro contou com momentos de estudo, partilha em grupos e celebração com o rito da eleição.

A escola de formadores tem o objetivo de capacitar mais e melhor um grupo de pessoas que possa compreender o caminho de Iniciação à Vida Cristã, com a nova linguagem e metodologia conforme o projeto catequético da arquidiocese.

O catecumenato foi uma das iniciativas e instituições da Iniciação à Vida Cristã mais bem-sucedidas da história da Igreja, explica a irmã Angela Soldera, coordenadora arquidiocesana da Animação Bíblico-catequética. “Iniciada nos primeiros séculos do cristianismo e resgatada nas últimas décadas para responder, com as devidas adaptações, aos atuais desafios da transmissão da fé, o catecumenato é hoje a grande descoberta da Igreja, torna-se referência para as mais diversas formas de iniciar a fé”, destaca. 

Testemunho – Anúncio – Conversão – Fé – Batismo, estes foram os passos que desencadearam o processo de “Iniciação à Vida Cristã na Igreja Antiga”. A catequese (o “ecoar” do primeiro anúncio) era dada por um grupo de ministros, chamados “doutores” nas comunidades paulinas.

A vida das comunidades cristãs primitivas firmava-se sobre quatro pilares: o anúncio e a doutrina dos Apóstolos; a fração do pão (ceia do Senhor/ Eucaristia); a oração e a comunhão de almas e corações; que levava à partilha dos bens, ao cuidado dos pobres e dos necessitados.

 “Vejam como eles se amam!”, admiravam-se as pessoas ao olhar os primeiros cristãos (cf. Atos 2, 42-46; 4, 32-35). Anúncio e vida estavam intimamente ligados. Catequese e inserção progressiva na vida da comunidade eram inseparáveis.

O grupo de formação terá sequência nos próximos meses seguindo os passos da Catequese de Iniciação à Vida Cristã com inspiração catecumenal: o Kerígma, primeiro anúncio; o catecumenato; o Tempo de Purificação e Iluminação; e a Mistagogia.

Pascom Arquidiocesana

Foto: Divulgação

Considerando o decreto 10.530/2022 do Governo do Estado do Paraná, publicado no último dia 16 de março, comunicamos que as crianças menores de 12 anos estão dispensadas da obrigatoriedade da utilização de máscaras nos encontros de catequese e nas celebrações litúrgicas da comunidade.

Londrina, 18 de março de 2022

Dom Geremias Steinmetz
Arcebispo Metropolitano

A Animação Bíblico-Catequética da arquidiocese promove o primeiro encontro de atualização e revitalização para formadores da catequese, com o tema: Resgate Histórico do Catecumenato, no dia 19/3, das 8h às 16h30 no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor.

O encontro é voltado para catequistas que querem aprofundar o processo de Iniciação à Vida Cristã com a finalidade de ajudar na caminhada das escolas catequéticas. Serão cinco encontros, no total, um a cada mês.

As inscrições devem ser feitas com as decanas. O valor de R$60, para custear alimentação, pode ser pago no dia do encontro.

Como bons administradores da multiforme graça de Deus, cada um coloque à disposição dos outros o dom que recebeu” (1Pd 4,10).

 

Com o tema: a arte de coordenar, a Animação Bíblico-catequética da arquidiocese promoveu, no dia 19 de fevereiro, o Encontro de Formação da Catequese, que contou com a participação de cerca de 120 catequistas e coordenadores paroquiais. O encontro, no Centro de Pastoral Jesus Bom Pastor, abordou o Ministério da coordenação e animação do Caminho de Iniciação à Vida Cristã.

 

A assessoria esteve sob a responsabilidade do padre Rodrigo Favero, assessor da Catequese, a irmã Angela Soldera, SJBP, coordenadora arquidiocesana da Animação bíblico-catequética e com a colaboração da equipe de coordenação.

 

O tema desenvolvido destacou a importância deste ministério assumido na Igreja como uma vocação e não simplesmente como uma função qualquer, explica irmã Angela. Além de ser um mistério que deve ser entendido como um serviço à comunidade e ao povo de Deus e que tem sua origem no mandato que Jesus comunicou aos seus discípulos: Ide, pois, fazei discípulos meus todos os povos (cf. Mt 28,19).

 

Foram apresentadas também as características e as qualidades das pessoas que assumem este ministério, apontadas no Diretório Nacional de Catequese e no Diretório para a Catequese.

 

Ao longo do dia, em pequenos grupos, os participantes buscaram na Palavra de Deus passagens bíblicas que revelavam os fundamentos, qualidades, características de quem tem a responsabilidade de coordenar. Foi uma experiência muito rica, envolvente e participativa.

 

O encontro teve sua culminância na vivência orante, mistagógica do modelo de coordenador Jesus, com o gesto do lava-pés baseado em Jo13,1-15, cena que revela profundidade e delicadeza, mútuo dom e acolhimento, comunhão e pressentimento, destaca a irmã. “É um gesto profético, repleto de generosidade e de humildade. Jesus que deixa transbordar os segredos de seu coração. Ele revela o rosto de Deus, que é Amor. É o que todo aquele que assume responsabilidades na comunidade eclesial precisa, buscar, assumir e viver.”

 

A coordenadora destaca a grande adesão dos catequistas ao encontro. “Uma resposta excelente e o desejo de que possam acontecer outros encontros. Fica o agradecimento a cada um e cada uma que participou, que colaborou com os diferentes serviços para que o todo pudesse acontecer da melhor maneira. Deus seja louvado por tudo”, finaliza.

 

Pascom Arquidiocesana

Fotos: Guto Honjo e Wellinton Ferrugem

A Animação Bíblico-catequética da arquidiocese convida os coordenadores paroquiais da catequese para participarem do encontro de formação no dia 19 de fevereiro.

Com o objetivo de reanimar a caminhada, fortalecer o ministério da coordenação, buscar esclarecer, dar segurança e unidade no Itinerário catequético da nossa Arquidiocese de Londrina, a formação inicia os trabalhos deste ano de 2022.

Venha participar conosco!

 

 

 

Neste ano, a Paróquia Nossa Senhora Rainha do Universo, no Decanato Centro, por meio da Catequese, trouxe uma proposta diferente para a comunidade no Tempo do Advento: a Árvore de Natal da Solidariedade. 

 

Em cada bola que enfeita a árvore, os paroquianos vão encontrar uma sugestão de alimento não-perecível, brinquedos e fraldas para serem doados para as famílias mais carentes da comunidade e, quando todas as famílias forem contempladas, a distribuição será feita para outras comunidades carentes. Durante todo o Advento, os paroquianos poderão retirar as bolas para o seu gesto concreto deste tempo de reflexão.

 

Como forma de agradecimento também foi colocada uma caixinha perto da árvore para que as pessoas depositem seus pedidos de oração que serão ofertados como intenção na missa da noite de Natal.

 

Advento

Para os católicos, o Advento é um tempo muito especial de preparação para o Natal. Apesar da comunidade sempre praticar a caridade ajudando os mais necessitados, nesta época do ano os corações se enchem ainda mais de solidariedade e dos vínculos de amor, a partir do olhar, do cuidar e principalmente do agir.

 

É preciso fortalecer os laços de solidariedade, trabalhar o coração dos homens e se unir em prol dos irmãos menos favorecidos. Que a caridade deixe de ser um pilar para promover a paz de consciência e passe a ser um agente transformador para sermos servos do nosso irmão.

 

Evandra Ranieri
Coordenadora da Catequese – Paróquia Nossa Senhora Rainha do Universo

Fotos: Divulgação

 

É essencial compreender bem a importância e o sentido da missa no contexto da Iniciação à Vida Cristã na vida dos catequistas, catequizandos e seus pais. A formação de hoje com a Ir. Penha Carpanedo, PDDM uma oportunidade de aprofundar o mistério da nossa fé da Páscoa de Jesus que celebramos na Eucaristia.