Paróquias

PARÓQUIA SÃO VICENTE DE PAULO (Pq. Guanabara)

Decanato Centro - Londrina/PR

Vigários

Pe. Edivan Pedro dos Santos
Pe. Aristides Deretti

Contatos

(43) 3339-0252
www.saovicentedepaulolondrina.com.br
[email protected]

Endereço

Av. Madre Leônia Milito, 545 – 86050-270 – Londrina/Paraná

Horários

Horário Missas:
Segunda à sexta-feira: 08h00 às 11h30 e das 13h30 às 22h00
Sábado: 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 22h00
Domingo: 07h00 às 12h00 e das 16h00 às 22h00

Horário de Atendimento Secretaria:
De segunda à sexta: 08h00 às 11h30 e das 13h30 às 18h00
Sábado: 8h00 às 12h00

Horário de Atendimento Padre:
Quarta-feira: 14h30 às 17h30
Sexta-feira: 15h00 às 18h00 (Confissões)

Horários de celebração do Matrimônio:

Sexta às 20h00
Sábado às 11h00, 17h00 e 20h45

Capelas

Capela Mãe da Divina Providência

Endereço:
Rua José Nogueira Franco, 435 Jardim Alcântara.

Missas:
Sábado às 18h00
Domingo às 17h00


Data para casamentos:
Entrar em contato com a secretaria da Paróquia (43) 3339-0252

História

A Paróquia São Vicente de Paulo originou-se na localidade denominada Vila Vicentina, onde não havia apela, nem Igreja. Havia no local uma pequena casa, cujos proprietários, os Vicentinos (Sociedade São Vicente de Paulo) que davam assistência aos irmãos necessitados. Ao ser feita a doação do terreno para a construção da Igreja, os Vicentinos pedem que seja dado o nome de Igreja São Vicente de Paulo, que está relacionado e estar nas dependências do Asilo São Vicente de Paulo. Em 1957, as Irmãs Missionárias de Santo Antônio Maria Claret (Claretianas) constroem a primeira casinha, onde, juntamente com Dom Geraldo Fernandes fundaram a Congregação das Irmãs Claretianas.As primeiras irmãs: Madre Leônia Milito, Madre Eucarística La Corte e Irmã Ana Suprino, entre outras, foram as primeiras catequistas. A comunidade frequentava a Capela do Instituto Coração de Maria. Em 1978, foram criadas as Missões Redentoristas, que deram novo impulso e novo despertar entre os moradores do lugar; o povo começa a despertar e se organizar para a vida em comunidade.

 

Em 1979 começa a história da Catequese na Paróquia, sob a coordenação das Irmãs Claretianas. A comunidade começa a organizar-se em prol da futura Igreja e cria uma Diretoria, estabelecem os primeiros Ministros da Eucaristia, e surgem outros agentes e lideranças. Dom Geraldo Fernandes sempre teve um apreço especial à Sociedade São Vicente de Paulo, e juntamente com um grupo de 20 pessoas, decidiram se organizar para a construção do Salão Paroquial, que serviria como Capela para Celebrações, local também para a realização da catequese, reuniões, cursos e ensaios dos primeiros grupos e pastorais já existentes, na época, quem prestava atendimento eram os Padres Claretianos da Paróquia Coração de Maria. Eram os Padres: Pe. Valentim; Pe. Roberto Gonze o Pe. Juliano.


Em 1991 a Capela se torna Paróquia. Sob a direção do então Bispo Dom Geraldo Magela, que sempre acompanhou a caminhada, acontece o desmembramento da Capela da Paróquia Coração de Maria, passando a ser denominada a partir desta data “Paróquia São Vicente de Paulo”. É nomeado o primeiro administrador paroquial o Revmo. Padre Pedro Luis Galiane, vindo da Diocese de São Paulo, que em 19/06/1992 é nomeado o primeiro Pároco, e sob seus cuidados é lançado o primeiro Jornal Informativo da Paróquia “A Voz Vicentina”. Ao final de 1993, o Pe. Pedro Luis Galiani despede-se da Paróquia com saudações dos paroquianos e do novo vigário.


Em 15/01/1994, toma posse o novo Vigário e Pároco, Padre Ildo Borges Valadão. É realizado o primeiro Cêrco de Jericó, movimento forte de espiritualidade na comunidade. Em 05/01/2008 até 01/2014O padre Joel Ribeiro Medeiros assume o Cargo de Pároco da Paróquia São Vicente de Paulo. A partir de 02/2014 assume como pároco Padre José Rafael Solano Duran até o presente momento.


Hoje a Paróquia São Vicente de Paulo tem uma nova estrutura e o Centro de Pastoral, que presta serviço à comunidade, abrigando todos os grupos atuantes na Paróquia e disponibilizando espaço para palestras e reuniões programadas, Catequese, além do amplo salão/térreo - estacionamento, onde são realizadas as festas da comunidade.