Útimas Notícias

‘Em Maria concebida sem pecado Deus mostra sua ação na humanidade’

#Compartilhe

Dom Geremias presidiu a Santa Missa na Solenidade da Imaculada na Paróquia Imaculada Conceição, no Decanato Centro

 

A Igreja celebrou, no último dia 8 de dezembro, a festa da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, dia de preceito para os fiéis católicos. O arcebispo dom Geremias presidiu a Santa Missa da solenidade na Paróquia Imaculada Conceição, Decanato Centro, concelebrada pelos padres Wanderley dos Santos, pároco, Emanuel de Paula, pároco da Paróquia Pessoal Nipo-brasileira, e pelo monsenhor Bernard Gafá. A festa da padroeira também abriu as comemorações do ano jubilar da paróquia, que completa 60 anos em dezembro do ano que vem.

 

A denominação de Maria como Imaculada significa que Nossa Senhora foi concebida sem pecado, ou seja, preservada do pecado original e de todas as consequências do pecado. Este dogma foi proclamado pelo Papa Pio XI no dia 8 de dezembro de 1954. “É claro que Maria foi fortemente atingida e foi objeto de uma verdadeira predileção divina, também confirmada na graça”, explicou dom Geremias na homilia. “Ela que é preservada de cometer erros, ela que é abençoada em tudo o que faz.”

 

Refletindo sobre a liturgia da solenidade da Imaculada, o arcebispo destacou a primeira leitura, do livro do Gênesis (Gn 3, 9-15.20), que descreve a cena entre Deus, Adão e Eva, depois destes comerem o fruto que Deus lhes havia proibido. “A serpente aparece e convence o homem a colocar à parte o projeto de Deus. [O que] faz com que o homem e a mulher caiam na armadilha e acabam com toda essa harmonia [entre humanidade, criação e Deus]”, explica.

 

Mas, nessa harmonia desfeita por causa da desobediência, aparece o sonho que Deus tem para a humanidade. E, nas expressões que o autor utiliza, tem-se a noção do significado de Maria. Referindo-se à serpente, Deus diz: “’porque fizeste isso tu comerás todos os dias o pó da terra, tentará morder o calcanhar da mulher’. Vejam, o calcanhar é, no mundo bíblico, o mais ínfimo dos órgãos do corpo humano. Uma mordidinha no calcanhar não seria absolutamente nada. Agora, o que a mulher vai fazer: ‘a mulher tentará esmagar a tua cabeça com os pés’. Então, dizem os exegetas, nesse termo, nesse texto exatamente a salvação que Deus quer promover [através de Maria] e mostra o mistério de Deus entrando na humanidade”, conclui a explicação dom Geremias.

 

Juliana Mastelini Moyses
Pascom Arquidiocesana

Fotos: Guto Honjo

 


Download App Arquidiocese de Londrina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *