Útimas Notícias

Imagem de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná, visita Curitiba no domingo

Esta é a quarta vez que a imagem sai do Santuário Estadual em Paranaguá em peregrinação a Curitiba desde que a devoção começou no século XVII. A benção com a imagem será oferecida a todos os fiéis diretamente da capital do Estado pedindo saúde nesse tempo de pandemia

 

No próximo domingo, dia 3 de maio, a imagem da padroeira do Paraná, Nossa Senhora do Rosário do Rocio, irá sair do Santuário Estadual, em Paranaguá, rumo à capital paranaense, Curitiba, para um dia de orações e bênçãos em favor de todo o estado. O arcebispo de Londrina e presidente do Regional Sul 2 da CNBB, dom Geremias Steinmetz, presidirá a Santa Missa às 11h no Santuário Nossa Senhora de Guadalupe e Jesus das Santas Chagas. A missa será transmitida ao vivo pelo Facebook da Arquidiocese de Londrina (https://www.facebook.com/arqlondrina/).

 

A motivação para o evento partiu dos Missionários Redentoristas, responsáveis pelo Santuário, que recordaram um dos milagres históricos atribuídos a Nossa Senhora do Rocio. Em 1686, os habitantes de Paranaguá, principalmente os que viviam às margens de sua baía, foram assolados por uma peste. Foi um tempo difícil, quando muitas pessoas morreram. Os moradores da região recorreram a Nossa Senhora do Rocio e a peste milagrosamente cessou.

 

Esta é a quarta vez que a imagem de Nossa Senhora do Rocio sairá do Santuário em peregrinação à capital do estado. A primeira peregrinação foi em 1939. Depois, em 1948 a imagem oficial foi levada para o Congresso Mariano em Curitiba. Cinco anos depois, em 1953, pela última vez, a imagem oficial saiu do Santuário para Curitiba, conduzida por Dom Bernardo José Nolker, primeiro bispo de Paranaguá, durante a realização do Congresso Eucarístico Nacional. A imagem oficial só sai do santuário, uma vez por ano, para a procissão da festa, em novembro.

 

A peregrinação será conduzida pelo bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, o arcebispo e os bispos auxiliares de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, Dom Amilton Manoel da Silva e Dom Francisco Cota, pelo arcebispo de Londrina e Presidente da CNBB Sul 2, Dom Geremias Steinmetz, pelo reitor do Santuário de Nossa Senhora do Rocio, Padre Dirson Gonçalves, pelo reitor do Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe e Jesus das Santas Chagas, Padre Reginaldo Manzotti e pelo secretário executivo da CNBB Sul 2, Padre Valdecir Badzinski. 

 

A imagem de Nossa Senhora do Rocio irá percorrer as ruas de Curitiba com o carro de bombeiros, passando por hospitais, pela Catedral e o Centro Cívico.

 

 

Programação:

8h30: Celebração Mariana no Santuário de Nossa Senhora do Rosário do Rocio, conduzida por Dom Edmar e Pe. Dirson;

 

9h00: Saída da Imagem do Santuário em Paranaguá para Curitiba – Dom Edmar e Pe. Dirson;

 

10h40: Chegada da Imagem ao Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe e Jesus das Santas Chagas, em Curitiba;

 

11h00: Santa Missa, presidida por Dom Geremias, ladeado por Dom Edmar, Dom Peruzzo, Dom Francisco, Dom Amilton, Pe. Reginaldo, Pe. Dirson e Pe. Valdecir. Transmitida ao vivo pelo facebook da Arquidiocese de Londrina (https://www.facebook.com/arqlondrina/);

 

12h15: Vigília Mariana e terço com Pe. Reginaldo, os bispos e equipe de músicos do Santuário;

 

13h30: Olhar de Nossa Senhora sobre o estado do Paraná, a partir da capital: a imagem irá percorrer, com o carro de bombeiros, as ruas de Curitiba, passando por hospitais, pela Catedral e o Centro Cívico. O passeio será acompanhado de uma carreata. Tanto os que estiverem no carro de bombeiro, quanto os fiéis que acompanharem a carreata deverão usar máscaras. A Polícia Militar acompanhará a carreata;

 

15h00: Retorno da Imagem para Paranaguá – Dom Edmar e Pe. Dirson.

 

Durante o evento, serão tomadas todas as medidas de prevenção quanto ao novo Coronavírus, recomendadas pelas autoridades sanitárias. 

 

Rogamos as bênçãos de Nossa Senhora do Rosário do Rocio, padroeira do Paraná, para todo o estado, pedindo o fim da pandemia, e também a todos que tem trabalhado incansavelmente neste período, na saúde, na comunicação e em outros serviços de atendimento essencial à população.

 

CNBB Sul 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *