Pastorais e Movimentos

Vida em abundância para as crianças

Voluntários na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, no Decanato Leste (Foto arquivo)

Pastoral da Criança atua no acompanhamento de mães e pequenos até seis anos atenta às mudanças de perfis

 

Jesus nos ensina que devemos ser como as crianças para adentrar ao Reino dos Céus (MT 18, 1-6). Exaltando a pureza que elas carregam no coração, Cristo ainda destaca, quando colocou uma criança diante de seus discípulos: “Quem recebe uma destas crianças em meu nome, está me recebendo” (MT 18,5). Com 36 anos de história, a Pastoral da Criança tem conseguindo viver, na prática, este ensinamento, beneficiando milhares de meninos e meninas, além de suas famílias.

 

A pastoral tem como prioridade o atendimento de crianças com faixa etária de zero a seis anos, incluindo a pesagem. Seu trabalho busca identificar e cadastrar gestantes, explicando sobre a necessidade do pré-natal e encaminhando ao serviço de saúde pública. Após o nascimento, conscientiza as mães sobre as vantagens da amamentação. Também orienta sobre a importância de uma alimentação saudável, defendendo a prática de cultivar hortas caseiras plantando legumes, verduras e hortaliças, além de frutas, de acordo com o clima de cada região.

 

Segundo a coordenadora da pastoral na Arquidiocese de Londrina, Sonia Aparecida Pain, o perfil das crianças atendidas pelo órgão mudou ao longo destes anos, o que faz com que a atuação também vá se modificando. “No início nós atendíamos crianças desnutridas e com baixo peso. Com o passar do tempo o perfil mudou. Hoje nossa preocupação maior é combater a obesidade. Graças a Deus temos parcerias com nutricionistas voluntárias para nos ajudar no preparo de alimentos buscando reduzir o alto índice de sobrepeso das nossas crianças”, valorizou.

 

Crianças são pesadas e acompanhadas pelas agentes da pastoral (Foto arquivo)

Na Arquidiocese de Londrina, a Pastoral da Criança, que tem sua origem vinculada à Igreja local, está presente na maioria das paróquias e comunidades. “As líderes da pastoral são voluntárias que abraçam a missão com muita dedicação e amor ao próximo”, ressalta. “A missão da Pastoral da Criança é, essencialmente, levar vida e em abundância aos pequeninos e suas famílias. No exercício da missão nós procuramos ensinar os valores espirituais, morais e de cidadania”, acrescenta.

 

A Pastoral da Criança é um organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Foi fundada em 1983, em Florestópolis, Decanato de Porecatu, pela médica sanitarista e pediatra Zilda Arns Neumann e pelo então arcebispo de Londrina, hoje cardeal, arcebispo emérito de São Salvador na Bahia, dom Geraldo Majella Agnelo. A pastoral se faz presente em todos os estados brasileiros e em dez países da África, Ásia, América Latina e Caribe. Zilda Arns morreu em 2010 vítima de um terremoto, no Haiti.

 

RELATOS

Sonia Pain conta que muitas histórias são ouvidas nas visitas às famílias, o que acaba sendo combustível para continuarem a missão, pois, emocionam. “Temos um caso de uma adolescente que quando criança foi assistida pela pastoral e hoje é uma líder mirim, auxiliando no dia da ‘Celebração da Vida’, tanto para servir o lanche, como na condição de ‘brincador’ durante as brincadeiras com a criançada. Temos vários relatos de crianças que na infância tiveram doenças graves e com o apoio da pastoral, oferecendo xaropes, multimistura e remédios caseiros, se tornaram pessoas fortes e com muita saúde”, elenca.
A ‘Celebração da Vida’ ocorre uma vez por mês, quando as famílias se reúnem para celebrar as gestantes e crianças que estão bem e para ajuda mútua nas dificuldades.

 

VOLUNTÁRIOS

Com 400 líderes atuantes na Arquidiocese de Londrina, a coordenadora convida outras pessoas a integrarem o grupo como voluntários, colocando em prática a mensagem de Cristo, valorizando aqueles que um dia serão o futuro de nossa Igreja e sociedade.

 

“A Pastoral da Criança tem uma constante necessidade de ampliar o número de líderes e pessoas no apoio para atender as crianças de nossas comunidades. Desta forma, deixamos um convite muito especial para quem quer ser líder ou apoio e fazer parte dessa bela e grandiosa missão que é a Pastoral da Criança.”

 

Para se tornar voluntário deve-se procurar um representante da Pastoral da Criança na comunidade, falar com o pároco ou ligar para a Coordenação Arquidiocesana pelo telefone (43) 3371-3141.

Pedro Marconi
PASCOM Arquidiocesana
Matéria publicada na edição de outubro do Jornal da Comunidade – JC – da Arquidiocese de Londrina

 

 

Celebração da Vida na Capela Guadalupe, no São Jorge (Foto arquivo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *