Destaque Formação / Seminários Pastorais e Movimentos Útimas Notícias

Agosto: Mês Vocacional

A Igreja no Brasil celebra o mês de agosto como sendo o mês vocacional. Todos os anos iniciativas vocacionais acontecem em todas as nossas celebrações promovendo um verdadeiro espírito vocacional em nossas comunidades. Cada semana é dedicada a uma vocação especial, afinal, a Igreja vive de vocações, por isso, cada um é chamado a assumir o seu batismo para se tornar sal da terra e luz do mundo (cf. Mt 5,13-16).

 

Trazendo uma breve retrospectiva, o mês vocacional teve sua origem somente após o Concílio Vaticano II, com o objetivo de despertar a consciência das comunidades para a corresponsabilidade vocacional, num período de crise das vocações de especial consagração. Dom Aloísio Lorscheider, então bispo de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, instituiu uma comissão para criar um diretório vocacional para a diocese. A partir disso, em 1970 surgia a primeira experiência do mês vocacional no Brasil. Esta iniciativa deu certo e, em 1981, a Assembleia Geral da CNBB instituiu o mês de agosto como mês vocacional para todo o território nacional colocando sempre um tema especial que nos ajuda a pensar o nosso chamado.

 

No primeiro domingo celebra-se os ministérios ordenados: a vocação episcopal, sacerdotal e diaconal. Nesta semana, no dia 04, lembramos a memória de São João Maria Vianney, padroeiro dos párocos, e no dia 10, a festa de São Lourenço mártir, padroeiro dos diáconos; santos que foram exemplos nos ministérios que exerciam e, por isso, modelos para a vida dos ordenados. No segundo domingo celebra-se a vocação para a vida em família tendo como principal motivação o dia dos pais e, já alguns anos, a bela experiência da Semana Nacional da Família. No terceiro domingo celebra-se a vocação para a vida consagrada masculina e feminina tendo a festa da Assunção de Maria, Mãe e Rainha de todas as vocações e modelo de pobreza, obediência e castidade, como motivação para viver bem esta semana. No quarto domingo celebra-se a vocação de todos os ministérios não-ordenados e serviços exercidos na comunidade, ou seja, a vocação cristã laical; de modo especial como representando esta linda vocação, celebramos o dia dos catequistas, responsáveis pela iniciação cristã de nossas crianças. No ano em que o mês de agosto tem o quinto domingo, celebra-se a vocação dos catequistas separadamente.

 

Vocação dos primeiros apóstolos por Domenico Ghirlandaio (Capela Sistina, 1482)

 

A temática do mês vocacional deste ano está em plena sintonia com o 4º Congresso Vocacional do Brasil a ser realizado entre os dias 05 a 08 de setembro deste ano, no Centro de Eventos do Santuário Nacional Nossa Senhora de Aparecida. A reflexão geral é “Vocação e Discernimento” e tem por intensão refletir sobre a necessidade da oração em prol das vocações, fazendo com que a cultura vocacional possa atingir todos os âmbitos de nossas comunidades. Cada um de nós é chamado a assumir a responsabilidade pelas vocações, pois, uma vez que tivemos um encontro concreto com Jesus Cristo, é preciso ir e anunciar o evangelho a todas as pessoas, fazendo ressoar sempre o convite de Jesus “Vem e Segue-me” (cf. Mt 19,21).

 

5ª Caminhada Luminosa das Famílias e Missa de Abertura da Semana da Família 2019 , Catedral de Londrina (Foto Guto Honjo)

Não podemos ficar esperando que as vocações surgem do nada, é preciso despertar! Por isso, necessitamos ir ao encontro dos jovens e não somente os que estão próximos, dentro de nossas Igrejas, mas também daqueles que estão distantes, acolhê-los como são e nunca desprezar seus limites, apoiá-los e ajudá-los até onde isto for possível, inclusive na ousada proposta de se entregar de modo total a Deus por meio das vocações de especial consagração. Sabemos que a paróquia é o lugar do cuidado vocacional por excelência, neste caso, ela, sendo uma comunidade de comunidades, deve ser o local onde nasce e se fortalece a consciência vocacional da Igreja. Assim, nos sentimos impelidos a convocar verdadeiros Animadores Vocacionais para entregar suas vidas no despertar de outras vocações, principalmente ao fazer o convite: “Você já pensou em ser padre? Já pensou em ser um consagrado ou uma consagrada? E por que não? Seguir a Jesus Cristão vale muito a pena!”.

 

Experiência Vocacional, agosto de 2019 (Foto Cleber Lima)

 

O mês vocacional foi instituído para dinamizar o trabalho pelas vocações. Aos poucos devemos implantar uma cultura vocacional, fazendo com que em todo processo evangelizador da Igreja possa existir a preocupação com um profundo compromisso dos cristãos, e assim repetir com Nossa Senhora: “Eis-me aqui Senhor, realiza em minha vida aquilo que for tua vontade!”

Renato Aparecido Ferraz Pelisson
Seminário Teológico Paulo VI

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *