Pastorais e Movimentos Útimas Notícias

Paróquia Cristo Bom Pastor reúne Conselho Econômico Paroquial para formação

O Conselho Econômico da Paróquia Cristo Bom Pastor, Decanato Ibiporã,  reuniu-se no dia 08 de julho para orientações práticas de organização administrativa e contábil. A reunião contou com a presença de Bruno Paz, administrador e Silvana Gava, do departamento contábil, ambos da Arquidiocese de Londrina, que apresentaram o diagnóstico organizacional enviado anteriormente e repassaram as orientações ao novo pároco Pe Celso Copetti e aos membros do Conselho Econômico Paroquial.

 

O Conselho Econômico Paroquial (CEP) é formado por cristãos católicos que colaboram com as atividades pastorais na administração da paróquia. O CEP tem os seguintes membros: presidente, que é o próprio pároco; coordenador, vice coordenador, secretário, tesoureiro paroquial, os tesoureiros das comunidades irmãs e um representante do Conselho Paroquial de Pastoral. O conselho tem por objetivos planejar, orientar, dinamizar e dar andamento a todas as necessidades da paróquia na parte administrativa e na execução de obras de interesse comunitário. Essa reunião acontece a cada troca de pároco ou quando solicitada pela comunidade paroquial.

 

Bruno Paz apresentou alguns conceitos da administração, importantes para que a Igreja e as comunidades se firmem no contexto atual, no qual os recursos são poucos e as necessidades e responsabilidades se intensificam, tornando necessário aos agentes do Conselho Econômico uma mudança de mentalidade e abertura para o novo, sem descuidar dos valores do Evangelho.

 

“Ser membro do Conselho Econômico é uma grande responsabilidade, quando vamos fazer algo, precisamos fazer bem, como nos ensina São Leonardo Murialdo: Fazer o Bem! Fazer Bem! Os bens da Igreja e o dinheiro que administramos é fruto do trabalho do povo e precisa ser valorizado”, afirmou Pe. Celso Copetti.

 

O primeiro passo de uma boa administração é a disposição para agir com responsabilidade, transparência e alegria. Não basta lamentar o que não foi feito, mas estar decidido em aceitar e implantar o que deve ser feito. O CEP zela pela instituição na obtenção de resultados consistentes, na transparência dos negócios e na garantia da correta aplicação dos recursos que, em última instância, pertencem à comunidade.

 

Silvana Gava orientou quanto ao correto preenchimento dos livros, a importância dos registros e da periodicidade das reuniões, de fazer valer as decisões dos conselhos e registrar corretamente as movimentações financeiras, de funcionários e serviços.

 

Durante a reunião muitas dúvidas foram esclarecidas, deixando claro a disposição dos presentes em levar adiante a proposta de ser Igreja, em todas as suas dimensões. O objetivo da Igreja como instrumento do Reino de Deus é a Evangelização e a Pastoral, que constituem a sua atividade fim, mas com que recursos e instrumentos ela vai realizá-la? A busca concreta por esta resposta é a atividade meio. Assim, se faz imprescindível o conhecimento, a organização metodológica e o enquadramento legal para criar uma cultura administrativa eclesial moderna, transparente e dinâmica, em unidade, na qual todos se sintam incluídos e corresponsáveis.

 

A reunião fortaleceu a compreensão de que a Arquidiocese de Londrina vive um tempo novo e o Conselho Econômico Paroquial precisa se empenhar em planejar, administrar e organizar os recursos e patrimônios com transparência e responsabilidade.

 

Que o Cristo Bom Pastor anime os membros do CEP a realizarem essa nobre missão e o Espírito Santo os dê sabedoria e discernimento na administração dos bens materiais em favor da Construção do Reino de Deus, objetivo maior dos cristãos.

Leoni Alves Garcia
PASCOM Paróquia Cristo Bom Pastor

 

 

Fontes: Reunião CEP, CNBB e arquivos web

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *