Formação / Seminários Setor Juvenil Útimas Notícias

Missão Universitária leva solidariedade aos moradores de Jesuítas

Entre os dias 1 e 6 de julho, acadêmicos de três campi da PUCPR participam de ações voluntárias que visam construir uma sociedade mais justa e fraterna

 

Neste ano, acontece a 11ª Edição da Missão Universitária Irmão Henri Vergés. Entre os dias 1 e 6 de julho, acadêmicos da Pontifícia Universidade Católica (PUCPR), Câmpus de Londrina, Maringá e Toledo estarão na cidade de Jesuítas (PR) para compartilharem experiências de fé, solidariedade, espiritualidade. Ao todo serão 45 estudantes que estarão em Jesuítas durante alguns dias do período de férias acadêmicas. Eles serão divididos em grupos e irão participar de diversas atividades junto às instituições sociais e educacionais do município.

 

“Para desenvolver este projeto partimos da convicção de que o jovem universitário possui grande dinamismo e vontade de construir um mundo diferente daquele no qual se insere”, destaca o analista de Pastoral da PUCPR de Toledo, Alcione José Feix. “Essa vontade de transformação revela um ímpeto de querer envolver-se em experiências humanitárias que o desafiem a superar cada vez mais as suas limitações culturais e históricas”, completa.

 

A Missão Universitária Irmão Henri Vergès propõe ser uma experiência propulsora de reflexão sobre a dignidade humana que visa a educação para a vida e para os valores sociais. Sua principal motivação está na possibilidade de desenvolvimento de ações com a aplicação dos conhecimentos acadêmicos. Os alunos passam por um processo de seleção e 15 são selecionados entre os candidatos. Em Maringá, o maior grupo é o dos alunos do curso de Direito e os participantes têm entre 17 e 21 anos.

 

Para Marcos Tonassi, analista de Pastoral da PUCPR em Londrina, a experiência é marcante porque coloca os jovens em contato com uma realidade desconhecida para eles. O destino é escolhido para que as comunidades mais necessitadas recebem apoio, por isso ao chegar eles realizam diferentes trabalhos como ações de conscientização, visitas às famílias e apoiam ações solidárias da própria comunidade. “O envolvimento com as atividades, com outras pessoas de diferentes idades e realidades sociais, ajuda a moldar o caráter com uma postura mais solidária, mais humana. Ao retornarem da missão muitos se tornam líderes em suas comunidades, nas atléticas, centros acadêmicos e multiplicam essa nova visão de mundo”, avalia.

 

Os alunos irão ministrar palestras em escolas municipais e estaduais, visitar algumas famílias, realizar atividades com as crianças na praça e com os idosos em parceria com o CRAS, entre outras iniciativas. O grupo ficará hospedado na Paróquia Santo Inácio de Loyola, base para as ações comunitárias da missão.

PUCPR

 

Fotos Gustavo Ciolli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *