Arcebispo Festas / Eventos Paróquias Útimas Notícias

Dom Geremias celebra Vigília de Natal: a salvação manifesta na fragilidade de um recém-nascido

O arcebispo dom Geremias Steinmetz celebrou junto à comunidade a Missa da Noite de Natal na Catedral de Londrina, no dia 24 de dezembro. Concelebraram o pároco, padre Rafael Solano, e o vigário, padre Dirceu Júnior dos Reis. “Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo o Senhor”, proclamou a resposta do Salmo.

Nesta Missa, o Glória, que não foi cantado durante todo Tempo do Advento, voltou a ser entoado ao som de sinos, louvando a Deus pelo maior presente que a humanidade recebe: o menino de Belém. “Ele se fez nosso irmão para nos tornar verdadeiramente filhos de Deus”, falou dom Geremias na homilia. “Há uma verdadeira troca de dons entre o céu e a terra. Assim como Ele vem a nós, traz consigo a divindade.”

As leituras da Missa apresentaram aos fiéis o fato da vinda de Jesus, explica o arcebispo. A primeira leitura, do profeta Isaías, fala da chegada de um menino que traz esperança para um povo que vivia na opressão. “Esse menino é um dom de Deus e, com Ele, Deus residirá no meio do seu povo.”

A segunda leitura, da Carta de São Paulo a Tito, lembra que acolher a salvação trazida por Jesus requer uma atitude. Explica dom Geremias: renunciar aos valores do mundo para assumir as propostas do menino Jesus.

O Evangelho, enfim, narra o acontecimento anunciado pelos profetas, como Isaías na primeira leitura, e ansiosamente aguardado pelo povo de Deus: o nascimento de Jesus. Em Belém, na simplicidade, Deus quer mostrar como Ele é. “O presépio apresenta-nos também a lógica de Deus. A salvação de Deus não se manifesta na força e no poder, mas na fragilidade, na ternura, na simplicidade, na dependência de uma criança recém-nascida.”

Quem não consegue compreender essa dependência que nós, pessoas humanas, temos de Deus ao olharmos para uma frágil criança recém-nascida, que em tudo ainda depende naturalmente da mãe, do pai, daqueles que estão ao seu redor? Foi assim que Deus quis vir a nós.”

 

Anúncio de Natal

Minutos antes de iniciar a Missa, foi proclamado o cântico chamado Kalenda de Natal, ou Anúncio Natalino, que traz uma recapitulação da história do povo de Israel a partir da Encarnação de Jesus. Esse texto é proposto pela Igreja para ser cantado na primeira Missa de Natal, ou seja, no 24 de dezembro à noite.

O canto encontra-se no Martilógio Romano e menciona os grandes acontecimentos da história do povo de Deus e sua relação com o nascimento de Jesus: criação, dilúvio, nascimento de Abraão, êxodo… O texto original é em latim, mas na Missa na Catedral foi entoado em português, como indica o Diretório Litúrgico da CNBB.

 

Juliana Mastelini Moyses
Pascom Arquidiocesana

<Mais fotos clique aqui>

Fotos: Daniel Kanki

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *