Paróquias Pastorais e Movimentos Útimas Notícias

Dedicação da igreja e consagração do altar da Paróquia Santo Antônio do Cafezal

A construção de uma nova igreja requer a celebração de um rito solene, no qual se implora a bênção de Deus para que o lugar edificado com pedras seja sinal visível para os fiéis de uma casa de adoração ao Senhor. Nesta intenção, dom Geremias Steinmetz, arcebispo da Arquidiocese de Londrina presidiu a celebração do rito da Dedicação da igreja e consagração do altar da Paróquia Santo Antônio do Conjunto Cafezal IV, na noite do dia 19 de agosto de 2018.


De acordo com o pároco, padre Luciano da Paixão, após uma revisão no “Livro de Tombo”, teve-se conhecimento de que a paróquia ainda não havia celebrado o rito, mesmo depois de 16 anos de existência. Ele explicou que essa foi uma oportunidade para também dedicar ao Senhor o novo altar que foi construído e receber a bênção pelas obras realizadas na matriz. 
“Revisamos o “Livro de Tombo” e percebemos que a igreja nunca havia sido dedicada. Por isso, achamos por bem dedicá-la, como um momento especial para a comunidade paroquial. O altar anterior já havia sido abençoado, mas era muito antigo. Fizemos um novo, mais bonito e moderno. Agora, é uma igreja consagrada para sempre”, explicou.


Na acolhida, dom Geremias lembrou o simbolismo da dedicação da igreja e consagração do altar com o povo de Deus, e por ser realizada uma única vez, torna-se uma festa paroquial, que deve ser celebrada todos os anos no dia 19 de agosto.


“O rito tem um simbolismo muito forte com a vida cristã. A aspersão de água benta, a unção do altar e das cruzes, o incenso, a vela, a ornamentação do altar, tudo faz lembrar que somos templos do Senhor, ungidos e iluminados para ser luz no mundo”, lembrou.

Em seguida, o arcebispo dom Geremias abençoou a água e os padres aspergiram na assembleia, como um sinal, como um clamor para que o local fosse purificado, bem como em todos os fiéis que participaram.
Durante a homilia, recordando as duas colunas da Igreja, que através do martírio regaram com sangue os inícios da Igreja na cidade de Roma, dom Geremias convidou os fiéis a serem, como Pedro, testemunha de Cristo, e como Paulo, a vencer as contrariedades da vida para anunciar até o fim e em todos os ambientes do mundo a mensagem do Evangelho.

 

RITO DE DEDICAÇÃO DO TEMPLO E CONSAGRAÇÃO DO ALTAR
Após a homilia, teve início o rito de dedicação e consagração. Primeiro, abençoou a mesa da Palavra (Ambão) e depois o altar foi ungido com os Santos Óleos pelas mãos do arcebispo dom Geremias. Depois, houve a dedicação da igreja, no qual os padres ungiram com o óleo e acenderam velas em todas as cruzes das estações da Via-Sacra, o que significa que o Templo é dedicado exclusivamente e para sempre ao culto cristão.
Em seguida, foi realizada a incensação do altar. A queima do incenso significa o sacrifício de Cristo e também é utilizada para expressar que o sacrifício da Igreja e as orações dos fiéis chegam a Deus. Logo após, ocorreu o revestimento do altar, que indica que aquele local é altar do sacrifício e, ao mesmo tempo, a mesa do Senhor, onde são celebradas a morte e ressurreição de Cristo. Após o rito, o arcebispo prosseguiu com a liturgia eucarística. O arcebispo dom Geremias abençoou o Sacrário vazio aberto e depois fechou e se acendeu a lâmpada ao lado do sacrário que significa é a lâmpada permanentemente que lembra uma verdade de fé fundamental: a presença de Jesus no Santíssimo Sacramento e também foi abençoado a Pia Batismal com a água benta.

Padre Luciano confirmou a alegria dos paroquianos ao celebrarem o rito e terem a oportunidade de experimentar essa etapa.
A celebração foi uma experiência muito bonita para toda comunidade paroquial. Foi maravilhoso ver como se coroou um trabalho de vários anos de toda a comunidade; e também teve a entrada dos jovens trazendo a Imagem de Nossa Senhora Aparecida para o arcebispo colocá-la em destaque ao lado do Altar.
Junto ao padre Luciano estavam presentes na celebração padres de outras paróquias, os diáconos e os fiéis.

Amauri Farias
Capela Nossa Senhora da Esperança

 

Fotos: Amauri Farias

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *