Você está aqui
Home > Artigos Clérigos > “A humildade é o espaço do amor”

“A humildade é o espaço do amor”

“A humildade é o espaço do amor”

Em 2004, logo no início do período dos estudos teológicos, fui surpreendido com uma magnífica conferência proferida por Dom Jaime Luiz Coelho, Arcebispo Emérito de Maringá, no quadragésimo aniversário do Seminário Paulo VI, organizada pelo Reitor Paulo Brincat. Dom Jaime fez um relato histórico da vida religiosa de João Batista Montini, Cardeal Montini, Papa Paulo VI. A conferência foi breve, mas suficiente para encantar a vida daqueles estudantes de teologia, entre eles o seminarista Isaac. Não faltaram também as observações perspicazes de quem viveu a efervescência e a magnitude do Concílio Vaticano II, e o papel fundamental de Paulo VI na condução da Igreja naquela hora de nossa história.

A exposição me deixou fascinado pelas obras realizadas pelo papa Paulo VI, que com sabedoria e humildade soube dar continuidade ao Concílio Ecumênico Vaticano II iniciado por João XXIII. Muito me encantou a sua visão de mundo e a perspectiva do progresso da humanidade naquele período difícil da Igreja em abertura para o mundo estabelecendo nova relação com a sociedade contemporânea.
A visão e a ousadia do papa Paulo VI nos conduziram a contemplar novos horizontes da Igreja. No entanto, jamais havia imaginado que no Jubileu de ouro do Seminário Paulo VI, eu estaria à frente dessa casa como Reitor e mais ainda, a Graça de Celebrar a beatificação desse Sábio Homem de Deus que com muito trabalho deu sua contribuição para a Igreja no mundo todo.

Vivi no Seminário e estudei no Instituto Teológico Paulo VI nos seus dias gloriosos e de grande presença na Igreja do norte do Paraná, especialmente na Província Eclesiástica de Londrina. Éramos mais de 60 seminaristas de 6 dioceses. Uma grande casa, cheia de vidas, fé, serviço, fraternidade e amor pela Igreja de Cristo. Também havia as famosas semanas teológicas, com a presença de grandes conferencistas, com seus mais variados temas, de liturgia, eclesiologia, espiritualidade, bioética, participadas também pelos leigos que acorriam para se inteirar das grandes discussões teológicas da época. Tempo de grande crescimento espiritual, pastoral e eclesial. Foram, de fato, 4 anos de muita graça.

Acredito que os mais de cinquenta anos do Seminário Paulo VI é motivo de muita gratidão a Deus, pois esta casa muito contribuiu e tem colaborado com a Igreja de Deus presente em Londrina e em tantas dioceses de que tiveram seus padres formados aqui. E foram muitos os jovens, que como eu, passaram por aqui e se prepararam para o serviço ao povo de Deus. Agora beatificado, peçamos a Bênção ao Beato Paulo VI, para que essa casa continue a sua missão: preparar sacerdotes segundo o coração de Jesus, para o serviço ao povo de Deus. Amém!

Pe. Isaac Aguiar Luz
Reitor do Seminário Teológico “Paulo VI”

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »