Você está aqui
Home > SMP / GBR > Abertura do Ano Missionário: celebração, convivência e partilha

Abertura do Ano Missionário: celebração, convivência e partilha

A Festa da Santíssima Trindade, no último domingo, 11/06, nas paróquias da Arquidiocese de Londrina, marcou a abertura do Ano Missionário. Depois de quase três anos de preparação, é hora de partir para a ação pastoral. A concentração paroquial também serviu para a construção do 14º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), que ocorrerá em janeiro do ano que vem; para as comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição; e a construção do Sínodo da Juventude.

Alicerçada no tripé: celebração, convivência e partilha, a festa ocorre em três níveis. Um ano, em nível paroquial para celebrar a vida em comunidade. No seguinte, em nível de decanato, no qual os animadores dos Grupos Bíblicos de Reflexão (GBRs) fazem uma formação mais aprofundada dos temas e metodologias dos grupos. No terceiro ano, a festa é arquidiocesana: a chamada Festa do Povo de Deus. A Festa da Santíssima Trindade é um dos momentos mais importantes para os GBRs.

“A prioridade da Arquidiocese são os grupos de reflexão e como carro-chefe a nossa missão é dinamizá-los. A Santíssima Trindade é uma perfeita comunidade, então buscamos a inspiração nela para nos organizarmos e para que os grupos se tornem uma unidade perfeita, mais caritativos, e onde impera o amor”, afirmou Paulo Tardivo, do secretariado da Ação Evangelizadora.

Ele lembra que os grupos devem se espelhar nos apóstolos e nos povos da Igreja Primitiva que se reuniam em torno da Palavra para iluminarem as suas vidas, a partir dos ensinamentos de Cristo. “Ele (Cristo) se torna a luz que guia e orienta as pessoas. E a mística da Santíssima Trindade é a iluminação que deve espelhar os grupos bíblicos”, ressaltou.

A Santíssima Trindade é o baluarte que congrega e nos ensina o que é de fato essencial na nossa vida e que nenhum ser humano nasceu para ficar só, mas nascemos para viver em comunidade. A festa faz parte do calendário litúrgico e ocorre um domingo após Pentecostes. Em Jesus Cristo temos a plena revelação do amor do Pai. Na revelação de Cristo o amor do Pai se faz visível. O Espírito Santo é enviado pelo Filho, mas também procede do Pai, é Ele que sustenta e dá força para que a missão aconteça, Ele é o Santificador, o Defensor, o Espírito da Verdade. As primeiras comunidades cristãs já começaram a celebrar essas três pessoas divinas, três mas em uma.

Tardivo afirma que como a prioridade da Igreja é viver em comunidade, a melhor forma são os GBRs, que são orientados pela mística da Palavra. Na Arquidiocese são entre 3,5 mil a 4 mil grupos.

Aline Machado Parodi
Pascom Arquidiocesana

 

Fotos: Paróquia São José, Distrito de Irerê, Missa Festa da Santíssima Trindade, Abertura do Ano Missionário e encerramento da Semana Missionária

Fotógrafo: Douglas Estevam
PASCOM Arquidiocesana

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »