Pastorais e Movimentos Útimas Notícias

Migração, Biomas e Bem Viver

Uma oportunidade para imaginar outros mundos.

De 18 a 25 de Junho acontece no Brasil a 32ª Semana do Migrante, que tem como tema: Migração, Biomas e Bem Viver. Este tema está em sintonia com a Campanha da Fraternidade – 2017 que nos despertou para o reconhecimento e valorização dos biomas brasileiros e o compromisso com a defesa da vida.

O Papa Francisco no discurso aos participantes do Fórum Internacional sobre Migrações e Paz, realizado em Roma, em 21 de fevereiro deste ano assim se expressou:

“O início deste terceiro milénio é fortemente caraterizado por movimentos migratórios que, em termos de origem, trânsito e destino, atingem quase todas as regiões da terra. Infelizmente, na maioria dos casos, trata-se de deslocamentos forçados, causados por conflitos, calamidades naturais, perseguições, mudanças climáticas, violências, pobreza extrema e condições de vida indignas. Diante deste cenário complexo, sinto que devo manifestar uma preocupação particular pela natureza forçada de muitos fluxos migratórios contemporâneos, que aumenta os desafios que se apresentam à comunidade política, à sociedade civil e à Igreja, exigindo que se responda ainda mais urgentemente a tais desafios de modo coordenado e eficaz. A nossa resposta comum poderia articular-se em volta de quatro verbos: acolher, proteger, promover integrar. A meu ver, conjugar estes quatro verbos na primeira pessoa do singular e na primeira pessoa do plural, representa hoje um dever, um dever em relação aos irmãos e às irmãs que, por diferentes motivos, são forçados a deixar a própria terra de origem: um dever de justiça, de civilização e de solidariedade.

O texto base da Semana do Migrante destaca que precisamos cultivar em todos os espaços em que vivemos, enquanto cidadãos e cidadãs universais, o “princípio do cuidado” com a Criação. Isso porque, para os cristãos, a questão ecológica insere-se na perspectiva maior da criação. A Semana do Migrante desse ano, assim como foi a CF de 2017, é um convite a uma mudança de mentalidade ecológica, profunda, um desafio do tamanho de nossas vidas e de toda a humanidade. O Brasil é, com certeza, uma casa de diferentes povos, mas que necessita com urgência desconstruir o modo de como esta casa comum está sendo explorada pelo capital mantendo um sistema que exclui, oprime e explora. Temos muito que aprender com nossos povos originários. O Bem Viver nasce desta relação de reciprocidade e de solidariedade, um cuidando do outro, o Criador que cria e cuida da humanidade e o ser humano que deve cuidar de Sua existência.

 

32ª SEMANA DO MIGRANTE –  18 a 25 de junho 2017

Tema: Migração, Biomas e Bem Viver

Lema: Uma oportunidade para Imaginar Outros Mundos 

Programa do Mês de Junho  –  Pastoral do Migrante e Cáritas

 

Dia 10Sábado:
16 h – Encontro com haitianos  – Escola Municipal – Jd. Santo Amaro (Cambé) estará presente o  Pe. Wilnie (haitiano) de Cascavel;
19:30h – Missa na Paróquia Nossa Senhora de Fátima com Pe. Wilnie –  Jd. Ana Rosa;

 

Dia 11Domingo:
15 h – Missa em língua crioule na Capela do Centro Comunitário João de Deus –  Rolândia /  Pe.Wilnie;
9:30 h – Missa em língua alemã com Pe. Sebastião Juchem na Capela do Centro Comunitário – Rolândia;

                  

Dia 17Sábado:
16h
  – Tarde de Convivência com Imigrantes – Salão da Catedral;

 

Dia 21Quarta-Feira:
14h
Mesa-Redonda “Migrações Internacionais, Direitos e Políticas Públicas  –  Anfiteatro Maior da UEL– Londrina;

 

Dia 24 –  Sábado:
15 h – Festa Junina com os imigrantes – Salão da Paróquia São José em Rolândia;

 

Dia 25 –  Domingo:
15 h – Tarde de Convivência – Paróquia Nossa Senhora de Fátima Jd. Ana Rosa – Cambé;

19 h – Missa em ação de graças por todos os imigrantes – Paróquia São José – Rolândia;

Uma resposta

  1. Um bom dia a todos, é uma alegria para me receber este link ver como vocês dão-se importância a os imigrantes,que está campanha pode levar um sorriso no coração de cada imigrantes no somente aqui em londrina mais no mundo inteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *