Você está aqui
Home > Clero > Seminaristas são ordenados Diáconos Transitórios

Seminaristas são ordenados Diáconos Transitórios

Nos tempos apostólicos (At 6,1-6), eram instituídos homens de testemunho cristão, pela imposição das mãos, para contribuírem na missão evangelizadora da Igreja. O diaconato é o primeiro grau do Sacramento da Ordem. A ordem consta de três graus: diaconato, presbiterado e episcopado. No primeiro grau, no diaconato um homem se torna clérigo, ou seja, deixa de ser leigo para pertencer ao clero diocesano.

E na realidade do diaconato, existem dois tipos de diáconos: os transitórios e os permanentes. O diaconato transitório é aquele que recebe o sacramento da ordem no grau do diaconato para depois receber o segundo grau e torna-se presbítero (padre), conforme o costume da Igreja. Já o diaconato permanente é aquele concedido a homens que podem ser casados ou não; e, que não prescreve a obrigatoriedade do celibato, exceto no caso do falecimento do cônjuge. O diaconato permanente não visa a aspiração ao segundo grau da ordem.

Nos dias 20 e 21 de abril, e dia 12 de maio, à Arquidiocese de Londrina, na comemoração dos 60 anos de criação teve a alegria de ordenar três seminaristas diáconos transitórios. Há tempos a Arquidiocese não celebrava a ordenação de diáconos transitórios. Futuramente os Diáconos Dirceu, Djonh e Josias serão ordenados presbíteros e incorporados no presbitério diocesano da Arquidiocese de Londrina.

O Diácono Josias Romero (31 anos), foi ordenado na quinta-feira (20) às 19h30min, na Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, na cidade Sertanópolis (PR). A celebração eucarística foi presidida pelo bispo auxiliar de Porto Alegre (RS), Dom Aparecido Donizete de Souza. O Diác. Josias é o quarto filho de 11 irmãos, nasceu aos 20 dias do mês de fevereiro de 1985, na cidade de Florestópolis (PR). É filho de Antônio Romero Filho (in memoriam) e de Cícera da Silva Romero. Durante sua juventude participou ativamente na Paróquia São João Batista, no grupo de coroinhas, adolescentes e jovens na sua cidade de origem.

josias
Diácono Josias (Foto Wellington Ferrugem)

Ingressou no Seminário Menor “Bom Pastor” em 2007 onde iniciou sua formação presbiteral (sacerdotal). Em 2008 ingressou no Seminário Propedêutico “São José”. No ano de 2009 iniciou seus estudos filosóficos no Seminário Maior “Nossa Senhora da Glória” da Arquidiocese de Maringá (PR) e o concluiu no Seminário Maior “Nossa Senhora de Guadalupe” da Diocese de Campo Mourão (PR). No ano de 2012 iniciou sua formação teológica no Seminário Maior “Paulo VI”. No ano de 2016 fez uma experiência pastoral na Arquidiocese de Aparecida (SP), na cidade de Guaratinguetá, na Fazenda Esperança.

Durante sua formação passou por diversas paróquias tanto na Arquidiocese de Maringá, quanto na Arquidiocese de Londrina: Paróquia São Silvestre de Maringá (PR); Paróquia Santa Terezinha de Sarandi (PR); Paróquia São Lourenço de Londrina (PR); Paróquia São José dos Distritos de Irerê e Paiquerê de Londrina (PR) e atualmente realiza seu ano pastoral-administrativo na Paróquia Santa Terezinha, na cidade de Sertanópolis (PR) com o Pe. Antônio Jorge Naufel (Pe. Toninho).

Durante a celebração eucarística, Dom Donizete expressou a sua alegria pela ordenação diaconal do Diác. Josias. Essa foi a primeira ordenação diaconal realizada por Dom Donizete, que foi eleito bispo a menos de um ano. Na homilia Dom Donizete animou o neo-diácono em seu novo ministério no grau do diaconato: “Aos 9 anos Josias, Deus já estava de olho em você, já tinha uma missão para você! E tenha essa convicção: Deus o quis para este ministério. Esse Deus que nos escolhe, nos sustenta com a sua graça!”.

Durante a celebração, Pe. Antônio Jorge Naufel (Pe. Toninho) se emocionou ao lembrar a caminhada vocacional do Diác. Josias nos agradecimentos finais. “Fico feliz de ver como ele provou para si e para a Igreja que ganhou na honestidade para o trabalho. Já disse muitas vezes a ele e a outros: se você acredita na tua vocação uma porta se abre e você chega lá!”, afirmou o pároco. Por fim, o Diác. Josias em seu agradecimento final afirmou que a sua ordenação não é um momento só seu, mas é um momento de toda a Igreja Particular de Londrina. Ser diácono é assumir um compromisso maior que não se assume sozinho.

O Diác. Josias escolheu como lema de ordenação e ministério diaconal Lc 22,27, “Eu, porém, estou no meio de vós como aquele que serve”. Seu lema mostra sua marca pastoral, o serviço. O serviço é a marca característica do ministério de Jesus e consequentemente de todo e qualquer discípulo seu.

O Diácono Djonh Denys Souza dos Reis (27 anos), foi ordenado na sexta-feira (21) às 19h, na Paróquia São João Batista, na cidade de Florestópolis (PR). A celebração eucarística foi presidida pelo bispo diocesano de Cornélio Procópio e Administrador Apostólico da Arquidiocese de Londrina, Dom Manoel João Francisco. O Diác. Djonh Denys é filho único de Mauro Loto Reis e Marli de Souza dos Reis. Nasceu em Florestópolis (PR) aos 20 dias do mês de fevereiro de 1990.

Dom Manoel João Francisco e Diácono Djonh Denys
Dom Manoel e o Diácono Djonh (Foto Tiago Queiroz)

Durante sua infância e adolescência participou do Coral, foi catequizando, participou do grupo de coroinhas, onde participou dos 6 aos 15 aos de idade, onde após esse tempo ingressou no seminário diocesano. No ano de 2005 começou seu acompanhamento vocacional com o Pe. Renato Bertin e pelas irmãs apóstolas do Sagrado Coração de Jesus. Em 2007 ingressou no Seminário Propedêutico “São José”. Licenciou-se em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Câmpus Maringá, onde também participou da sua formação pastoral nas Paróquias Nossa Senhora do Rosário e Santo Antônio de Pádua, ambas em Maringá (PR).

No ano de 2012, iniciou os trabalhos pastorais na Paróquia São João Batista em Bela Vista do Paraíso (PR), onde em 2013 realizou seu ano pastoral, colaborou com a Escola de Teologia no Decanato de Sertanópolis e trabalhou como professor no Colégio Sagrado Coração. Depois participou dos trabalhos pastorais na Paróquia Santa Terezinha de Sertanópolis (PR), na Paróquia São José em Irerê, Comunidade Vida Nova em Curitiba (PR) e São Roque de Tamarana. Atualmente realiza seu segundo ano pastoral na Paróquia Nossa Senhora Aparecida em Primeiro de Maio onde continua seus trabalhos como diácono. Escolheu como lema de ministério diaconal “Em tudo amar e servir” de Santo Inácio de Loyola.

O Diácono Djonh Denys cursou Bacharelado em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Câmpus Londrina. Durante o período também realizou uma pós-graduação (especialização) em Teologia Bíblica. Cursou ainda teologia bíblica da Missão urbana, na faculdade Sul-Americana.

Em sua homilia ao neo-diácono Djonh, o Administrador Apostólico, Dom Manoel enfatizou que o ministério diaconal deve ter sua predileção pelos pobres, pelos marginalizados, pelos mais fragilizados com o próprio Cristo o fez. Ser diácono é se colocar à serviço. Pois, a preferência de Deus são os pobres. No diaconato o homem se torna colaborador de Deus, seu sócio. Dom Manoel ainda enfatizou a importância de uma predileção pelos migrantes. E por fim, concluiu pedindo que o Espírito Santo o impulsione Djonh em sua missão e o fortifique.

Nos agradecimentos finais, o Diácono Djonh Denys agradeceu a toda a sua família, amigos e comunidades presentes. Pediu a orações de todos para que ele possa ser fiel naquilo que ele prometeu e que possa se configurar ainda mais ao Cristo. Por fim, afirmou que não é preciso só apreender filosofia e teologia para ser um diácono e padre, mas o importante é configurar-se ao Cristo.

O Diácono Dirceu Júnior dos Reis (26 anos), foi ordenado na sexta-feira (12) às 19h30min, na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na cidade de Alvorada do Sul (PR). A celebração eucarística foi presidida pelo Cardeal Emérito de São Salvador (BA), Dom Geraldo Magella Agnelo. O Diác. Dirceu é o segundo filho de 3 irmãos, nasceu aos 14 dias do mês de setembro de 1990, na cidade de Londrina (PR). É filho de Dirceu José dos Reis (in memoriam) e de Iracema da Luz dos Reis. Durante sua infância participou ativamente na Paróquia Nossa Senhora das Graças, da Vila Brasil, no grupo de coroinhas. Seu lema de ordenação diaconal foi “Tu Senhor, és a minha esperança e minha confiança desde a minha juventude” (Sl 71,5).

Diácono Dirceu com sua mãe Iracema da Luz dos Reis
Diácono Dirceu com sua mãe Iracema da Luz dos Reis (Foto Douglas Estevam)

Ingressou no Seminário Propedêutico São José no ano de 2008. Entre os anos de 2010 a 2012 cursou Licenciatura em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Câmpus Maringá). Neste período realizou seus trabalhos pastorais na Paróquia Cristo Bom Pastor na cidade de Paiçandu (PR), na Arquidiocese de Maringá. Entre os anos de 2013 a 2016 graduou-se Bacharel em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Câmpus Londrina). Durante os anos de 2013 a 2014 realizou suas atividades pastorais na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na cidade de Alvorada do Sul (PR). Entre 2015 até os dias atuais realiza seus trabalhos pastorais na Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Km9), na cidade de Londrina (PR). No ano de 2017 tornou-se Especialista em Cultura e Meios de Comunicação, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente é assessor pastoral arquidiocesano da Pastoral da Comunicação (PASCOM); é coordenador do setor juvenil, das Santas Missões Populares Jovem.

Durante sua homilia, o Cardeal Dom Geraldo falou da alegria da Igreja Particular de Londrina em celebrar essa vocação e falou do papel do diácono: “O diácono, fortalecido com os dons do Espírito Santo, tem por missão ajudar o Bispo e o seu presbitério no serviço da palavra, do altar e da caridade, mostrando-se como servo de todos.  Ministro do altar, proclama o Evangelho, prepara o sacrifício e distribui aos fiéis o Corpo e o Sangue do Senhor. Na tua condição de diácono, ou seja, de ministro de Jesus Cristo que no meio dos seus discípulos Se apresentou como servo, procura de todo o coração fazer com amor a vontade de Deus, e servindo ao Senhor, serve também aos homens com alegria.  E como sabes que ninguém pode servir a dois senhores, considera toda a impureza e o apego ao dinheiro como servidão e idolatria”, disse o Cardeal.

Em seu discurso final, o Diácono Dirceu afirmou sua gratidão ao Cardeal Dom Geraldo pela celebração de sua ordenação e de seu trabalho na Igreja na comemoração dos seus 60 anos de sacerdócio. Recordou o apoio de toda a sua família, pais e avós. Agradeceu aos formadores, em especial a Dom Orlando Brandes que esteve presente durante toda a sua formação, como também agradeceu aos amigos que foram grandes apoios na caminhada, Pe. Paulo Brincat, Pe. Mauro Batista Pedrinelli, Pe. Cristiano Bento dos Santos, Pe. Márcio Fernando França entre outros. Por fim, o Diác. Dirceu expressou sua gratidão vocacional a Pastoral dos Coroinhas que foi a responsável por cultivar a sua vocação desde a sua infância.

A Arquidiocese de Londrina louva a Deus pelos novos três diáconos transitórios desta Igreja Particular e congrega suas orações pelas suas vocações e futuras ordenações sacerdotais que acontecerão a partir do segundo semestre deste ano. Maria Mãe das Vocações: rogai por nós!

 

Seminarista Caio Matheus Caldeira da Silva
Coordenador Arquidiocesano da PASCOM

 

Fotos:

Álbum Diácono Josias Romero;

Álbum Diácono Djonh Denys;

Álbum Diácono Dirceu Júnior dos Reis.

 

Foto destaque ordenações realizadas na Santa Sé.

 

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »