Você está aqui
Home > SMP Jovem (Setor Juvenil) > Grupo de jovens da Paróquia Nipo de Londrina comemora 60 anos

Grupo de jovens da Paróquia Nipo de Londrina comemora 60 anos

Ligado à Pastoral Nipo-brasileira (PANIB), o CCEM é o grupo de jovens mais antigo de Londrina. Foi criado para aproximar descendentes japoneses da religião católica

ccem 60 anos (2)
Encontro do CCEM em Bauru, 1967

O Círculo Católico Estrela da Manhã (CCEM), da Paróquia Pessoal Nipo-brasileira Imaculada Conceição, vive em 2017 um ano de importante comemoração. Seu Jubileu de Diamante, 60 anos de existência. Um sonho que se tornou concreto através do trabalho e esforço de muita  gente, explicam as coordenadoras Alinne Nunes Alves e Isabela Mastelini Moyses. Ligado à Pastoral Nipo-brasileira (Panib), o CCEM é o grupo de jovens mais antigo de Londrina. Foi criado em 24 de maio de 1957 pelo padre José Shereke e pela irmã Lucy Sakamoto para aproximar descendentes japoneses da religião católica. Hoje, como grupo de oração, leva a Palavra de Deus a jovens e jovens adultos de diversas nacionalidades, a maioria ainda nikkeis.

“O CCEM é uma graça especial e tem uma história muito importante”, explica o padre Lino Stahl S.J., pároco da Paróquia Pessoal Nipo-brasileira Imaculada Conceição. “Os descendentes japoneses perceberam que era necessário ter um grupo que se ajudasse mutuamente no crescimento do cristianismo, porque de fato eram muito poucos cristãos, muitos até eram batizados, mas sem serem na verdade evangelizados. Esse intuito realmente foi cumprido, a semente frutificou e cresceu”.

Nesses 60 anos, o grupo é responsável por trazer centenas de jovens para Deus e realmente mudar as suas vidas, muitas delas nunca tinham tido contato com Deus, conta Alinne. “Além disso, o CCEM é bem atuante na paróquia, tem participação fundamental nas atividades da comunidade, principalmente nos eventos beneficentes, na maioria em prol da creche Irmãs de Betânia, que a paróquia mantém”.  O grupo também realiza, desde 2012, o doAÇÃO, projeto que envolve diversas campanhas de doação: de sangue, medula óssea, cabelos, alimentos, brinquedos e roupas.

Para Isabela, comemorar os 60 anos do CCEM representa celebrar o esforço de todas as pessoas que lutaram pelo grupo para que ele chegasse a essa idade e tomasse a característica que tem hoje. “Celebrar 60 anos é celebrar a missão de evangelizar que começou lá com a irmã Lucy e o padre Shereke, de evangelizar jovens japoneses e que continua viva até hoje, de aproximar as pessoas de Deus. É celebrar a promessa de Deus que Ele continuaria junto mesmo nas dificuldades, nos dando força para continuar pregando a verdade que é Jesus.”

O grupo Círculo Católico Estrela da Manhã não existe só em Londrina, mas em diversas cidades onde a Pastoral Nipo-brasileira está presente. Foi fundado em Presidente Prudente em 1953 e se expandiu para outras cidades. Os CCEM’s do Paraná e de São Paulo se reúnem semestralmente para uma Assembleia dos CCEM’s, na qual trocam e compartilham experiências dos grupos.

ccem 60 anos (1)
CCEM Londrina em 1967 no Torneio da Amizade

 

Família CCEM

As coordenadoras explicam que além de se reunir para rezar e falar das coisas de Deus, o CCEM busca manter um ambiente de família entre as pessoas, chamado carinhosamente de “família CCEM”. “A gente busca ter uma relação de carinho e preocupação com todo mundo. O amor que a gente sente um pelo outro é tão grande que faz da gente uma família, porque é um amor que não para na gente, é um amor mais maduro, que nos leva e termina em Deus”, explica Isabela.

Guto Honjo, circulista do CCEM, fala que o grupo sempre se preocupou em acolher e envolver as pessoas. “Esta é uma semente que Deus plantou no grupo e vale a pena a gente sempre cultivar. Muitas pessoas foram conquistadas para o grupo e para Deus através do carinho com que foram recebidos.” Reginaldo Hirata, por exemplo, conta que o CCEM representou na sua vida uma chance de voltar pra Deus. “Eu cheguei no grupo por um convite e não conhecia ninguém. Mesmo assim eu nunca me senti tão bem em algum lugar como eu me senti quando eu estava aqui.”

Já Alinne, quando chegou ao grupo, para uma experiência de oração chamada de Primeiro Encontro, não sabia que se tratava de um grupo de descendentes japoneses. “A hora que eu vi aquele monte de japoneses eu até achei que estava no lugar errado [risos]. Mas mesmo eu não sendo japonesa, eu fui tão bem acolhida, que eu quis voltar. E nisso, eu pude fazer parte e ajudar a construir uma história tão longa e tão bonita. É um privilégio e uma gratidão muito grande pela oportunidade que Deus me deu”.

 

Buscai as coisas do Alto

O lema do Círculo Católico Estrela da Manhã Londrina, que está estampado na camiseta do grupo, foi retirado da carta de São Paulo aos Colossense: “é no Alto que está a vossa meta” (Col 3, 1). Lembra que tudo o que fazemos tanto na Igreja quanto na nossa vida cotidiana não tem sentido se não nos leva a olhar para o Alto, onde está Jesus. “Cristo é o motivo, a razão, o princípio e  o fim de tudo o que fazemos. É a Ele que louvamos e celebramos nestes 60 anos de CCEM. Tudo o que fazemos aqui é importante, mas o céu é muito mais importante. Procuramos ter isso em mente em tudo que fazemos e é isso que o CCEM Londrina acredita”, explica Isabela.

 

CCEM 60 anos

Para comemorar os 60 anos do CCEM Londrina, o grupo promove um show com o Ministério Adoração e Vida, no dia 20 de maio no Ginásio Moringão, voltado para Londrina e região. Os ingressos estão à venda na Livraria Livros e Livros, Restaurante Matsuri Garden e Arnaldo’s Lanches. Mais informações através do evento do Ministério Adoração e Vida em Londrina no Facebook (https://goo.gl/0YEc32). O show é em prol do CEI Irmãs de Betânia, creche mantida pela Paróquia Nipo Imaculada Conceição.

 

Estrela da Manhã

O nome do grupo, Círculo Católico Estrela da Manhã, faz referência a um título de Nossa Senhora: Maria Estrela da Manhã. Maria é a Estrela da Manhã, aquela estrela que primeiro brilha no céu anunciando o sol, que é Jesus Cristo. Ela não é o centro, mas brilha trazendo a luz que vem de Deus.

Juliana Mastelini
PASCOM Arquidiocesana

 

Fotos:

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »