O Secretariado divulgou a programação do Intereclesial da CEBs que acontecerá em Londrina Pr, entre os dias 23 e 27 de janeiro de 2018. O encontro tem como tema CEBs E OS DESAFIOS NO MUNDO URBANO, e lema: “Eu vi e ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-lo.” Ex 3,7, motivando as CEBs do Brasil a ouvir e fazer ecoar os diversos clamores do povo que habita as cidades.   

O tema CEBs e os desafios no mundo urbano já está sendo debatido em todos os regionais, reflexões sobre essa temática tem sido promovidas nas comunidades. Durante o encontro acontecerão mini plenárias abordando questões relativas a vida e caminhada das comunidades, na busca do enfrentamento e superação desses desafios. As mini plenárias serão momentos das CEBs do Brasil refletirem, partilharem e contribuírem no processo de libertação dessa realidade cada vez mais opressora.

 

Temáticas das miniplenárias:

1º Direito a saúde e saneamento;

2º O acesso e condições de moradia;

3º Os desafios da mobilidade (transporte/locomoção);

4º A questão da violência e da segurança;

5º As mudanças no mundo do trabalho e os impactos na participação da comunidade;

6º Pluralismo: ecumênico e diálogo inter-religioso;

7º Movimentos e organizações sociais e populares;

8º Desafios de acesso e participação da cultura e lazer;

9º Os desafios da formação e educação;

10º Democracia e a participação na política partidária;

11º O desafio das juventudes;

12º Mídias, novas tecnologias e direito a comunicação;

13º Ecologia e o cuidado ambiental.

 

Também foram divulgadas a ficha de inscrição e a programação do 14º Intereclesial que já estão com os representantes  dos regionais para que se organizem.

As CEBs do Brasil se organizam para celebrar esse encontro na certeza do seguimento de Jesus de Nazaré e de sua responsabilidade profética, na Igreja e na sociedade: “Cada cristão e cada comunidade há de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede, mas todos somos convidados a aceitar este chamado: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho” (Papa Francisco, Evangelii Gaudium, n. 20)

“Somos impelidas/os a juntas/os construir o jeito de ser Igreja próprio às comunidades de base, fiéis ao espírito das bem-aventuranças: uma Igreja com protagonismo laical, servidora e samaritana no meio do povo. É esse o modo de vida que Jesus nos propõe em seu discurso programático. Diante da profecia que diz: “Eu vi e ouvi os clamores do povo e desci para libertá-lo”. (Mensagem da Ampliada Nacional 2017).

 Leoni Alves Garcia
Comunicação do 14º Intereclesial das CEBs

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta