Você está aqui
Home > Útimas Notícias > Adeus,  Dom Albano

Adeus,  Dom Albano

Foto tirada em 19/07/2006
Foto tirada em 19/07/2006

Por Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida

Sepultamos Dom Albano. Seu enterro foi um triunfo. Por  que? Porque muito amou e foi muito amado. Nele o amor de Deus e ao próximo era visível, palpável, comprovado. “Vimos Deus no homem Albano.” Ele mesmo confessava: “fui paparicado por Deus.” Ainda mais: “Deus me amou de modo exagerado”.

Obrigado Dom Albano, por ser um “milionário em humanismo”, isto é, bom, humilde, afável, sensível. Cativou-nos com seu jeito simples e nobre, sábio e alegre, cheio de ternura como um pai misericordioso e profeta corajoso.

Obrigado Dom Albano, mestre dos catequistas, amigo dos pobres, confessor paciente, conferencista atraente, conselheiro prudente, pregador cativante, formador de seminaristas, orientador de retiros, pastoralista criativo. O senhor conseguiu alcançar o que tanto desejou: “ser um jesuzinho”. O senhor glorificou em sua vida a “Dom Jesus”, como gostava de chamar o Filho de Deus.

Obrigado Dom Albano pelo seu bom humor. Riamos tanto quando dizia que era bem cuidado por nós e tinha uma “vida de marajá.” O senhor sempre repetia: “sou um bispo metido.” Nada de metido, o senhor era perspicaz, entusiasmado, missionário vibrante, tinha visão da realidade. Em Curitiba o senhor foi o “padre pop star”. Era tão agradável ouvi-lo dizer que todos nós fizemos a “faculdade de safadologia.” Quantas vezes o senhor oferecia sua contribuição na solução dos problemas dizendo: “deixa-me colocar pó de mico nesta conversa.” Como a gente sorria ao ouvi-lo dizer que se assustou ao ver que Paris era maior que Lapa, sua cidade de origem.

Obrigado Dom Albano, implantador do Concílio Vaticano II no

Foto tirada em 17/11/2016
Foto tirada em 17/11/2016

Paraná, visitador de presos políticos, defensor dos pobres e dos indígenas, orientador dos universitários, denunciador da corrupção e do “jeitinho brasileiro” na política, inovador da catequese, incentivador da vinda da PUC-Paraná para Londrina, da Toca de Assis, do Ministério Público e do Gaeco, do processo diocesano da beatificação de Madre Leônia, da construção do Centro de Pastoral.

Obrigado Dom Albano, criador do “dia da Palavra”, torcedor dos Grupos Bíblicos de Reflexão e das Santas Missões Populares, missionário incansável até o fim. Tinha planos evangelizadores para depois da cirurgia da válvula mitral. Manifestou o desejo de vir a Aparecida, uma vez recuperado, para visitar-me.

Suas homilias estão sintetizadas no livro que logo estará à disposição de todos. Trata-se de um tesouro catequético, um arquivo de teologia e espiritualidade, uma escola de bons conselhos, orientações e luzes para nossa vivência cristã.  No seu testamento o senhor diz que era devoto de São Francisco de Assis e de São Francisco de Sales. De fato, o senhor se fez irmão de todos e viveu promovendo a paz e o bem, como pedia o pobrezinho de Assis. Por outro lado, divulgou a espiritualidade e a caridade de São Francisco de Sales. O senhor partiu purificado e alegre pelo perdão que conseguiu dar a todos e pela reconciliação, o abraço, a proximidade realizados na  oração de perdão e de misericórdia. Sua partida foi um “feliz pôr de sol”, como dizia Madre Leônia.

Adeus Dom Albano, meu mestre e meu Cirineu, meu bom amigo e companheiro e, agora, intercessor. Seu túmulo  será muito visitado  e muitas graças ali serão recebidas. O povo de Deus não o  esquecerá porque o senhor é patrimônio, é um verdadeiro monumento da fé que amou a Igreja Particular de Londrina até ao sacrifício e entrega de si. Adeus e obrigado.

Dom Orlando Brandes
Arcebispo de Aparecida

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

5 thoughts on “Adeus,  Dom Albano

  1. Lindas e emocionante as palavras de dom Orlando. Dom Albano, td o que sinto em relação ao senhor resume-se em uma palavra: #gratidão 💙🙏

  2. Suas palavras Dom Orlando, nos revela a intimidade de Deus com nosso Dom Albano Jesuizinho, duas saudades Londrina hoje possuí e uma só esperança que Deus envie um Pastor e operários para messe de Londrina. Carinhoso filial abraço Erick Carlos Vieira dos Santos – Ex seminarista, mas Bom Cristão conforme dizia Dom Albano B.C

  3. Sem dúvida uma “criatura santa”! Suas obras …seus feitos por todos nós…serão eternamente lembrados! Deixou a sua ” marca cristã ” por onde passou! Deus o tenha!

  4. Estive em seu velório. Olhando para Jesus, me veio a cabeça uma cena interessante. Até onde eu sei (não sei muito), todos precisam, ao menos, passar pelo purgatório. Até mesmo os santos. Pois eis que estava Dom Albano, sentado em um banco, cheio de gente ao seu redor. Havia chego a poucos minutos, mas já estava empenhado e muito empolgado, contando uma de suas historinhas de Jesus. E todos ao seu redor riam, e se sentiam muito bem. Eis que chegou um anjo e lhe disse:
    “- Vamos Albano, seu tempo aqui já acabou. Hora de subir mais um pouco”
    Ele abriu um grande sorriso, e disse bem calmamente:
    “- Ahhh, me deixe terminar ao menos esta história!”
    O anjo riu e o aguardou. Ele terminou sua história, se despediu e entrou com o anjo em um elevador. Antes da porta fechar, era possível vê-lo iniciando outra história que contava ao anjo…
    Rogue por nós D. Albano.

  5. Lindas palavras. Verdadeiras. Muito amor Dom Albano nos deixou. Descanse em paz e sempre na graça do Senhor. Espero ter sempre alguém pra levar adiante seus desejos.

Deixe uma resposta

Topo
Translate »