Você está aqui
Home > Útimas Notícias > Sínodo dos Bispos: “Documento Preparatório”

Sínodo dos Bispos: “Documento Preparatório”

dom manoelPor Dom Manoel João Francisco

Em 1965, o Papa Paulo VI, tendo em conta uma determinação do Concílio Vaticano II (CD 4-5), e percebendo a importância do exercício colegiado do ministério dos bispos, instituiu o Sínodo dos Bispos, composto por representantes do episcopado do mundo inteiro, com as seguintes finalidades:

         1 – Favorecer uma estreita união e colaboração entre o Sumo Pontífice e os bispos de todo o mundo;

         2 – Proporcionar uma informação direta e exata a respeito dos problemas e das situações que se relacionam com a vida interna da Igreja e a ação que ela deve realizar no mundo;

         3 – Facilitar a unidade, no caso de opiniões diversas a respeito de pontos essenciais da doutrina e sobre o modo de agir na vida da Igreja.

Desde que foi instituído, o Sínodo dos Bispos já se reuniu, em assembleias ordinárias quatorze vezes, assembleias extraordinárias, três vezes, e em assembleias especiais oito vezes. Em cada uma dessas assembleias tem-se discutido um ou mais assuntos. A próxima assembleia vai acontecer em outubro de 2018, e terá como tema central: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional.

A preparação e a realização de um Sínodo de Bispos seguem um itinerário preestabelecido. Para motivar o estudo do tema é publicado um documento intitulado “Documento Preparatório”. É um documento aberto, dirigido a todos fiéis da Igreja, mas especialmente para as pessoas relacionadas com o tema. A partir das opiniões e sugestões suscitadas pelo “Documento Preparatório” se elabora um segundo documento chamado “Instrumento de Trabalho”. Este documento serve de subsídio para os delegados que irão refletir durante a assembleia sinodal. Das reflexões dos bispos, reunidos durante vários dias, nascem as Proposições que o Papa, com o auxílio de assessores, usa para a elaboração do documento final, uma Exortação Apostólica.

O “Documento Preparatório” do próximo Sínodo foi apresentado, na Sala de Imprensa do Vaticano, no último dia 13 de janeiro. De acordo com a Santa Sé, a finalidade do próximo Sínodo, em 2018, será: “Acompanhar os jovens no seu caminho existencial rumo à maturidade, para que, através de um processo de discernimento, possam descobrir o seu projeto de vida e realizá-lo com alegria, abrindo-se ao encontro com Deus e com os demais seres humanos, participando ativamente da edificação da Igreja e da sociedade”. Para o Cardeal, Dom Lorenzo Baldisseri, secretário-geral do Sínodo, numa entrevista ao jornal L’Osservatore Romano, o próximo Sínodo sobre a juventude  tem forte correlação com o último que tratou sobre a família e culminou com a ExortaçãoApostólica sobre o amor na família: Amoris Laetitia.

Junto com o “Documento Preparatório” o Papa Francisco fez publicar uma carta sua em que diz, referindo-se ao convite – vinde e vede! – feito por Jesus aos discípulos: também hoje “Jesus dirige o seu olhar a vós, jovens, convidando-vos a caminhar com ele”.

Como já aconteceu nas outras edições do Sínodo, no final do texto do “Documento Preparatóro” encontra-se um questionário a ser respondido pelas várias instâncias da Igreja. Desta vez, a novidade está num questionário online a ser respondido pelos jovens do mundo inteiro sobre suas expectativas e sobre suas vidas. Haverá também perguntas específicas e divididas por continentes. Sendo um questionário aberto, via online, é de se esperar que jovens de outras Igrejas e religiões e, até mesmo, jovens sem identificação religiosa falem de suas expectativas com relação à própria vida, à vida das outras pessoas, da sociedade e do mundo.

Nossa Diocese, em seu 10º Plano de Ação Evangelizadora, aprovado recentemente, deverá orientar nossas atividades até 2020. Além de cinco urgências apresenta dois destaques: juventude e família. A motivação, provocada pelo próximo Sínodo, com certeza vai dar grande impulso ao destaque juventude nos próximos dois anos.

O secretário-geral do Sínodo, o Cardeal Dom Lorenzo Baldisseri, pede que os jovens sejam envolvidos ativamente neste processo de consulta, até o mês de outubro deste ano. Espero que a Pastoral Juvenil de nossa Diocese, em suas quatro expressões, reserve, ao menos, um dia para estudar o texto do “Documento Preparatório” a fim de responder as perguntas que constam no final do texto e as que se encontram no questionário online. É bom que acrescente outros aspectos que, por acaso, não tenham sido abordados.

Faço minhas, as palavras do Papa Francisco em sua carta por ocasião da apresentação do “Documento Preparatório”: Jovens “um mundo melhor se constrói também graças a vós, ao vosso desejo de mudança e a vossa generosidade. Não tenhais medo de ouvir o Espírito que vos sugere escolhas audazes, não hesiteis quando a consciência vos pede que arrisqueis para seguir o Mestre. Também a Igreja deseja colocar-se à escuta da vossa voz, da vossa sensibilidade, da vossa fé; até das vossas dúvidas e das vossas críticas. Fazei ouvir o vosso grito, deixai-o ressoar nas comunidades e fazei-o chegar aos pastores”.

 
 
PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »