Você está aqui
Home > Útimas Notícias > Saudação a Dom Orlando Brandes, por Cardeal Geraldo Majella

Saudação a Dom Orlando Brandes, por Cardeal Geraldo Majella

dom orlando e dom geraldo
Missa dos Santos Óleos 2014

Ad multos annos!

Conheci Dom Orlando Brandes ainda seminarista no Colégio Pio Brasileiro de Roma. Ele fazia o curso de Teologia na Pontifica Universidade Gregoriana e eu fazia Liturgia no Pontifício Ateneu Santo Anselmo.

Na verdade me lembro pouco dele , quando está fazendo cursos de especialização ficamos mais voltado para os estudos e não se havia muito contato com estudantes, que naquele tempo chegavam como seminaristas para fazer seus primeiros estudos.

Foi um tempo muito bom. Roma sempre foi um lugar de muitos peregrinos e turistas.

Não tive muita convivência com Dom Orlando depois de Roma. Voltamos a nos encontrar nas Assembleias da CNBB e agora em Londrina.

Sou muito grato a ele pela atenção que teve comigo em convidar-me a retornar a Londrina. Depois de Emérito fiquei mais três anos em Salvador. Em princípio não tinha planos de sair de lá, mas com o passar do tempo achei melhor ficar mais perto da família. Por motivos de afinidade com Londrina, com o povo, os sacerdotes e o convite de Dom Orlando, resolvi acatar a ideia. Dom Orlando sempre foi muito atencioso comigo. Sempre me convida a participar das atividades da Arquidiocese, me deu liberdade de exercer o ministério sem restrição. Sinto-me bem e em casa. Graças a Deus tenho muitos amigos aqui e se lembram de mim. Cada lugar aonde vou encontro pessoas que me saúdam, isso é muito bom.

Vejo em Dom Orlando, um Pastor inquieto, sempre preocupado com a evangelização através dos grupos de reflexão. Com as Santas Missões Populares, ele não mede esforços e tempo para motivar e incentivar a formação dos missionários leigos que deverão fazer as visitas domiciliares, levando a Palavra de Deus em todos os cantos da Arquidiocese. Nos retiros dos missionários organizados por Decanatos ele visita todos num só dia, levando sua Palavra e seu incentivo. Gosta de grandes celebrações, por isso acho que Aparecida é o lugar certo para ele. Lá acontecem todos os finais de semana de modo especial grandes peregrinações, um lugar de multidões. É o lugar para evangelizar, purificar a vivência da fé em Jesus Cristo e a sua Mãe Maria Santíssima. Ela que nos leva a seu Filho Jesus, e nos ensina a fazer o que Ele espera de cada um.

Tive a graça de trabalhar em Aparecida na formação de novos Sacerdotes de 1963 a 1969, e não me esqueço nunca do Santuário. Quando comecei a frequentar Aparecida ainda seminarista, em 1945, havia a Igreja antiga, assim chamada, acompanhei todo o trabalho e construção do grande Santuário onde congrega uma multidão de pessoas praticamente todos os dias.

Desejo e espero que Dom Orlando seja muito feliz em Aparecida à sombra do manto da Mãe Aparecida.  Ad multos annos!

Cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo
Bispos emérito de São Salvador/BA

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »