Você está aqui
Home > Útimas Notícias > Dom Orlando Brandes ordena dois Diáconos Permanentes em Ibiporã

Dom Orlando Brandes ordena dois Diáconos Permanentes em Ibiporã

diaconos-helder-e-moacir

Dentro da série de ordenações dos candidatos ao diaconato permanente, que está sendo realizada na Arquidiocese de Londrina, nosso Arcebispo Metropolitano Dom Orlando Brandes, ordenou mais dois diáconos permanentes na noite de sábado, 01 de outubro, na paróquia Nossa Senhora da Paz em Ibiporã. São eles: Hélder José da Freiria e Moacir da Silva Cardoso.

Hélder é casado com Cleuza Aparecida Ferreira Freiria há 30 anos. O casal tem duas filhas, Vanessa e Larissa e também dois netos, Miguel de 10 anos e Emanuel de 07 meses. Atua na Paróquia Nossa Senhora da Paz desde 1999 e em sua caminhada de Comunidade, é formador na Pastoral do Batismo, participa da Pascom (Pastoral da Comunicação), ECC, MESC, é conselheiro do CPP, Missionário das Santas Missões Populares, Grupos Bíblicos de Reflexão e é Coordenador do Dia da Palavra.

Lema de sua ordenação diaconal: “Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, assim façais também vós.” (Jo 13-15).

Moacir é casado com Simone Aparecida da Silva Cardoso há 18 anos. O casal possui dois filhos: José Miguel e, tem sua atuação na Comunidade São Geraldo, onde desempenhou o serviço de MESC, Pastoral do Batismo, Dia da Palavra e Grupos Bíblicos de Reflexão, catequese. É membro do E.C.C., do Ministério de Música e é Missionário das Santa Missões Populares.

Lema de sua ordenação diaconal: “Eu não vim para ser servido, mas para servir.” (Mc 10,45).

A Celebração Eucarística foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano Dom Orlando Brandes e concelebrada por Dom Pedro Zilli, P.I.M.E, Bispo da Diocese de Bafatá, na Guiné-Bissau, além de vários padres. Também estavam presentes, grande número de diáconos permanentes da Arquidiocese de Londrina.

Em uma celebração ricamente preparada pela equipe litúrgica da Paróquia Nossa Senhora da Paz, que contou como cerimoniário o padre Joel Ribeiro Medeiros, os candidatos foram apresentados a Dom Orlando pelo pároco padre André, que foi indagado pelo arcebispo sobre a idoneidade deles e, em seguida, dialogou com eles. Padre André afirmou que pelos seus testemunhos de vida os candidatos a diáconos eram

diaconos-helder-e-moacir1
Diáconos no momento da Ladainha

dignos de tal serviço. Também houve um diálogo com os candidatos com a finalidade de ouvir a predisposição deles em abraçar o ministério do diaconato. Perante todo o povo Hélder e Moacir manifestaram o desejo de assumir o ministério do diaconato, consagrando-se ao serviço da Igreja mediante a imposição das mãos do Arcebispo e a Graça do Espírito Santo. Prometeram obediência ao Arcebispo e fizeram o compromisso de desempenhar com humildade e amor o ministério dos diáconos como colaboradores da ordem sacerdotal para o bem do povo cristão, guardando o mistério da fé e proclamando-a através de palavras e atos, de acordo com o Evangelho e a Tradição da Igreja, e imitando o exemplo de Cristo. 

 

Dom Orlando, em sua homilia, disse que estamos iniciando o mês missionário com duas ordenações diaconais e que fomos presenteados, nesta celebração, por leituras fortes e muito bonitas. Citando a Primeira Leitura (Jr 1,4-10), lembrou aos novos diáconos que eles foram escolhidos por misericórdia de Deus e que isso não é coisa inventada e sim, algo que vem do plano, do designo eterno de Deus. Referindo-se à Segunda Leitura (2Tm 1,6-8.13-14), Dom Orlando explicou que ela demonstra a força do Espírito Santo dado pela imposição das mãos, que neste dia vai consagrar Hélder e Moacir.

O Evangelho (Jo 13,12-17), continua Dom Orlando, mostra-nos o lava-pés, o servir dia a dia o povo de Deus.

Nosso arcebispo pediu aos diáconos que estes sejam diáconos missionários, “porque dizer simplesmente que sou diácono é muito pouco, é preciso dizer que sou diácono missionário”. Citando Papa Francisco, Dom Orlando exortou os diáconos a não se considerarem donos do seu dia, que o dia dos diáconos pertence à missão, pertence ao povo de Deus. Pediu que os diáconos não sejam escravos da agenda, que devem ir além da página, ou seja, estar disponíveis o tempo todo para serem diáconos servidores do povo de Deus.

Dom Orlando, encerrando sua homilia, incentivou os novos diáconos a continuarem seus trabalhos nas Santas Missões Populares e a serem todos os dias de sua vida diáconos missionários.

 

Ao final da celebração os agora diáconos permanentes agradeceram a comunidade, o pároco e o arcebispo por confiarem essa missão a eles e pelo apoio na caminhada preparatória, com destaque para as suas famílias que os acompanharam e apoiaram nesta bonita vocação do serviço que será desempenhada com o auxílio de Deus e a intercessão de Nossa Senhora. 

 

O pároco padre André expressou a grande alegria de ter o arcebispo celebrando esse momento importante da paróquia e a presença de Dom Pedro Zilli, dos sacerdotes e diáconos, da comunidade e dos que se esforçaram para bem preparar a celebração.  Afirmou que com a ordenação destes dois novos diáconos será possível ampliar e melhorar o trabalho realizado na paróquia. 

Michael Moreto
PASCOM Arquidiocesana

Clique aqui para ver as fotos>>

Fotos PASCOM 
Paróquia Nossa Senhora da Paz – Ibiporã

 

 

 

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »