Você está aqui
Home > Útimas Notícias > Jesus modelo de animador vocacional

Jesus modelo de animador vocacional

jesus vocacional#domORLANDO

  1. O olhar de Jesus.
    Os vocacionados eram tocados pelo olhar de Deus, o olhar de Jesus. Ele viu Pedro na praia, viu Natanael debaixo da figueira, viu Tiago e João consertando as redes, viu Levi sentado no telônio, viu Zaqueu sobre a árvore. No olhar de Jesus, o vocacionado sentia-se acolhido, chamado, amado. A vocação começa com a experiência do olhar amoroso de Jesus que é expressão do amor de Deus Pai.

 

  1. A proximidade de Jesus.
    Jesus se aproxima, pergunta, fala, interroga. O vocacionado é tocado pela presença e pela proximidade de Jesus. Ele dá o primeiro passo, se antecipa, vai ao encontro, aproxima-se. Ele percebe a realidade, a vida, a história do vocacionado. Ele é o grande motivador de vocações porque vai ao encontro, tem iniciativa.

 

  1. A Palavra atraente.
    Jesus aproxima-se e dirige a Palavra, inicia o diálogo, estabelece o encontro, cria vínculo de amizade, de atração pelas coisas do Pai. Jesus atrai pelo seu jeito de ser e pela palavra. Ele interpela o vocacionado.

 

  1. A transparência de Jesus.
    Ele não esconde a cruz, a renúncia, o sacrifício, as exigências da vocação. Ele é leal com o vocacionado e mostra os meios de vitória e perseverança na vocação. O vocacionado não é iludido, é motivado por Jesus.

 

  1. Jesus chama pecadores.
    Chama pessoas defeituosas, limitadas, fracas e apresenta os remédios para a cura, a conversão, a mudança do coração. Jesus abre as portas para a solução e superação dos problemas do vocacionado. Ele mostra como as fraquezas podem jogar o vocacionado nos braços do Pai, se tornar em mais humanos, misericordiosos, compreensivos e compassivos. Isso gera no vocacionado esperança e infinita gratidão, pois tudo é graça. A experiência da fraqueza estimula o desejo e o anseio pela santidade.

 

  1. Jesus acompanha o vocacionado.
    É preciso estar com Jesus, aprender com Ele, ter seus sentimentos, critérios, atitudes. Jesus mostra que a vocação é para a missão e vai corrigindo, educando, preparando, formando o vocacionado. Tem muita paciência no processo educativo, respeita as etapas e a liberdade da resposta do vocacionado.

 

  1. Jesus reza pelos vocacionados.
    Pedro, rezei por ti para que tua fé não desfaleça, diz Jesus. Ele passa a noite em oração para a escolha dos Apóstolos. Ele pede oração ao Senhor da messe para que não faltem operários e pastores para o povo.

 

  1. Jesus seleciona os vocacionados.
    Ele coloca condições para segui-lo. É Ele que escolhe o vocacionado. O homem curado de Gerasa (Mc 5,19) queria seguir Jesus, mas Ele não deixou e disse; “Volte para casa e anuncie o que o Senhor fez contigo”.
    Vocação é chamado de Deus, resposta do homem e condições para ser discípulo. É preciso ter consciência das condições para vocação sacerdotal e religiosa. Quem não tem condições de ver sangue não pode ser um cirurgião, quem tem medo de altura não tem condições para ser piloto de avião.
    Na questão vocacional as condições são importantes.

 

 

Dom Orlando+Dom Orlando Brandes

 

PASCOM Arquidiocesana
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Londrina

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo
Translate »