Útimas Notícias

Arquidiocese de Londrina participa do 6º Encontro da Pascom do Regional Sul 2

A Espiritualidade do Comunicador foi o enfoque do 6º Encontro da Pascom

A Diocese de Umuarama, no noroeste do Estado, sediou no último final de semana (27 e 28 de fevereiro) o Sexto Encontro Regional dos Coordenadores Diocesanos da Pascom, Segundo Encontro de Jornalistas das Dioceses, Pastorais e Organismos do Regional Sul 2. No sábado, 27, pela manhã, houve reunião com responsáveis pelas emissoras de Rádios Católicas no Estado.

Mais de 50 pessoas estiveram no encontro que ocorreu Chácara São Francisco de Assis, provenientes da dioceses de Londrina, Guarapuava, Jacarezinho, Curitiba, Maringá, Paranavaí, Campo Mourão, Paranaguá, Cornélio Procópio, Ponta Grossa, União da Vitória, São José dos Pinhais,  Palmas-Francisco Beltrão,  e Umuarama. Um total de 14, das 18 dioceses do Regional.

Para o Coordenador da Pascom, o jornalista e diretor da Central Cultura de Comunicação em Guarapuava, Jorge Teles, a cada encontro realizado, sempre ficam resultados positivos de companheirismo, e riquíssimos legados de aprendizado e de troca de experiências. Jorge destaca estes eventos programados como grandes oportunidades que as Dioceses têm de discutir seus problemas e também apresentar soluções que podem ir ao encontro de outras comunidades que passam pela mesma situação.

Teles também evidencia os grandes avanços que vêm ocorrendo na Comunicação Católica do Estado. “Foi um encontro muito produtivo, em todos os aspectos. No âmbito da articulação com as Rádios Católicas do Paraná demos um grande passo, com o compromisso de se ter um boletim semanal com notícias da Igreja no Paraná. Nas próximas semanas estaremos fazendo experimentos, ou seja, piloto do programa para alcançarmos o ponto ideal para, a partir daí o programa ir ao ar. Também “sonhamos” de, num futuro próximo, termos um jornal com notícias de todo o Estado, com uma abordagem nossa, uma visão de Igreja, além de outras ações conjuntas em coberturas de eventos, por exemplo. O Boletim será o primeiro passo para a implantação da RCR PR (Rede Católica de Rádio do Paraná)” disse.  No encontro 15 emissoras do Paraná estiveram representadas, de um total de 37 rádios católicas do Estado, de acordo com último recadastramento feito pela Pascom. “Acredito que o número chegue a 40, ou até supere”, disse o coordenador, justificando que nem todos responderam ao pedido de recadastramento das emissoras. Ainda segundo Teles foi um momento importante para os representantes das rádios conversarem entre sí sobre o processo de migração da AM para a FM, dificuldades em comercialização e outros desafios que se apresentam na área da radiodifusão. “Em breve teremos a RCR PR”, comemorou Teles.

Após cinco encontros regionais da Pascom, em que o momento de formação foi dedicado ao aspecto técnico, tecnológico, a reunião em Umuarama foi diferente.  “Na parte de formação esse encontro tratou da Espiritualidade do Comunicador, um tema que há muito tempo estava sendo pedido pelo grupo da Pascom, foi uma formação fundamental para nos reabastecermos espiritualmente” disse Jorge Teles. O sacerdote e jornalista Jean Patrick, da Diocese de Guarapuava, foi quem trabalhou o tema.

O Padre Carlos Alberto Figueiredo, Assessor de Comunicação da Diocese de Umuarama e também da Pascom, classificou o evento como “uma grande oportunidade de se adquirir conhecimento e trocar informações sobre as diversas realidades do Estado em se tratando de comunicação”. Ele disse que, na reunião realizada com os representantes das Rádios Católicas, houve muitos relatos do que de fato se passa com as emissoras. Segundo ele, não se busca com estas reuniões, uma uniformidade em se tratando de conteúdos veiculados, de programação, mas sim, de conhecer as necessidades de cada região. “Não buscamos aqui, de maneira nenhuma, uma uniformidade nos conteúdos e nas programações. Queremos e devemos ter programas variados em nossas emissoras. O que se quer, é conhecimento das realidades de cada região para que, em alguns pontos, possamos desenvolver trabalhos que venham ao encontro do que o povo precisa. A realização de um boletim diário onde envolvam todas as emissoras Católicas que em breve será formatado é para nós, um grande avanço”, destacou.

Padre Carlos Alberto também evidenciou o processo de mudanças porque passam as emissoras que transmitem na frequência de Amplitude Modula (AM) que, a partir de agora, migram para a Frequência Modulada (FM). Ele classificou como um grande avanço em se tratando de tecnologia, mas também alertou para a manutenção do público ouvinte. “Temos mais de quarenta emissoras de rádio ligadas à Igreja Católica no Estado do Paraná. Deve haver comunhão entre essas emissoras. Não que isso venha a interferir em sua programação que deve ser individual, mas é preciso afinar os trabalhos, principalmente em se tratando de conteúdo. Não devemos nos ater apenas às migrações que estão acontecendo, mas sim, na adequação deste novo formato e um cuidado muito grande para não perdermos público e continuarmos a levar nossa mensagem de evangelização, proposta essencial que devemos ter enquanto Igreja”; ressaltou.

Para o Bispo da Diocese de Guarapuava e Referencial da Comunicação do Regional Sul 2 da CNBB, Dom Antônio Wagner da Silva, o momento é de muita alegria, mas também de muitas responsabilidades, em se tratando de comunicação no país. Ele classificou a migração das emissoras de rádio que operam em AM para FM, como uma renovação e a possibilidade de fazer melhor. “Estamos dando um passo a mais com a realização deste encontro que discute, dentre tantos assuntos, a migração das emissoras e também a disseminação de conteúdo. Devemos caminhar no mesmo sentido. Não com igualdade de programação, pois cada emissora tem a sua. Devemos sim, trabalhar com convicção, com muita seriedade para que a anunciação do Evangelho seja nossa meta”, destacou Dom Wagner. Ele também grifou a palestra do Padre Jean Patrik Soares, da Paróquia de Pinhão, que falou da espiritualidade do comunicador como ponto chave no evento. Para Dom Wagner, é preciso que todos os comunicadores, sobretudo os comunicadores Católicos, estejam sempre preparados espiritualmente para que que hajam com discernimento em seus ofícios.

Ainda sobre o Encontro, Teles disse que o momento da partilha das ações da Pascom nas diferentes dioceses, como sempre, foi de grande valia e riqueza. No planejamento a Pascom tratou aspecto relativos à organização do 2º Muticom Regional, que será em Curitiba no ano de 2017 e já deixou definida a data e local do Encontro Regional no próximo ano. “Será na Diocese de Campo Mourão, nos dias 18 de 19 de fevereiro de 2017”, informou Jorge Teles.

Ao final do encontro, Dom Wagner evidenciou a participação das pessoas e o interesse pelos assuntos abordados como algo motivador para seguir em frente na busca por melhorias na comunicação Católica do Paraná. “Acredito que, a cada encontro, abrimo-nos para um universo de conhecimento. Além de conhecer os meios, vamos também conhecendo as pessoas e isto nos é muito gratificante. São as pessoas que atuam na comunicação que, de fato, fazem as coisas acontecerem. Temos o dever de ser bons comunicadores”, concluiu Dom Wagner.

[Best_Wordpress_Gallery id=”13″ gal_title=”6º Encontro Coordenadores de Pascom Paraná”]

Tiago Queiroz
Pascom Arquidiocese Londrina

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *